Em reformulação, Gil foca em fazer McLaren “trabalhar junto”

Chefe de competições do time inglês, brasileiro destaca que trabalha intensamente para fazer equipe se colocar em novo rumo

Em reformulação, Gil foca em fazer McLaren “trabalhar junto”
Carregar reprodutor de áudio

Trazido para o lugar de Eric Boullier na McLaren neste ano após uma sequência de temporadas ruins da equipe com o motor Honda e com a falta de bons resultados no início deste ano, Gil de Ferran, novo chefe de competição da McLaren, tem a missão de levar o tradicional time britânico de volta ao caminho das vitórias.

O último triunfo da equipe na Fórmula 1 foi no GP do Brasil de 2012 com Jenson Button, ainda com o motor Mercedes. Desde então o time tem tido temporadas bastante difíceis e conquistou apenas um pódio: no GP da Austrália de 2014, com Kevin Magnussen e Jenson Button.

Bicampeão da CART em 2000 e 2001, De Ferran considera como chave para o progresso organizar melhor a força de trabalho da equipe.

“Estamos trabalhando, apostamos no trabalho”, disse.

“Estamos reformulando. Desde o início do ano temos falado muito em reformular a equipe. Melhorar a organização, melhorar a comunicação e uma coisa eu posso dizer: existem muitos talentos hoje dentro da McLaren.”

“Então, a questão está em como fazer esse pessoal trabalhar junto. É algo que eu pessoalmente tenho me concentrado muito. Eu diria que o time inteiro enxerga isso da mesma maneira.”

Pedido para dar um prazo para o time voltar às primeiras posições, Gil disse que não conseguiria especificar uma data para o retorno ao topo do grid da F1.

“Não dá para especular em relação ao ano que vem, mas estamos focados e motivados para isso”, falou.

“O bom de corrida é que a nossa meta é sempre simples: o número 1. Qualquer esporte é assim.”

“Quando você chega lá se preocupando com as coisas você consegue influenciar no dia a dia. Queremos voltar a ser um time bom tomando decisões boas hoje, amanhã e trabalhar bem em reuniões.”

compartilhar
comentários
Hamilton: Fórmula 1 deve ter menos corridas, não mais
Artigo anterior

Hamilton: Fórmula 1 deve ter menos corridas, não mais

Próximo artigo

Verstappen: Red Bull não mente sobre o potencial da Honda

Verstappen: Red Bull não mente sobre o potencial da Honda
Carregar comentários