F1: FIA se manifesta após "especulações significativas" sobre Red Bull e Aston Martin, acusadas de desrespeitar teto de gastos

Em comunicado, Federação disse que decisão será tomada “sem considerar qualquer discussão externa”

FIA flag

O paddock da Fórmula 1 ficou agitado nesta sexta-feira (30), com o surgimento dos rumores de que duas equipes, Aston Martin e Red Bull, teriam ultrapassado o limite de gastos de 2021, trazendo também uma série de declarações dos chefes de equipes.

Já na noite europeia, a Federação Internacional de Automobilismo (FIA), emitiu um comunicado, dizendo que as avaliações de 2021 ainda estão sendo avaliadas e que qualquer decisão não será baseada em discussões externas.

Leia também:

“A FIA está atualmente finalizando a avaliação dos dados financeiros de 2021 enviados por todas as equipes de Fórmula 1. As alegadas violações do Regulamento Financeiro, se houver, serão tratadas de acordo com o processo formal estabelecido no regulamento.

“A FIA observa especulações e conjecturas significativas e infundadas em relação a este assunto e reitera que a avaliação está em andamento e o devido processo será seguido sem considerar qualquer discussão externa.”

Mais cedo, Christian Horner, chefe da Red Bull, comentou como tem sido feito este processo com a FIA

“As contas foram todas apresentadas em março. Então tem sido um longo processo com a FIA. Eles estão seguindo corretamente esse processo, e acho que no meio da próxima semana, é quando eles declaram os certificados. Acredito que certamente nossa finalização foi abaixo do limite. E cabe à FIA, obviamente, seguir o processo deles, o que eles estão fazendo atualmente”.

Já os representantes das rivais Mercedes e Ferrari pensam um pouco diferente de Horner.

“É engraçado Christian dizer isso porque já faz semanas e meses que eles estão sendo investigados, então talvez ele não fale com seu CFO”, disse Toto Wolff à Sky F1. “Na verdade, todos nós fomos investigados, então isso é um segredo aberto no paddock."

“Agora não é segredo que duas equipes quebraram os regulamentos do teto orçamentário de 2021, uma por uma quantia significativa, a outra menos", afirmou Laurent Mekies, diretor da Ferrari. "Consideramos isso algo muito sério e esperamos que a FIA gerencie a situação de maneira exemplar”.

Faça parte do Clube de Membros do Motorsport.com

Quer fazer parte de um seleto grupo de amantes de corridas, associado ao maior grupo de comunicação de esporte a motor do mundo? CLIQUE AQUI e confira o Clube de Membros do Motorsport.com no YouTube. Nele, você terá acesso a materiais inéditos e exclusivos, lives especiais, além de preferência de leitura durante nossos programas. Não perca!

Podcast #197 - Na berlinda, qual será o futuro de Ricciardo e Schumacher?

 

ACOMPANHE NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

 

 

Faça parte da comunidade Motorsport

Join the conversation
Artigo anterior F1: Gaules transmitirá três etapas em 2022 na Twitch
Próximo artigo F1: Por que uma tática de 2021 mantém Verstappen confiante em Singapura

Principais comentários

Ainda não há comentários. Seja o primeiro a comentar.

Cadastre-se gratuitamente

  • Tenha acesso rápido aos seus artigos favoritos

  • Gerencie alertas sobre as últimas notícias e pilotos favoritos

  • Faça sua voz ser ouvida com comentários em nossos artigos.

Motorsport prime

Descubra conteúdo premium
Assinar

Edição

Brasil