Dakar Dakar

Dakar: Com quatro vitórias consecutivas, Medeiros conclui na nona posição entre os quadriciclos

Em sua quinta participação no rally, a segunda fora da América do Sul, o maranhense enfrentou o prólogo e 14 etapas e fecha o evento com 86h47min55seg

Marcelo Medeiros

Marcelo Medeiros, piloto da TAG Racing, encerra sua participação no 45° Dakar, ficando no nono lugar Quadriciclos FIM. Mesmo com o feito histórico de quatro vitórias durante as 14 etapas do evento, e com penalidades aplicadas por não ter completado a terceira especial devido a uma queda, o maranhense finalizou a competição com 86h47min55seg.

Neste domingo, 15, o titular da Yamaha Raptor 700, #159, completou os 164 quilômetros do trecho cronometrado, entre Al-Hofuf e Dammam, em 01h44min27, o terceiro mais rápido do dia. O Dakar teve início no domingo, 01 de janeiro e prosseguiu até este domingo, 15 de janeiro, com chegada em Damman, no Golfo Pérsico.

Leia também:

Vencedor da penúltima etapa, Medeiros foi o primeiro a partir entre os quadriciclos. Já sabendo da diferença de mais de 28 horas do líder da competição, o francês Alexandre Giroud (que venceu o Dakar), o maranhense garantiu uma pilotagem segura e conservadora para cruzar bem a linha de chegada. 

“Foi um rali diferente e com sensação de vitória neste desafio. Chegamos ao fim de mais um rali Dakar com frio e chuva, condições que não estou acostumados devido ao clima do Maranhão. Infelizmente, viemos de uma queda no terceiro dia o que tirou a nossa chance de concorrer ao título".

"Mas conseguimos reverter, não desisti, estava muito bem preparado e consegui vir tirando a diferença a cada etapa e conquistar quatro vitórias muito difíceis, que serviu de lição não só para mim como também para toda a equipe”, declara o maranhense que fez a sua quinta participação no Dakar.

“De qualquer forma, termino este Dakar com o espírito de dever cumprido. Agradeço a todas a torcida e mensagens recebidas, pois foram essenciais como motivação ao longo dos dias. E estaremos novamente no próximo ano para a edição 2024 mais fortes”, completa Medeiros.

Na última especial deste Dakar, o percurso entre Al-Hofuf e Dammam foi dominado por pisos de terra firme, intercalados por areões à beira mar praticamente sem dunas, e quase sem variação altimétrica. Dois longos percursos, quase em linha reta.

Os competidores puderam aproveitar ao máximo uma pilotagem prazerosa e os belos cenários do caminho que levou à costa do Golfo Pérsico. O palco para o pódio final foi às praias de Dammam.

O piloto da TAG Racing e seu Yamaha 700 enfrentaram, durante estas duas primeiras semanas do ano, a um total de 8.500 quilômetros, dos quais 4.500 quilômetros foram especiais cronometrados e o restante divididos entre trechos iniciais e finais de deslocamento.

Marcelo Medeiros realizou a segunda participação consecutiva na Arábia Saudita, no ano passado completou em sexto, vencendo três etapas.

O piloto pentacampeão do rali do Sertões conta com outras três participações no Dakar, quando a competição aconteceu na América do Sul. Em sua estreia, em 2016, e no ano seguinte o maranhense não finalizou a prova. Em 2018, ficou em quarto lugar entre os quadriciclos. Agora, em 2023, completou na nona posição, com quatro vitórias consecutivas, da 10ª a 13ª etapas.

No 45º Dakar, o piloto teve as seguintes conquistas: Prólogo (2º colocado), Etapa 1 (3º), Etapa 2 (14º), Etapa 2 (16º), Etapa 3 (forfete), Etapa 4 (9º), Etapa 5 (3º), Etapa 6 (8º), Etapa 7 (3º), Etapa 8 (3º), Etapa 9 (3º), Etapa 10 a 13 (1º) e Etapa 14 (3º).

CAMPEÕES DE 2023

Entre as motos, o campeão foi o argentino Kevin Benavides e Alexandre Giroud (França) assegurou o segundo título do Dakar 2023 nos quadriciclos. 

Nos carros, Nasser Al Attiyah (Catar) e seu co-piloto, Mathieu Baumel (França), conquistaram o quinto título do Dakar. Já nos Caminhões, o título ficou com o trio Janus Van Karteren (Holanda), Darek Rodewald (Polônia) e Marcel Snijders (Holanda). E na classe SSV, Eryk Goczal (Polônia) e Oriol Mena (Espanha).

O Dakar 2023 soma pontos para o Campeonato Mundial de Rally Cross Country (FIA e FIM). Mais informações: www.dakar.com e App Dakar Rally 2023.

Marcelo Medeiros conta com patrocínio do Governo do Estado do Maranhão, através da Lei de Incentivo Estadual ao Esporte com a empresa Centro Elétrico, no Dakar 2023.

Quer fazer parte de um seleto grupo de amantes de corridas, associado ao maior grupo de comunicação de esporte a motor do mundo? CLIQUE AQUI e confira o Clube de Membros do Motorsport.com no YouTube. Nele, você terá acesso a materiais inéditos e exclusivos, lives especiais, além de preferência de leitura de comentários durante nossos programas. Não perca, assine já!

Podcast #212 – Polêmica: as verdades inconvenientes sobre a F1

 

ACOMPANHE NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

Faça parte da comunidade Motorsport

Join the conversation
Artigo anterior "Difícil segurar a emoção": Moraes celebra resultado histórico em estreia no Dakar
Próximo artigo Jones e Gugelmin vencem o Dakar 2023 e conquistam o bicampeonato

Principais comentários

Cadastre-se gratuitamente

  • Tenha acesso rápido aos seus artigos favoritos

  • Gerencie alertas sobre as últimas notícias e pilotos favoritos

  • Faça sua voz ser ouvida com comentários em nossos artigos.

Motorsport prime

Descubra conteúdo premium
Assinar

Edição

Brasil Brasil