F1: Circuito das Américas espera que GP em Las Vegas tenha data próxima à de Miami

Bobby Epstein acredita que F1 precisa parear Miami com Las Vegas, mantendo a formação atual de Austin e Cidade do México intacta

F1: Circuito das Américas espera que GP em Las Vegas tenha data próxima à de Miami

A Liberty Media segue com seu projeto de aumentar a presença da Fórmula 1 nos Estados Unidos nos próximos anos. E entre os planos considerados, um deles inclui a possibilidade da adição de um terceiro GP no país. Para o diretor do Circuito das Américas, atual palco do GP dos EUA, não é contra a ideia, mas torce para que, caso isso seja concretizado, a corrida não seja realizada junto com a de Austin.

Após alguns anos fora, a F1 voltou aos Estados Unidos através do Circuito das Américas, em Austin, no Texas. A pista, projetada por Hermann Tilke, tornou-se o décimo local a receber a F1 no país, juntando-se a circuitos como Long Beach, Phoenix, Las Vegas, Indianápolis, Sebring e mais.

Leia também:

A partir do ano que vem, a Liberty passará a contar com uma segunda corrida em solo americano: o GP de Miami, em um circuito de rua construído ao redor do Hard Rock Stadium, casa do Miami Dolphins, time da NFL. A etapa marca mais um passo no projeto de consolidação na categoria nos Estados Unidos.

Mas informações que começaram a circular nas últimas semanas afirmam que a F1 busca expandir ainda mais sua presença no país com a adição de um terceiro GP. Segundo especulações, Las Vegas seria a principal candidata, com um circuito de rua ao redor da Las Vegas Strip, região dos mundialmente famosos cassinos.

A F1 já passou por Las Vegas anteriormente, com dois eventos em 1981 e 1982, chamados oficialmente de GP Caesars Palace, nome de um dos cassinos mais famosos da cidade. As provas foram vencidas por Alan Jones e Michele Alboreto.

Com o GP de Miami marcado para 08 de maio no calendário de 2022 e a etapa de Austin em 23 de outubro, a notícia sobre a terceira prova americana levantou dúvidas sobre quando ela seria posicionada na temporada, com um possível choque podendo afetar as vendas de ingressos de mais de uma prova.

Em entrevista com veículos de mídia selecionados, incluindo o Motorsport.com, Bobby Epstein, falou sobre a possibilidade da adição de Las Vegas ao calendário e a expansão da F1 nos Estados Unidos.

"Estamos bem mais confortáveis agora do que há alguns anos. E certamente o efeito Netflix nos fãs ajudou. Acho que Miami será útil, tanto para o esporte quanto para nós. Podemos ter o conforto de que um complementará o outro pelas nossas posições no calendário".

"Se fôssemos colocados em semanas consecutivas, os fãs teriam que escolher, porque iriam a apenas uma. Acho que temos pessoas suficientes que gostariam de ir a ambos, porque as provas serão únicas, diferentes. Acredito que ambas possuem suas particularidades que as tornam atrativas".

Epstein inclusive fala de Las Vegas em um tom como se a entrada da cidade no calendário no futuro fosse certa, o que ainda não foi confirmado pela categoria.

"E quando Vegas entrar, espero que vejamos Miami e Vegas juntos em maio e Austin e México sejam mantidos como estão. Porque já estamos muito próximos do México, e o primeiro ano da corrida lá nos atingiu, nos custou mais de 5 milhões de dólares em receita".

"Levou alguns anos para nos recuperarmos disso. Mas acho que Vegas e Miami são distantes o suficiente, em partes distintas do país".

"Não acho que a preocupação seja tanto sobre três corridas nos Estados Unidos e se isso é sustentável. A questão é: com pistas existentes na Europa, podemos seguir sendo competitivos com as taxas das corridas? E isso será o desafio para os organizadores a longo prazo. Talvez o problema não seja o número de fãs".

F1 2021: Verstappen SEGURA Hamilton após GUERRA ESTRATÉGICA e vence em Austin; veja análise do GP | PÓDIO

Assine o canal do Motorsport.com no YouTube

Os melhores vídeos sobre esporte a motor estão no canal do Motorsport.com. Inscreva-se já, dê o like ('joinha') nos vídeos e ative as notificações, para sempre ficar por dentro de tudo o que rola em duas ou quatro rodas.

Podcast #139 – Qual o campeonato da F1 mais emocionante do século?

 

SIGA NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

compartilhar
comentários
F1: Doente, Pérez diz que estava em "modo de sobrevivência" no GP dos EUA
Artigo anterior

F1: Doente, Pérez diz que estava em "modo de sobrevivência" no GP dos EUA

Próximo artigo

F1: Mercedes explica por que não repetiu estratégia da Red Bull em Austin

F1: Mercedes explica por que não repetiu estratégia da Red Bull em Austin
Carregar comentários