F1: Bottas diz que se sentiu "presa fácil" no GP da França

Piloto finlandês terminou corrida em Paul Ricard em quarto lugar

F1: Bottas diz que se sentiu "presa fácil" no GP da França

Valtteri Bottas disse que se sentiu como uma "presa fácil" durante o GP da França da Fórmula 1.

Max Verstappen fez uma segunda parada para pneus médios na volta 32 em Paul Ricard, que era a estratégia ideal planejada para a corrida. Sabendo que perderia a prova se seguisse a estratégia da Red Bull, a Mercedes decidiu deixar Hamilton e Bottas na pista até o final com pneus duros gastos.

Leia também:

Para Hamilton, essa aposta quase funcionou. Mas, caso de Bottas, a parada única o deixou vulnerável a ambos os carros da escuderia austríaca - Sergio Pérez ultrapassou o finlandês para agarrar o último lugar do pódio.

Percebendo que sua corrida estava comprometida com a estratégia de um pit stop, Bottas reagiu com raiva no rádio da equipe, gritando: "Por que diabos ninguém me escuta quando digo que seria duas paradas?!"

Depois da corrida, o vice-campeão de 2020 explicou que sua raiva veio à tona porque o time alemão não seguiu a estratégia de duas paradas que ele queria.

"Acho que a estratégia de vitória hoje foi duas paradas. É fácil dizer depois, mas é assim", disse Bottas à Sky Sports F1.

"Como equipe, acho que estávamos muito focados em fazer a parada única, pensando que era o melhor, mas não foi."

"Eu não tinha pneus dianteiros sobrando nas últimas 10-15 voltas, então eu estava apenas tentando levar o carro até o final. Não foi divertido o último stint."

Questionado se sua mensagem de rádio havia ido longe demais, o piloto da Mercedes disse que estava apenas expressando a sua opinião.

"Eu estava deixando bem claro o que estava pensando", acrescentou. "Estava sugerindo duas paradas no início da corrida, mas a equipe fez uma parada e aqui estamos nós."

Bottas disse que era uma "presa fácil", já que Verstappen e Pérez o ultrapassaram facilmente nos estágios finais.

“Você se sente como uma presa fácil, é bem simples”, explicou.

“Claro, tentei tudo o que podia. Tentei terminar no pódio, mas os pneus estavam completamente acabados, por isso não teve jeito."

"Achamos que o pneu duro poderia fazer quase toda a corrida, mas não foi o caso."

Questionado a Mercedes poderia ter feito mais por ele hoje, o finlandês disse que sua estratégia o impediu de lutar pela vitória: "Se eu fizesse duas paradas, com certeza estaríamos no pódio e lutaríamos pela vitória."

F1 2021: Verstappen SUPERA Hamilton e ABRE na LIDERANÇA; as ANÁLISES do GP da França | PÓDIO

Assine o canal do Motorsport.com no Youtube

Os melhores vídeos sobre esporte a motor estão no canal do Motorsport.com. Inscreva-se já, dê o like (joinha) nos vídeos e ative as notificações, para sempre ficar por dentro de tudo o que rola em duas ou quatro rodas.

PODCAST: Qual é o tamanho do 'drama' de Bottas e Mercedes em 2021?

 

compartilhar
comentários
F1: Verstappen diz que problemas de rádio não complicaram vitória na França

Artigo anterior

F1: Verstappen diz que problemas de rádio não complicaram vitória na França

Próximo artigo

F1: Fora dos pontos, Sainz diz que "pneus desgastavam duas vezes mais que o resto do grid"

F1: Fora dos pontos, Sainz diz que "pneus desgastavam duas vezes mais que o resto do grid"
Carregar comentários