F1: Horner explica por que Gasly não foi considerado pela Red Bull para 2021

compartilhar
comentários
F1: Horner explica por que Gasly não foi considerado pela Red Bull para 2021
Por:

O chefe da equipe acredita que o francês não estaria fazendo um trabalho melhor que o de Albon com o difícil RB16

Após ótimas performances na temporada 2020 da Fórmula 1, incluindo a vitória no GP da Itália, muitos começaram a considerar a possibilidade da volta de Pierre Gasly à Red Bull, algo que não se concretizou, com a confirmação de sua permanência na AlphaTauri nesta quarta (28). E o chefe da Red Bull, Christian Horner, explicou porque o francês não foi considerado pela equipe.

Segundo Horner, Gasly não esteve na lista de pilotos para a segunda vaga de 2021 na Red Bull porque ele estava indo muito bem na AlphaTauri, acreditando que o francês está brilhando em um ambiente sob menos pressão e com um carro menos difícil de guiar do que o da equipe austríaca.

Leia também:

Gasly pilotou pela Red Bull na primeira metade de 2019, antes de ser enviado de volta à Toro Rosso durante a pausa de verão, em uma troca com Alex Albon. Subsequentemente, o francês reconstruiu sua confiança e reputação, com excelentes performances ao longo do último ano, incluindo a vitória em Monza e o segundo lugar em Interlagos.

Falando antes do anúncio da permanência de Gasly na AlphaTauri, Horner havia deixado claro que ele não estava sob consideração pela Red Bull.

"Obviamente, temos muitas informações sobre os pilotos durante um longo período de tempo. Então Pierre fez um ótimo trabalho, está indo muito bem no ambiente da AlphaTauri. Ele está confortável com o carro, sob menos pressão e menos expectativa".

"E eu acho que as aspirações deles como equipe são diferentes, assim como era na Toro Rosso. Então faz sentido que ele se encaixe bem por lá".

Pressionado para explicar porque Gasly não recebe uma segunda chance na Red Bull, Horner sugeriu que ele não faria melhor do que Albon.

"Nossa prioridade é dar uma chance a Alex de garantir sua vaga. Não podemos esquecer que quando ele chegou na equipe em 2019, ele foi melhor do que Pierre em comparação com o primeiro semestre. Então se eu trocasse eles, teríamos resultados diferentes?".

Horner também deu uma explicação sobre o porquê de Gasly, Albon e Daniil Kvyat sofrerem para acompanhar o ritmo de Max Verstappen.

"É um carro mais difícil de conduzir que o da AlphaTauri. Sabemos isso, é algo muito claro para nós. O carro é mais sensível na parte traseira e isso pode irritar alguns pilotos. Max sabe lidar com isso muito bem. Outros pilotos sofrem mais".

"Acho que, se Alex estivesse na AlphaTauri, provavelmente estaria fazendo um trabalho similar ao que estamos vendo com Pierre. Não tenho dúvidas disso".

"É apenas uma questão de características do carro. Eles estão sofrendo na entrada da curva. E você vê isso com a Ferrari, com Leclerc e Vettel no momento, você vê isso na corrida com Hamilton é Bottas. É assim que as coisas acontecem de vez em quando".

Nova parceria com ThePlayer.com, a melhor opção para apostas e diversão no Brasil

Registre-se gratuitamente no ThePlayer.com e acompanhe tudo sobre Fórmula 1 e outros esportes! Você confere o melhor conteúdo sobre o mundo das apostas e fica por dentro das dicas que vão te render muita diversão e também promoções exclusivas. Venha com a gente!

Norris IRONIZA e DIMINUI recorde de Hamilton, mas volta atrás e pede DESCULPAS; entenda a polêmica

PODCAST: O mercado da F1 para 2021 e os 30 anos do bicampeonato de Senna

 

.

F1: AlphaTauri confirma Gasly para temporada 2021; segunda vaga segue em aberto

Artigo anterior

F1: AlphaTauri confirma Gasly para temporada 2021; segunda vaga segue em aberto

Próximo artigo

F1: Equipes aprovam teto salarial para pilotos de R$170 mi a partir de 2023

F1: Equipes aprovam teto salarial para pilotos de R$170 mi a partir de 2023
Carregar comentários

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Autor Adam Cooper