Fórmula 1
19 mar
-
22 mar
Próximo evento em
19 dias
02 abr
-
05 abr
Próximo evento em
33 dias
30 abr
-
03 mai
Próximo evento em
61 dias
07 mai
-
10 mai
Próximo evento em
68 dias
21 mai
-
24 mai
Próximo evento em
82 dias
R
GP do Azerbaijão
04 jun
-
07 jun
Próximo evento em
96 dias
11 jun
-
14 jun
Próximo evento em
103 dias
25 jun
-
28 jun
Próximo evento em
117 dias
R
GP da Áustria
02 jul
-
05 jul
Próximo evento em
124 dias
R
GP da Grã-Bretanha
16 jul
-
19 jul
Próximo evento em
138 dias
30 jul
-
02 ago
Próximo evento em
152 dias
R
GP da Bélgica
27 ago
-
30 ago
Próximo evento em
180 dias
03 set
-
06 set
Próximo evento em
187 dias
R
GP de Singapura
17 set
-
20 set
Próximo evento em
201 dias
24 set
-
27 set
Próximo evento em
208 dias
08 out
-
11 out
Próximo evento em
222 dias
R
GP dos Estados Unidos
22 out
-
25 out
Próximo evento em
236 dias
29 out
-
01 nov
Próximo evento em
243 dias
12 nov
-
15 nov
Próximo evento em
257 dias
R
GP de Abu Dhabi
26 nov
-
29 nov
Próximo evento em
271 dias

Equipes de F1 apoiam eliminação dos cobertores de pneus

compartilhar
comentários
Equipes de F1 apoiam eliminação dos cobertores de pneus
Por:
20 de jul de 2018 20:51

Times acreditam que a eliminação dos cobertores de pneus pode ser boa para o esporte - mas alertaram que também será um grande desafio de adaptação tanto para as equipes quanto para o fabricante dos compostos

Sauber mechanic and Pirelli tyres
Pirelli tyres
Sauber mechanics with Pirelli tyres
Mercedes AMG F1 Pirelli tyres
Slick Pirelli tyre and rain

O desejo de eliminar os cobertores térmicos dos pneus na Fórmula 1 foi anunciado pela FIA em um documento de fornecedor para as temporadas de 2020-23, que coincide com a introdução de rodas de 18 polegadas e pneus dianteiros mais estreitos a partir de 2021.

Embora as equipes tivessem participado de algumas discussões com a FIA e com a F1 sobre os pneus de 2021, elas não haviam ouvido falar sobre as decisões finais tomadas até hoje.

"Tenho certeza de que um conjunto de requisitos do fornecedor de pneus pode ser acordado para entregar pneus capazes de serem operados com segurança, sem cobertores", disse Bob Bell, da Renault.

"Muitas outras categorias fazem isso, então não vejo nenhuma razão para não conseguirmos na F1.”

"Se essas especificações para os pneus nos permitirem contornar algumas das limitações que enfrentamos ao operar o pneu, calibrar, fazer a cambagem e assim por diante, e tornar essa tarefa menos onerosa para as equipes, e produzir um desempenho mais consistente na vida do pneu, então eu acho que é tudo para o bem".

Leia também:

Mas ele alertou que os requisitos da FIA para o próximo acordo de pneus não são "trabalho de cinco minutos" para qualquer empresa que o ganhe.

O chefe técnico da Williams, Paddy Lowe, acredita que os pneus trabalhando em uma faixa de temperatura mais ampla será positivo.

"Tem sido debatido muitas vezes", disse Lowe. "Eu gosto muito do espetáculo de um grid com todos os equipamentos, incluindo cobertores de pneus. Acho que isso é parte da impressão que a F1 dá de ser um esporte muito técnico no topo das corridas de automóveis.”

"Deste ponto de vista, eu sentiria falta. Mas, por outro lado, se isso nos leva a ter pneus com uma janela muito maior para operar, isso pode ser uma coisa boa.”

"Ao mesmo tempo, eles falam em mudar a classificação para um formato com menos voltas, maior criticidade em relação a fazer voltas únicas e, novamente, se for com pneus que não estão preparados com cobertores, isso nos levaria a pneus com janela ampla, o que seria uma coisa boa para o esporte".

Pierre Wache, da Red Bull, vê a mudança como uma oportunidade para as equipes serem inteligentes, mas alertou que será difícil para o fornecedor acertar, sugerindo que será mais difícil na F1 do que em outras categorias.

"Como engenheiro, quando isso está mudando, é bem interessante", disse o francês. "Tenho certeza que podemos encontrar alguns truques e algumas possibilidades no carro para operar os pneus da melhor maneira.”

"O desafio técnico para o fabricante seria bastante difícil, no momento em que você vê a evolução da pressão que você tem sem um cobertor, a partir de 30°C, terminando com mais de 100°C, com a energia que estamos colocando no pneu na F1, é maior do que em outras categorias, com certeza será um grande desafio para o fabricante".

Andy Green, da Force India, disse que mais debates são necessários, apesar dos requisitos da FIA já estarem finalizados e já publicados na concorrência.

"Eu estou supondo que, dado que foi publicado apenas ontem, não houve muita discussão sobre isso", disse ele.

"Acredito que vai precisar de muita discussão, há muitas questões que precisam ser resolvidas daqui para frente relacionadas à mudança de diâmetros da roda, como operamos os pneus, como os operamos sem cobertores, há muito para falar e para concordar."

Próximo artigo
Hamilton prioriza largadas para GP da Alemanha

Artigo anterior

Hamilton prioriza largadas para GP da Alemanha

Próximo artigo

Alonso: "Testamos muitas coisas que comprometeram os tempos"

Alonso: "Testamos muitas coisas que comprometeram os tempos"
Carregar comentários

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Autor Adam Cooper