Ecclestone quer que regras da F1 sejam jogadas fora

Chefe da FOM, britânico diz que acredita que regras severas demais estejam atrapalhando o espetáculo

Ecclestone quer que regras da F1 sejam jogadas fora
Max Verstappen, Red Bull Racing talks with F1 supremo Bernie Ecclestone
Lewis Hamilton, Mercedes AMG F1 W07 Hybrid leads at the start of the race
The start of the race
(L to R): Bernie Ecclestone, with Maurizio Arrivabene, Ferrari Team Principal
Bernie Ecclestone
Jenson Button, McLaren MP4-31 locks up under braking
Toto Wolff, Mercedes AMG F1 Shareholder and Executive Director
Lewis Hamilton, Mercedes AMG F1 W07 Hybrid leads team mate Nico Rosberg, Mercedes AMG F1 W07 Hybrid
Max Verstappen, Red Bull Racing RB12 leads Nico Rosberg, Mercedes AMG F1 W07 Hybrid
(L to R): Valtteri Bottas, Williams FW38 and Fernando Alonso, McLaren MP4-31 battle for position
Carregar reprodutor de áudio

Bernie Ecclestone diz que buscará apoio para seu plano de simplificar as regras da Fórmula 1. O Grupo de Estratégia da categoria se reúne nesta quarta-feira em Genebra, na Suíça, para discutir os futuros do esporte. O britânico espera influir nas decisões dos chefes de equipe.

"No geral, precisamos olhar bem", disse ele ao Motorsport.com. "Há regras demais e regulamentos demais. Você precisa de advogados e Deus sabe o quê para estar na F1 hoje."

Ecclestone é inflexível ao dizer que Charlie Whiting da FIA - o homem responsável por escrever as regras - deve começar tudo de novo.

"Você não pode consertar uma casa velha, melhor demolir e começar de novo. Ele tem muitas pessoas. Não precisamos esperar.”

Ecclestone acredita que a ameaça de penalizações tem estragado as corridas: "Acho que o que devemos fazer é uma grande regra: 'É proibido correr. Faça o que fizer, não corra.”

"Porque tiram tudo o que os pilotos podem fazer e não podem fazer. Eles estão guiando e perguntando o que eles podem ou não fazer. É ridículo.”

"Se você e eu estivéssemos assistindo a corrida e a decisão fosse nossa, você poderia pensar que está errado. Eu digo que não vejo por que você está dizendo que é errado, me parece ok, o cara é piloto. Deixem eles serem assim.”

"Se eu estiver tentando bloquear você, quem tem de encontrar um caminho para passar é você. A única coisa que você pode começar a discutir é se eles causarem acidentes por condução perigosa. É isso, é muito fácil."

Ecclestone tem pouca simpatia com os veteranos da F1, como Jenson Button e Fernando Alonso, que criticaram duramente a movimentação nas frenagens feita por Max Verstappen.

"O mundo está mudando. Você tem que pensar o que era dirigir quando eles começaram e o que é agora. Eu não tive o tempo, mas gostaria de ver algumas corridas antigas."

Os chefes de equipe que formam o Grupo de Estratégia são simpáticos à sugestão de Ecclestone. "Estou alinhado com ele, e acho que muitos de nós concordamos que as regras devem ser simplificadas", disse Toto Wolff ao Motorsport.com.

"É muito complexo para os fãs seguirem quando algumas coisas são penalizadas e algumas não são. Mas é igualmente muito difícil para os comissários e para o Charlie julgar, então não há solução fácil para isso. Mas acho que a tendência deve ser simplificar."

Wolff reconheceu que as questões de segurança, como colisões na zona de frenagem, devem ainda ser abordadas.

"A segurança é de extrema importância, e eu acho que este é o ponto do Charlie. Seu papel é lutar pela segurança.”

"Mas precisamos nos sentar e conversar sobre como podemos melhorar o show e simplificar as regras sem arriscar a segurança de qualquer piloto. Acho que se pudermos começar a ir na direção certa, já é uma conquista."

compartilhar
comentários
Dennis diz que "falsos motivos" o forçaram a sair da McLaren
Artigo anterior

Dennis diz que "falsos motivos" o forçaram a sair da McLaren

Próximo artigo

Mudança de acerto deu dobradinha a Mercedes, diz diretor

Mudança de acerto deu dobradinha a Mercedes, diz diretor
Carregar comentários