Fórmula 1
19 mar
-
22 mar
Próximo evento em
30 dias
02 abr
-
05 abr
Próximo evento em
44 dias
16 abr
-
19 abr
Próximo evento em
58 dias
30 abr
-
03 mai
Próximo evento em
72 dias
07 mai
-
10 mai
Próximo evento em
79 dias
21 mai
-
24 mai
Próximo evento em
93 dias
R
GP do Azerbaijão
04 jun
-
07 jun
Próximo evento em
107 dias
11 jun
-
14 jun
Próximo evento em
114 dias
25 jun
-
28 jun
Próximo evento em
128 dias
R
GP da Áustria
02 jul
-
05 jul
Próximo evento em
135 dias
R
GP da Grã-Bretanha
16 jul
-
19 jul
Próximo evento em
149 dias
30 jul
-
02 ago
Próximo evento em
163 dias
R
GP da Bélgica
27 ago
-
30 ago
Próximo evento em
191 dias
03 set
-
06 set
Próximo evento em
198 dias
R
GP de Singapura
17 set
-
20 set
Próximo evento em
212 dias
24 set
-
27 set
Próximo evento em
219 dias
08 out
-
11 out
Próximo evento em
233 dias
R
GP dos Estados Unidos
22 out
-
25 out
Próximo evento em
247 dias
29 out
-
01 nov
Próximo evento em
254 dias
12 nov
-
15 nov
Próximo evento em
268 dias
R
GP de Abu Dhabi
26 nov
-
29 nov
Próximo evento em
282 dias

Apesar de OK da FIA, rivais questionam motor da Ferrari

compartilhar
comentários
Apesar de OK da FIA, rivais questionam motor da Ferrari
Por:
25 de jul de 2018 14:10

Com mais potência que concorrentes atualmente, time italiano é alvo de protesto e desconfiança na Fórmula 1

Sebastian Vettel, Ferrari SF71H
Gene Haas, Founder and Chairman, Haas F1 Team and Charlie Whiting, FIA Delegate on the grid
Sebastian Vettel, Ferrari SF71H
Sebastian Vettel, Ferrari SF71H, leads Valtteri Bottas, Mercedes AMG F1 W09, and Kimi Raikkonen, Ferrari SF71H
Sebastian Vettel, Ferrari SF71H
Sebastian Vettel, Ferrari SF71H, on the grid
Kimi Raikkonen, Ferrari SF71H leads Sebastian Vettel, Ferrari SF71H

Diretor de provas da Fórmula 1, Charlie Whiting insiste que a FIA ainda está contente com a operação do sistema híbrido da Ferrari, apesar das discussões em andamento com as equipes rivais.

A FIA anunciou em Mônaco que suas investigações sugeriram que a equipe italiana não estava fazendo nada errado. No entanto, os rivais continuam a questionar o forte desempenho recente dos carros italianos e de suas equipes clientes Haas e Sauber.

"Algo está acontecendo lá, não é normal", disse Nico Hulkenberg, da Renault.

"Desde alguns fins de semana - acho que desde a França - todos os carros da Ferrari têm muito mais potência. É difícil para nós contra a Haas, porque nas curvas estamos no nível deles ou melhor, mas nas retas perdemos muito."

Whiting e outros membros importantes da FIA tiveram uma reunião com representantes da Mercedes no motorhome da equipe em Hockenheim.

"Estamos totalmente satisfeitos com tudo nessa frente, como dissemos em Mônaco", disse Whiting.

"Algumas equipes têm feito mais perguntas e nós estávamos lá apenas para tentar ajudá-las a ter alguma paz, vamos dizer."

Perguntado se a Mercedes tinha dúvidas sobre a legalidade da Ferrari, ou apenas queria saber onde estavam os limites para o seu próprio desenvolvimento, Whiting disse: "mais uma vez, essas discussões são privadas”.

"Eu não acho que eu deveria estar dizendo a você. Se você quiser falar com a Mercedes, eles vão te dizer, mas acho que o que acontece a portas fechadas deve permanecer a portas fechadas."

O chefe da Mercedes, Toto Wolff, não foi atraído pelas discussões, o que significa que foi uma reunião de rotina.

"A troca de informações que estamos tendo com a FIA e algumas das outras equipes, ou fabricantes de motores, está em uma base regular", disse ele.

"É mais visível se você faz isso em um fim de semana, na pista, no motorhome, mas é um negócio completamente normal discutir vários tópicos técnicos."

O chefe da Renault Sport F1, Cyril Abiteboul, admitiu que os dados sugerem que a Ferrari está fazendo algo "estranho", mas ressaltou que isso não significa necessariamente que seja ilegal.

"Primeiro, sabemos que temos um déficit de energia, que até agora era contra a Mercedes", disse ele ao Motorsport.com.

"Eles ainda estão aí, mas realmente vemos que a Ferrari levou vantagem, então parabéns para a Ferrari nesta batalha – uma batalha técnica, mas menos visível. O passo que eles deram foi incrível."

"É um passo que eles fizeram até certo ponto que não acompanha uma introdução de hardware, é também um passo que vemos em todas as três equipes, não apenas na Ferrari. Claramente estamos coçando nossas cabeças, porque olhamos em particular para o GPS, e nós vemos realmente que é realmente estranho o que eles estão fazendo.”

"Mas fazer algo estranho não significa que seja ilegal. Acho que devemos dar crédito ao que eles fizeram, e isso deve ser um compromisso extra para trabalhar mais e tentar dar o mesmo passo do nosso lado."

Próximo artigo
Alonso diz não esperar melhora da McLaren na Hungria

Artigo anterior

Alonso diz não esperar melhora da McLaren na Hungria

Próximo artigo

F1 fará exibição no centro de Milão antes do GP da Itália

F1 fará exibição no centro de Milão antes do GP da Itália
Carregar comentários