F1: Brawn defende sprint em Monza e diz que prova teve "muita ação"

Diretor esportivo defendeu formato após segundo de três experimentos planejados na Itália

F1: Brawn defende sprint em Monza e diz que prova teve "muita ação"

A corrida sprint de Monza da Fórmula 1 foi criticada por fãs e até mesmo pelos pilotos depois da falta de ação na pista. O evento também serviu para dividir os candidatos ao título Max Verstappen e Lewis Hamilton no grid para o GP de domingo.

Leia também:

Depois de se classificarem em segundo e terceiro lugares, eles agora serão separados pelas McLarens de Daniel Ricciardo e Lando Norris no domingo, com Verstappen em primeiro e Hamilton em quarto.

Valtteri Bottas venceu o evento de classificação, mas ele caiu para o fundo do grid de domingo com uma penalidade por troca de motor.

"Todo o fim de semana está evoluindo, temos um evento de três etapas", disse Brawn. “Amanhã temos uma aparência bem diferente do que pensávamos que tínhamos depois da classificação na sexta-feira. Então, acho que está ótimo nesse aspecto.”

"Foi um pouco quieto na frente do grid, mas você tem isso nas corridas, de qualquer maneira. Tivemos muita ação no meio. Tivemos muita ação no início, um começo muito emocionante.”

Brawn concordou que a maior variedade de pneus do que a vista na primeira corrida em Silverstone, com mais equipes optando pelo composto macio, acrescentou ao show. Ricciardo e Norris usaram para saltar à frente de Hamilton desde o início.

"Bem, é isso que eu acho que quero dizer, você sabe que isso trouxe uma aparência diferente para amanhã, a McLaren tomou uma decisão corajosa."

"A consequência foi que eles agora estão mais acima no grid de amanhã. E conforme as pessoas começam a ver o que podem fazer na sprint, esperamos que tragam mais variedade."

Questionado pelo Motorsport.com se os fãs ficariam desapontados com o fato de Verstappen e Hamilton estarem divididos no grid para a corrida de domingo, ele disse: "Acho que depende de quais fãs você fala. Mas eles estiveram juntos hoje."

"Lewis fez uma má largada, se tivesse começado mal amanhã, a corrida poderia ter acabado, mas agora pelo menos ele tem uma oportunidade."

Brawn admitiu que o evento de Monza teve menos ultrapassagens do que ele esperava, embora esteja convencido de que o pacote de regras de 2022 vai melhorar a situação.

“Estamos otimistas de que o carro do próximo ano vai ajudar muito. Mas devo dizer que fiquei surpreso com a dificuldade de ultrapassagem, mesmo com DRS."

"Esta foi uma das corridas que selecionamos porque pensamos que haveria mais oportunidades, mas com o desenrolar da corrida, não parecia ser o caso. Portanto, o carro do próximo ano será definitivamente um passo à frente."

Brawn sublinhou que esta vai ser sempre uma experiência ao longo de três provas, sendo a última a acontecer em Interlagos.

“Podemos descobrir que no Brasil temos uma sprint fantástica. Então, são três corridas, queremos julgar."

"É uma pena que Pierre [Gasly] sofreu o acidente, mas agora ele tem uma chance na corrida que não teria se isso acontecesse. Muitos aspectos positivos que precisamos trabalhar e construir para o que levamos no próximo ano. "

F1 2021: Hamilton VAI MAL, Verstappen LUCRA e BOTTAS vence corrida sprint em Monza; veja análise

Assine o canal do Motorsport.com no YouTube

Os melhores vídeos sobre esporte a motor estão no canal do Motorsport.com. Inscreva-se já, dê o like ('joinha') nos vídeos e ative as notificações, para sempre ficar por dentro de tudo o que rola em duas ou quatro rodas.

PODCAST - Bottas: piloto que deixou a desejar ou talento 'sacrificado'?

 

SIGA NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

 

compartilhar
comentários
F1: Pérez diz que corridas sprint são "muito chatas"
Artigo anterior

F1: Pérez diz que corridas sprint são "muito chatas"

Próximo artigo

F1: Hamilton explica que erro de 2mm o levou a má largada em Monza

F1: Hamilton explica que erro de 2mm o levou a má largada em Monza
Carregar comentários