Últimas notícias

F1: Pérez não descarta sabático em 2021, mas afirma que "se sair, sai com orgulho"

Mexicano também confirmou que chegou a conversar com Williams, mas que negociações não avançaram

Sergio Perez, Racing Point, in a Press Conference

Desde que confirmou sua saída da Racing Point no final desta temporada, Sergio Pérez segue em busca de uma vaga para seguir na Fórmula 1 em 2021. Mas com o tempo passando e o número de vagas diminuindo, o mexicano já admite que pode tirar um ano sabático, mas afirma que está em paz caso saia da categoria.

Recentemente, Pérez esteve ligado a uma vaga na Williams, no lugar de George Russell, mas após uma confusão criada pelo chefe interino Simon Roberts, a equipe confirmou que o britânico e Nicholas Latifi serão os pilotos de 2021. Com isso, sua última opção mais viável é a Red Bull, mas em uma forte disputa com Nico Hulkenberg pela vaga de Alex Albon.

Leia também:

Na coletiva desta quinta antes do início das atividades de pista para o GP da Turquia, Pérez falou mais sobre as dúvidas acerca de seu futuro.

"No momento não tenho nada. Acho que tenho que esperar para ver. A temporada acabará logo. Como disse antes, até que as equipes anunciem seus pilotos, tudo segue como opção. Então veremos".

Mas, apesar de falar isso, em Ímola ele cobrou publicamente a Red Bull, afirmando que não poderia esperar muito mais.

"Agora, estando próximo do fim da temporada, preciso saber quais são meus planos. Preciso saber o que irei fazer para poder planejar tudo. E as coisas estão acontecendo tarde, já estamos próximos de dezembro".

"Ao que tudo indica, eu saberei se seguirei na Fórmula 1 ou não bem tarde no ano. Então não descarto a possibilidade de um sabático. É uma opção. Mas veremos o que as próximas semanas reservam".

Sobre a Williams, Pérez ainda confirmou que chegou a ter conversas com a equipe, mas que uma possível negociação não evoluiu.

Caso saia da F1 no final do ano, Pérez sairá do esporte após sua melhor temporada na categoria e apesar de falar que uma possível saída o entristece, ele ainda assim teria muito orgulho do que fez ao longo de sua trajetória.

"Estou muito feliz com a performance [em 2020]. Obviamente há coisas que poderiam ter sido melhor. Eu poderia ter dois pódios na temporada já. Eu deveria ter mais pontos. Perder duas corridas não é algo ideal em um campeonato tão curto. Mas no geral estou feliz, especialmente com a consistência ao longo do ano".

"Se a saída for algo injusto, acho que é parte da Fórmula 1. Sempre soube que é assim que as coisas funcionam. Acho que posso dizer que sou privilegiado: tive uma grande carreira, 10 anos na Fórmula 1 até aqui. E se for o caso, eu sair do esporte, saio com muito orgulho, porque entreguei resultados com o que tinha em mãos, e muitos não têm essa oportunidade. Estou em paz".

Nova parceria com ThePlayer.com, a melhor opção para apostas e diversão no Brasil

Registre-se gratuitamente no ThePlayer.com e acompanhe tudo sobre Fórmula 1, MotoGP e outros esportes! Você confere o melhor conteúdo sobre o mundo das apostas e fica por dentro das dicas que vão te render diversão e também promoções exclusivas. Venha com a gente!

Hamilton despista sobre Rosberg, analisa Bottas e ‘esquece’ Alonso; assista e entenda

PODCAST: O calendário 'pós-pandemia' da F1 2021 é o mais correto? Ouça o debate

 

Faça parte da comunidade Motorsport

Join the conversation
Artigo anterior F1 confirma que seguirá com tecnologia híbrida para geração de 2026 dos motores
Próximo artigo Grosjean e Magnussen confirmam que negociam com equipes da Indy para 2021

Principais comentários

Cadastre-se gratuitamente

  • Tenha acesso rápido aos seus artigos favoritos

  • Gerencie alertas sobre as últimas notícias e pilotos favoritos

  • Faça sua voz ser ouvida com comentários em nossos artigos.

Motorsport prime

Descubra conteúdo premium
Assinar

Edição

Brasil Brasil