Ex-F1, Petrov detona Hamilton por camiseta antirracista: "Foi demais"

compartilhar
comentários
Ex-F1, Petrov detona Hamilton por camiseta antirracista: "Foi demais"
Por:

Russo também criticou hexacampeão por pedir que outros pilotos se ajoelhem contra o racismo

Às vésperas do GP da Rússia, um dos representantes recentes do país na Fórmula 1 detonou a manifestação antirracista feita pelo piloto Lewis Hamilton, da Mercedes, no GP da  Toscana. Para Vitaly Petrov, "a camiseta foi demais, assim como quando ele pediu a todos que se ajoelhassem". O ex-F1 se refere à mensagem passada pelo britânico no pódio de Mugello, no qual o hexacampeão usou a roupa para se manifestar contra a morte de Breonna Taylor.

Para Petrov, Hamilton foi longe demais ao usar a camiseta pedindo por justiça pela jovem negra que foi baleada oito vezes e morta no dia 13 de março, quando policiais invadiram seu apartamento em Louisville, no Kentucky. A norte-americana tinha 26 anos e trabalhava com emergências médicas na Universidade de Saúde de Louisville Health. De todo modo, o russo afirmou: "Acho que a FIA não vai mais permitir esse tipo de comportamento".

Leia também:

A declaração de Petrov veio em entrevista ao Championat. Ele criticou também o fato de Hamilton pedir que outros pilotos se ajoelhem em prol do movimento "Vidas negras importam" (Black Lives Matter). "Usar a F1 para isso...", argumentou o russo.

"Acho que metade dos espectadores nem sabia do que era a camisa até que foi explicado a eles. Digamos que um piloto admita ser gay, ele usará uma bandeira de arco-íris para incentivar todos a serem gays também?", questionou.

De acordo com as leis russas, qualquer atleta ou torcedor, gay ou defensor dos direitos dos mesmos (incluindo atletas e treinadores), pode ser preso por 14 dias e até expulso do país caso tenham atitude de divulgação do que é designado como “propaganda homossexual”.

Segundo Petrov, os russos não se ajoelham por nenhum motivo, exceto "diante de Deus e para propor [casamento] à sua futura esposa". O ex-F1 seguiu: "Na Rússia, temos uma mentalidade diferente e não temos os problemas de que Hamilton fala. Tem que haver respeito por todos".

Vitaly Petrov, Renault. Atualmente, a Rússia tem Daniil Kvyat, da AlphaTauri, como piloto de F1

Vitaly Petrov, Renault. Atualmente, a Rússia tem Daniil Kvyat, da AlphaTauri, como piloto de F1

Photo by: Andrew Ferraro / Motorsport Images

Caso Breonna Taylor

Os policiais alegaram estar em uma incursão contra o tráfico de drogas na localidade. Segundo eles, os disparos foram efetuados após o namorado de Taylor ter atirado primeiro. A família da jovem norte-americana moveu processos que levaram o caso ao FBI, a polícia federal dos Estados Unidos. Dos três policiais envolvidos no caso, dois foram retirados das ruas e um deles chegou a ser demitido. Entretanto, ninguém foi preso.

Hamilton na RBR? Wolff fora da Mercedes? A 'metralhadora' de Jordan e mais da F1 com Alonso e cia; assista ao RETA FINAL desta segunda-feira

PODCAST: Após 'comemorar' GP 1000, qual é o tamanho da crise da Ferrari?

 

.

Quem é o Raikkonen que igualará o recorde de Barrichello na F1?

Artigo anterior

Quem é o Raikkonen que igualará o recorde de Barrichello na F1?

Próximo artigo

VÍDEO: Entenda como Lawrence Stroll passou de 'papai de piloto pagante' a homem-forte na F1

VÍDEO: Entenda como Lawrence Stroll passou de 'papai de piloto pagante' a homem-forte na F1
Carregar comentários

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Pilotos Lewis Hamilton , Vitaly Petrov
Autor Redação Motorsport.com