F1: Brawn elogia Norris e compara Sochi com Barrichello no GP da Alemanha de 2000

Em sua coluna pós-GP, diretor esportivo da F1 analisou a situação em que a McLaren se envolveu nas voltas finais

F1: Brawn elogia Norris e compara Sochi com Barrichello no GP da Alemanha de 2000

Ross Brawn, diretor esportivo da Fórmula 1, rasgou elogios a Lando Norris após sua atuação impressionante no GP da Rússia do último fim de semana, lamentando os problemas que o britânico tenha passado no final da corrida, custando a vitória. O ex-Ferrari ainda comparou a situação do piloto com outra que ele viveu na pele: a grande vitória de Rubens Barrichello no GP da Alemanha de 2000.

Em sua tradicional coluna pós-GP, publicada no site da F1, Brawn analisou a situação vivida pelo piloto focando no sofrimento de Lando, as dúvidas que pairavam sobre a parada e o que a McLaren pode tirar disso.

Leia também:

"Essa bateu na trave. Lando é o meu piloto do dia. Ouvir ele no rádio quando a equipe falava com ele, sua postura era impressionante. Ele evoluiu muito nos últimos anos".

Ao falar sobre o sofrimento de Norris, Brawn lembra uma outra corrida similar, mas com resultado muito diferente: o GP da Alemanha de 2000, quando Barrichello desafiou a ordem da Ferrari de entrar nos boxes quando a chuva chegou, vencendo com pneus para pista seca em Hockenheim.

"Lando sofrerá agora. Todos sentimos sua dor quando ele escapou da pista. Foi uma tragédia. Já estive nessa situação, quando você precisa tomar uma grande decisão estratégica. Já venci corridas assim, já perdi corridas assim".

"Um bom exemplo é quando Rubens Barrichello venceu o GP da Alemanha de 2000 com a Ferrari. Insistimos para que ele entrasse nos boxes e ele disse 'jamais'. Ele se manteve na pista e venceu a corrida".

Com vasto conhecimento no mundo da F1, tendo passagens pela Ferrari, Mercedes, além de sua própria equipe, a Brawn, campeã de 2009, o diretor esportivo da categoria explicou o que passou com a McLaren naquele momento.

"Esses cenários são tão difíceis e Sochi foi especialmente complicado, já que apenas meia pista estava molhada. Mesmo com o radar, ninguém tem 100% de certeza do quão molhado estará. E se você está liderando a prova, não quer desistir".

"Quando você está na frente, o segundo colocado tem uma decisão bem mais fácil, já que não tem nada a perder. Ou ele fica ou faz o mesmo que o cara da frente faz. Dificilmente ele se encontrará em uma situação pior do que a que já estava".

"Lando sairá disso mais forte como piloto. Tanta coisa deveria estar passando na sua cabeça, incluindo o fato de que ele soube lidar com a classificação melhor que qualquer outro. Entendo porque ele estava insistindo com a equipe".

"Aquela sensação ruim que um piloto ou uma equipe têm quando eles percebem que tomaram uma decisão errada, e a liderança evapora diante dos olhos, é horrível. Simpatizo pela situação deles, mas é esse tipo de drama que torna a F1 tão fantástica".

RETA FINAL: Tom entre Mercedes e Red Bull ainda mais agressivo, McLaren perdida e 100 vezes Hamilton

Assine o canal do Motorsport.com no YouTube

Os melhores vídeos sobre esporte a motor estão no canal do Motorsport.com. Inscreva-se já, dê o like ('joinha') nos vídeos e ative as notificações, para sempre ficar por dentro de tudo o que rola em duas ou quatro rodas.

Podcast #133: O que poderia ser melhorado no documentário sobre Schumacher?

 

SIGA NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

compartilhar
comentários
F1: Mercedes e Red Bull seguem ajustes opostos com disputa pelo título se intensificando
Artigo anterior

F1: Mercedes e Red Bull seguem ajustes opostos com disputa pelo título se intensificando

Próximo artigo

F1 - Marko elogia Hamilton na Rússia: "Adversário forte e digno"

F1 - Marko elogia Hamilton na Rússia: "Adversário forte e digno"
Carregar comentários