Fórmula 1
R
GP da Austrália
12 mar
-
15 mar
Próximo evento em
50 dias
19 mar
-
22 mar
Próximo evento em
57 dias
02 abr
-
05 abr
Próximo evento em
71 dias
16 abr
-
19 abr
Próximo evento em
85 dias
30 abr
-
03 mai
Próximo evento em
99 dias
07 mai
-
10 mai
Próximo evento em
106 dias
21 mai
-
24 mai
Próximo evento em
120 dias
R
GP do Azerbaijão
04 jun
-
07 jun
Próximo evento em
134 dias
11 jun
-
14 jun
Próximo evento em
141 dias
25 jun
-
28 jun
Próximo evento em
155 dias
R
GP da Áustria
02 jul
-
05 jul
Próximo evento em
162 dias
R
GP da Grã-Bretanha
16 jul
-
19 jul
Próximo evento em
176 dias
30 jul
-
02 ago
Próximo evento em
190 dias
R
GP da Bélgica
27 ago
-
30 ago
Próximo evento em
218 dias
03 set
-
06 set
Próximo evento em
225 dias
R
GP de Singapura
17 set
-
20 set
Próximo evento em
239 dias
24 set
-
27 set
Próximo evento em
246 dias
08 out
-
11 out
Próximo evento em
260 dias
R
GP dos Estados Unidos
22 out
-
25 out
Próximo evento em
274 dias
29 out
-
01 nov
Próximo evento em
281 dias
12 nov
-
15 nov
Próximo evento em
295 dias
R
GP de Abu Dhabi
26 nov
-
29 nov
Próximo evento em
309 dias

Chefe espera que Mercedes não perca fãs por vitórias em série

compartilhar
comentários
Chefe espera que Mercedes não perca fãs por vitórias em série
8 de jan de 2019 09:18

Em ano no qual pode igualar domínio de ouro da Ferrari, Toto Wolff espera manter orgulho longe do time

A Mercedes tem como ambição neste ano igualar o recorde de seis títulos mundiais consecutivos da Ferrari, mas a hegemonia tem sua desvantagem, como acredita o chefe da equipe, Toto Wolff.

A dominação pode ser cansativa para os fãs e fazer com que as pessoas mudem suas torcidas. Wolff está consciente do fenômeno e tenta contê-lo mantendo a condescendência e o orgulho longe da Mercedes.

"Acho que é da natureza do torcedor torcer pelo azarão", disse Wolff à Reuters. "Os vencedores em série perdem um pouco de apelo”.

"O que estamos tentando fazer é abordar nosso esporte e nossa participação com modéstia e humildade, não tomar nada como garantido. Nunca devemos ter o sentimento de ter direito a vencer.”

"Você pode, até certo ponto, se permanecer fiel a esses valores, continuar aumentando sua torcida e continuar torcendo por você, embora tenha vencido algumas vezes seguidas", afirma.

No caso da Mercedes, o sucesso contínuo colocou alguns excelentes recordes da F1 ao alcance da equipe e de seu piloto principal, Lewis Hamilton.

A equipe terá a oportunidade nos próximos anos de superar o recorde de seis títulos consecutivos da Ferrari, enquanto que Hamilton pode igualar a marca de sete títulos mundiais de Michael Schumacher.

"Você terá dois grupos: os que estão torcendo por nossos competidores, esperando que a Mercedes não consiga essas coisas. Mas você terá um grupo grande também que dirá: 'bem, isso é muito emocionante, a Mercedes está tentando superar o recorde da Ferrari. Será que Lewis Hamilton conseguirá igualar o recorde de Michael Schumacher?”, acrescenta o austríaco.

"É outro ângulo interessante da narrativa da Fórmula 1. Estamos muito motivados por termos igualado o recorde de cinco campeonatos duplos (pilotos e construtores) consecutivos da Ferrari e há um sexto que está lá."

Próximo artigo
Sainz diz querer fazer parte do ressurgimento da McLaren

Artigo anterior

Sainz diz querer fazer parte do ressurgimento da McLaren

Próximo artigo

Briatore entende troca de chefia da Ferrari: “Precisavam mudar”

Briatore entende troca de chefia da Ferrari: “Precisavam mudar”
Carregar comentários

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1