Fórmula 1 GP da Áustria

F1: Russell afirma que "nada poderia ter feito" para evitar acidente com Perez

Britânico deu a entender que não teve culpa em lance na volta 1 com Sergio Perez e deixou no ar uma longa 'cornetada' aos comissários da FIA

George Russell conseguiu um bom quarto lugar para a Mercedes, mesma posição em que largou no GP da Áustria de Fórmula 1. Porém, a corrida do britânico foi um misto de frustração com bom desempenho, já que esteve envolvido em um acidente com Sergio Perez na primeira volta e conseguiu se recuperar.

Porém, o piloto parece que não digeriu muito bem o fato dele ter sido punido com o acréscimo de cinco segundos, sendo considerado o culpado pelo incidente, que na visão de muita gente foi tido como acidente de corrida.

O editor recomenda:

“É um pouco frustrante ter um incidente na curva 4 e, obviamente, eu perdi muito tempo por volta com o dano, cerca de um segundo por volta, provavelmente. Sofremos uma penalidade, uma troca de asa dianteira, um pitstop longo... por isso, não acho que é ruim terminar [em quarto] depois de pegar o tráfego que peguei, estar a 1 minuto do líder, que chegou a fazer outro pit, mas é um pouco frustrante”, declarou.

“Eu vi o vídeo e acho que é difícil. Quero dizer, no início tem carros por toda parte e Checo fez um movimento ousado, indo por fora daquele jeito. Ele tinha feito isso com Valtteri [Bottas], que ficou em cima da zebra para não bater, exatamente o que tentei fazer, mas com o Carlos [Sainz] à frente, não tinha muito como frear e virar o carro, não tinha para onde ir. Me desculpei por, obviamente, acabar com a corrida dele”, prosseguiu.

“Como eu disse, não tinha muito o que fazer. Eu freei forte e virei da maneira que eu pude. Provavelmente, havia mais espaço para ele por volta e, como eu disse, eu fiz tudo o que pude. Assim que ele chegou a um certo ponto, eu sabia que era inevitável, pois eu estava no limite. Então, é um ‘risco x recompensa’. Aconteceu com ele e Lando [Norris] ano passado e foi quase com o Valtteri ontem. Comigo foi da mesma forma que com os dois”, completou.

O britânico aproveitou o incidente para ‘cornetar’ os comissários de prova, que analisaram com o rigor da lei e, aparentemente, não viram que Russell “não tinha nada que podia fazer”.

“Exatamente o que eu falei ontem, que todo acidente é diferente. O fato é que Checo estava por fora e eu preciso deixar espaço para ele, mas ele me deixou em uma posição em que eu estava no limite e alguém faz a curva com mais aderência, não me deixando lugar para ir. No que está escrito na regra, eu estava errado e ele certo, mas eu freei, estava no limite do meu carro e não poderia ter feito outra coisa", disse.

"Ele tinha o ar limpo, Carlos estava defendendo o lado de dentro. Isso aconteceu na primeira volta, ele tem experiência, sabe como as coisas rolam. Do lado dos comissários, é difícil. Queremos consistência, mas não queremos punições à esquerda, à direita e ao centro. Temos de trabalhar em conjunto para que todos estejam na mesma página", continuou.

“Os carros melhoraram a turbulência, mas ela ainda existe. Ele me apertou em direção à zebra, eu já estava no limite e fui pressionado. Não vou culpar ninguém aqui. Queremos consciência aos pilotos e consistência aos comissários, mas nenhum acidente é o mesmo. Todos nós devemos rever uma série de incidentes. Como pilotos, devemos dar nosso feedback, se devemos ser penalizados ou não, dando aos comissários a nossa visão. Precisamos estar na mesma página", finalizou.

F1 AO VIVO: Leclerc DERROTA Max na casa da RBR; Sainz tem carro em CHAMAS e Hamilton se recupera

Os melhores vídeos sobre esporte a motor estão no canal do Motorsport.com. Inscreva-se já, dê o like ('joinha') nos vídeos e ative as notificações para ficar por dentro de tudo o que rola em duas ou quatro rodas.

Podcast #185 - Ainda há quem resista ao halo após mais duas vidas salvas?

 

ACOMPANHE NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

Faça parte da comunidade Motorsport

Join the conversation
Artigo anterior F1- Eleito piloto do dia, Mick alega ter tirado ensinamento de disputas com Hamilton: "Não ter medo de lutar com ninguém"
Próximo artigo F1 - VÍDEO: Reveja momento da explosão e incêndio do motor de Sainz no GP da Áustria

Principais comentários

Cadastre-se gratuitamente

  • Tenha acesso rápido aos seus artigos favoritos

  • Gerencie alertas sobre as últimas notícias e pilotos favoritos

  • Faça sua voz ser ouvida com comentários em nossos artigos.

Motorsport prime

Descubra conteúdo premium
Assinar

Edição

Brasil Brasil