Fórmula 1 GP da Grã-Bretanha

F1: Leclerc explica rádio 'agressivo' para Sainz na classificação do GP da Grã-Bretanha

Piloto monegasco afirmou que a mensagem foi "mais agressiva do que deveria ter sido"

Charles Leclerc, Scuderia Ferrari

Charles Leclerc explicou que sua mensagem de rádio agressiva sobre o companheiro de equipe, Carlos Sainz, durante a classificação para o GP da Grã-Bretanha de Fórmula 1 foi "mais agressiva do que deveria".

Leia também:

Ambos os pilotos fizeram comentários incisivos pelo rádio durante o Q1 no sábado, enquanto disputavam a posição na pista, correndo em terceiro e quarto lugares, respectivamente. Leclerc disse: "Boa, Carlos, boa, boa ultrapassagem na última curva..." depois que Sainz o ultrapassou na pista para disputar a posição, apesar de o piloto monegasco ter prioridade na sessão.

Sainz disse então: "É um pouco injusto o que estão me pedindo para fazer ali. Sacrificar a temperatura do meu pneu. Mas, de qualquer forma, tanto faz. Além disso, eu sou o P4, ele é o P3, estou correndo mais riscos."

Após a sessão, ambos os pilotos disseram que exageraram, com Leclerc culpando a adrenalina, enquanto Sainz disse que era um "momento de alta pressão e alta tensão" e disse que estava correndo o risco de não conseguir dar uma volta.

Perguntado pelo Motorsport.com sobre o que estava por trás da troca de posições entre os dois, Leclerc disse: "No pitlane, é algo que já esperávamos, pois estamos sempre tentando tirar os carros ao mesmo tempo, pois é melhor gerenciar os carros que estão chegando."

"Mas na pista, obviamente, foi onde tivemos um pouco mais de discussão. Temos uma corrida em que eu tenho a prioridade de escolher se quero estar na frente ou atrás, e uma corrida em que Carlos tem a prioridade de escolher se quer estar na frente ou atrás."

“Eu tive a escolha aqui e decidi ficar na frente, depois no final estávamos muito apertados no tempo e acho que foi muito difícil para nós saber se íamos passar ou não antes da bandeira e Carlos decidiu ultrapassar."

“Não é o ideal, vamos discutir sobre isso, não influenciou, então nada demais. “Obviamente, com a adrenalina dentro do carro e você não sabe se vai conseguir, a mensagem de rádio provavelmente foi um pouco mais agressiva do que deveria ter sido.”

Leclerc disse que achava que Sainz “entenderia rapidamente” após uma breve discussão.

Sainz disse que “não era o ideal nestas condições” ter que deixar Leclerc passar, mas acrescentou que seu companheiro de equipe tinha prioridade, que é “como deveria ser”.

Quem desbancaria Verstappen na Red Bull?

Quer fazer parte de um seleto grupo de amantes de corridas, associado ao maior grupo de comunicação de esporte a motor do mundo? CLIQUE AQUI e confira o Clube de Membros do Motorsport.com no YouTube. Nele, você terá acesso a materiais inéditos e exclusivos, lives especiais, além de preferência de leitura de comentários durante nossos programas. Não perca, assine já!

Podcast Motorsport.com debate caos dos limites de pista na Áustria: qual a solução?

 

ACOMPANHE NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

Faça parte da comunidade Motorsport

Join the conversation
Artigo anterior F1: Bottas é desclassificado do quali do GP da Grã-Bretanha; entenda
Próximo artigo F1 - Norris 'brinca' com perda de pole: Verstappen "sempre estraga tudo"

Principais comentários

Ainda não há comentários. Seja o primeiro a comentar.

Cadastre-se gratuitamente

  • Tenha acesso rápido aos seus artigos favoritos

  • Gerencie alertas sobre as últimas notícias e pilotos favoritos

  • Faça sua voz ser ouvida com comentários em nossos artigos.

Motorsport prime

Descubra conteúdo premium
Assinar

Edição

Brasil