Em prol de 2026, F1 está pronta para aprovar regra que torna 2024 ainda mais importante; entenda

“Para ter pólvora suficiente para 2026 em termos de orçamento, é improvável que o modelo 2025 seja completamente diferente do de 2024”, explicou diretor da Mercedes

Max Verstappen, Red Bull Racing RB19, Lewis Hamilton, Mercedes F1 W14, Fernando Alonso, Aston Martin AMR23, Charles Leclerc, Ferrari SF-23, the rest of the field at the start

Para evitar que quaisquer equipes iniciem o desenvolvimento de seu carro de 2026 mais cedo do que o ideal, a Fórmula 1 deve determinar uma data antes da qual ninguém poderá começar a trabalhar no projeto. Isso, aliás, também tende a impactar 2025, último ano do atual regulamento.

O editor recomenda:

Em 2026, a categoria máxima do automobilismo introduzirá um novo pacote de regras, com foco especialmente nas unidades de potência -- o destaque será a 'extinção' do MGU-H, tido como uma 'dor de cabeça' para as montadoras da elite global do esporte a motor.

Além disso, a unidade será adaptada para combustíveis sintéticos. Outra grande mudança: os monopostos da F1 serão planejados para serem menores e mais leves, com menos arrasto e menos downforce.

Porém, as regras 'finais' ainda não estão definidas, de modo que os engenheiros da F1 ainda não sabem exatamente o que esperar. O que se sabe é que as 'reformas' já estão gerando impacto no trabalho atual.

“Para ter 'pólvora' suficiente para o desenvolvimento de 2026 em termos de orçamento, é improvável que o modelo 2025 seja completamente diferente do modelo 2024”, explicou o diretor técnico da Mercedes, James Allison.

“É provável que muitas peças tenham que ser 'transportadas' de 2024. Os próximos dois carros estarão, portanto, intimamente relacionados. O atual trabalho de desenvolvimento será, assim, duplamente importante."

Consequentemente, a maioria das equipes deve realizar grandes modificações no carro do próximo campeonato, porque sabem que depois disso provavelmente não terão tempo e recursos suficientes.

E se alguém quiser causar um grande impacto em 2026, terá que começar o desenvolvimento com antecedência. Mas isso não poderá ocorrer tão cedo, conforme a Auto Motor und Sport informou. Na prática, em 2024, os times não poderão trabalhar com foco nas novas regras. Será proibitivo.

Recentemente, o Grupo de Trabalho Técnico, que reúne os diretores técnicos das escuderias, concordou que as prospecções aerodinâmicas de 2026 realizadas no túnel de vento e no CFD (túnel de tempo virtual) não podem começar antes de janeiro de 2025. Isso ainda será votado.

O objetivo? Que todos possam iniciar as 'reformas' de 2026 em pé de igualdade. Como consequência, a próxima temporada se tornará ainda mais importante, já que em 2025 o foco estaria no carro de 2026.

Quer fazer parte de um seleto grupo de amantes de corridas, associado ao maior grupo de comunicação de esporte a motor do mundo? CLIQUE AQUI e confira o Clube de Membros do Motorsport.com no YouTube. Nele, você terá acesso a materiais inéditos e exclusivos, lives especiais, além de preferência de leitura de comentários durante nossos programas. Não perca, assine já!

Faça parte da comunidade Motorsport

Join the conversation
Artigo anterior GP dos Estados Unidos de F1: Horários e como assistir à etapa de Austin, com Sprint e a final da F1 Academy
Próximo artigo F1 - Chefe da McLaren tece elogios a Bortoleto: "Talento empolgante"

Principais comentários

Cadastre-se gratuitamente

  • Tenha acesso rápido aos seus artigos favoritos

  • Gerencie alertas sobre as últimas notícias e pilotos favoritos

  • Faça sua voz ser ouvida com comentários em nossos artigos.

Motorsport prime

Descubra conteúdo premium
Assinar

Edição

Brasil Brasil