Fórmula 1
06 mai
Próximo evento em
61 dias
20 mai
Próximo evento em
75 dias
R
GP do Azerbaijão
03 jun
Próximo evento em
89 dias
10 jun
Próximo evento em
96 dias
24 jun
Próximo evento em
110 dias
R
GP da Áustria
01 jul
Próximo evento em
117 dias
R
GP da Grã-Bretanha
15 jul
Próximo evento em
131 dias
29 jul
Próximo evento em
145 dias
R
GP da Bélgica
26 ago
Próximo evento em
173 dias
02 set
Próximo evento em
180 dias
09 set
Próximo evento em
187 dias
23 set
Próximo evento em
201 dias
R
GP de Singapura
30 set
Próximo evento em
208 dias
07 out
Próximo evento em
215 dias
21 out
Próximo evento em
229 dias
28 out
Próximo evento em
236 dias
R
GP da Arábia Saudita
03 dez
Próximo evento em
272 dias
R
GP de Abu Dhabi
12 dez
Próximo evento em
281 dias

F1 registra queda de média de ultrapassagens na temporada 2020

GP de Portugal foi a prova com o maior número de manobras e Ímola, de volta à F1 em 2021, puxou média para baixo

compartilhar
comentários
F1 registra queda de média de ultrapassagens na temporada 2020

A média de ultrapassagens da temporada de 2020 da F1 diminuiu, em comparação aos últimos dois anos. Após registrar 32,6 ultrapassagens por prova em 2018, em 2019 a média foi de 38,9 manobras. No entanto, esse número caiu notavelmente em 2020 para 31,4 ultrapassagens, conforme relatado pelo site alemão Auto Motor und Sport.

Leia também:

O número a ser batido na era híbrida é o de 2016, ano em que houve uma média de 46,7 ultrapassagens. Em quatro anos, a média caiu drasticamente e isso se deve, em grande parte, ao aumento do downforce, o que dificulta os carros acompanharem uns aos outros na pista. A pesquisa não contou ultrapassagens na primeira volta e por estratégia de paradas.

Em 2018 foram quatro corridas com mais de 50 ultrapassagens, em 2019 foram sete. Na temporada mais recente, apenas o GP de Portugal fez a mágica acontecer com 58.

Pilotos e alguns comandantes da F1 costumam pedir pneus com curta duração e mais paradas nos pits, no entanto, as estatísticas mostram que não há relação entre o número de pit stops e o de manobras. No GP de 70 anos da F1, em Silverstone, e no GP da Hungria, houve comparativamente muitos pits stops (41 e 45), mas também poucas ultrapassagens, 22 e 26.

Por outro lado, o GP de Portugal e o GP da Estíria foram corridas de uma parada com 25 e 21 trocas de pneus, mas com muita ação na pista. Em Portimão foram 58 trocas de posições, como já relatado, e 47 na segunda corrida do Red Bull Ring.

De volta à F1 em 2021, o GP da Emília Romagna, em Ímola, registrou o menor número de ultrapassagens, com apenas 10.

Confira a tabela comparativa dos últimos dois anos

Local Pit stops em 2020 Ultrapassagens 2020 Pit stops em 2019 Ultrapassagens 2019
Austrália     22 11
Bahrein 38 38 40 60
China     36 34
Espanha 35 26 37 23
Mônaco     23 2
Azerbaijão     25 51
Canadá     22 33
Áustria 26 27 22 43
Estíria 21 47    
França     23 27
Grã-Bretanha 22 19 29 26
70 anos da F1 41 22    
Hungria 45 26 24 34
Bélgica 20 29 24 59
Itália 20 28 26 43
Toscana 41 27    
Rússia 24 29 24 30
Alemanha     78 63
Eifel 33 34    
Singapura     29 43
Japão     31 54
Portugal 25 58    
Emilia Romagna 30 10    
Estados Unidos     33 57
México     27 40
Brasil     44 58
Turquia 38 40    
Sakhir 39 42    
Abu Dhabi 23 32 31 26

Nova parceria com ThePlayer.com, a melhor opção para apostas e diversão no Brasil

Registre-se gratuitamente no ThePlayer.com e acompanhe tudo sobre Fórmula 1 e outros esportes! Você confere o melhor conteúdo sobre o mundo das apostas e fica por dentro das dicas que vão te render muita diversão e também promoções exclusivas. Venha com a gente!

DEBATE: O que PÉREZ vai CAUSAR na Red Bull? Mais pontos e VITÓRIAS que VERSTAPPEN ou TRETAS?

PODCAST: Top-3: as corridas mais marcantes da história da F1 em nossas memórias

 

F1: Verstappen diz que sem carro híbrido, Red Bull poderia ter domínio igual ao da Mercedes

Artigo anterior

F1: Verstappen diz que sem carro híbrido, Red Bull poderia ter domínio igual ao da Mercedes

Próximo artigo

Para evitar demissões, Mercedes manda funcionários para trabalho em campeonato de vela

Para evitar demissões, Mercedes manda funcionários para trabalho em campeonato de vela
Carregar comentários

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Autor Redação Motorsport.com