Fórmula 1 GP do Catar

F1: Com má fase de Lance, Lawrence Stroll cogita vender Aston Martin por valor astronômico; saiba quem pode comprar

Compatriota e campeão de 1997, Jacques Villeneuve dá detalhes sobre a relação familiar no clã do time de Silverstone; saiba mais no Motorsport.com

Les riches et puissants de la F1 : Lawrence Stroll

A Fórmula 1 está de volta ao Catar para correr neste fim de semana e junto com ela voltaram os rumores, com o mais novo envolvendo Lawrence Stroll, Aston Martin e uma possível venda da equipe por um valor astronômico.

O editor recomenda:

De acordo com o F1-Insider, um fundo estatal saudita seria o interessado em comprar as ações na Aston Martin e, consequentemente, a equipe. Ainda de acordo com o veículo jornalístico, as negociações estariam sendo lideradas por um dos patrocinadores-máster do time, a petrolífera Aramco, de propriedade governamental. O valor da venda estaria estimado em torno de 800 milhões de euros -- na cotação atual, cerca de 4,37 bilhões de reais.

O motivo para a venda por parte do Stroll pai, de acordo com o Sport 1, seria a desistência de Lawrance em fazer do filho Lance um campeão, visto o desempenho abaixo do esperado por parte do competidor canadense, que não está conseguindo entregar resultados parecidos com o do seu companheiro de equipe, o bicampeão mundial Fernando Alonso, da Espanha. Na classificação desta sexta em Losail, Lance inclusive empurrou um membro da Aston após ser eliminado no Q1

 

Além disso, os rumores também dão conta de que a mãe de Stroll estaria pressionando o filho para encerrar a carreira na categoria. A desistência de Lance em relação à carreira não seria surpresa para algumas pessoas que têm contato direto com a família, como Jacques Villeneuve.

“Lawrence construiu sua própria pista de kart para seu filho, que ficava a apenas 15 minutos a pé de casa. Mesmo assim, Lance percorreu a distância de helicóptero todos os dias”, disse o campeão mundial de 1997, compatriota do clã Stroll.

No entanto, a equipe britânica de Silverstone negou oficialmente a intenção do chefe em vender a equipe: “Lawrence deixou claro que uma venda está fora de questão. O esporte está mais popular do que nunca e o valor das equipes não para de aumentar. Nada disso está planeado”.

Segundo o empresário, a venda “não está planejada de momento, mas fomos contactados. A F1 é um esporte e um negócio que está em franco crescimento neste momento”. O Motorsport.com está 'de olho' nos próximos capítulos do caso.

Faça parte do Clube de Membros do Motorsport.com no YouTube

Quer fazer parte de um seleto grupo de amantes de corridas, associado ao maior grupo de comunicação de esporte a motor do mundo? CLIQUE AQUI e confira o Clube de Membros do Motorsport.com no YouTube. Nele, você terá acesso a materiais inéditos e exclusivos, lives especiais, além de preferência de leitura de comentários durante nossos programas. Não perca, assine já!

Podcast #250 – Andretti é aprovada pela FIA para F1. E agora?

 

ACOMPANHE NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

Faça parte da comunidade Motorsport

Join the conversation
Artigo anterior F1: Com Verstappen na pole e McLaren 'boys' tendo volta deletada após a classificação, confira grid pro GP do Catar
Próximo artigo VÍDEO: Veja reação de Piastri após saber que não largaria em 3º

Principais comentários

Cadastre-se gratuitamente

  • Tenha acesso rápido aos seus artigos favoritos

  • Gerencie alertas sobre as últimas notícias e pilotos favoritos

  • Faça sua voz ser ouvida com comentários em nossos artigos.

Motorsport prime

Descubra conteúdo premium
Assinar

Edição

Brasil Brasil