Fórmula 1
24 out
-
27 out
Evento encerrado
01 nov
-
03 nov
Evento encerrado
14 nov
-
17 nov
Evento encerrado
28 nov
-
01 dez
Evento encerrado

F1: Ultrapassagens podem aumentar em 50% em algumas corridas

compartilhar
comentários
F1: Ultrapassagens podem aumentar em 50% em algumas corridas
Por:
5 de abr de 2019 13:02

Dirigente da Federação Internacional de Automobilismo analisa impacto das novas regras: "Para o que tentamos alcançar, 2019 tem sido bom"

A Fórmula 1 introduziu novas regras para a temporada 2019 com o objetivo de gerar mais ultrapassagens. Simulações realizadas para avaliar o impacto das mudanças na aerodinâmica indicaram que as ultrapassagens podem aumentar em até 50% em algumas corridas neste ano. Asas, bargeboards e dutos de freio foram simplificados para facilitar a perseguição ao carro à frente e aumentar o efeito do sistema de redução de arrasto. Confira no vídeo abaixo:

Na abertura do campeonato, na Austrália, os efeitos não foram muito evidentes, em função das características do circuito de Albert Park. Por outro lado, o último fim de semana no Bahrein, em um circuito mais convencional, onde uma terceira zona do DRS também foi adicionada, mostrou que as modificações têm impacto.

Leia também:


Chefe de assuntos técnicos de monopostos da FIA, Nikolas Tombazis comentou as novidades: "Não esperávamos um enorme impacto na Austrália, em que é difícil de ultrapassar em qualquer caso, mas isso muda em outros circuitos. Algumas simulações mostraram um aumento de + 10% nas ultrapassagens, assumindo uma evolução similar de uma corrida, é claro. Em outras, espera-se um aumento maior, possivelmente na ordem de + 50%”.

"Esse foi o feedback que tivemos até agora, mas só ficará claro quando avançarmos a temporada. Não estávamos esperando milagres na primeira rodada na Austrália, mas geralmente estamos esperando um passo na direção certa no que diz respeito à aerodinâmica”, disse Tombazis.

As mudanças na regra de 2019 foram uma reação à complexidade da aerodinâmica dos monopostos de 2018. "Olhando para os carros em testes e vendo certas soluções, há, sem dúvida, algumas coisas que poderíamos ter feito de forma ligeiramente diferente nas regras, mas é sempre assim. No geral, estou satisfeito com a direção das características aerodinâmicas”, analisou Tombazis.

"Não acho que nunca podemos sentar e dizer: 'Ok, está tudo bem'. No entanto, acho que se não tivéssemos passado por esse processo e estivéssemos aqui apenas escrevendo as regras de 2021, estaríamos em uma situação muito pior. Para o que estamos tentando alcançar, 2019 tem sido bom. A temporada ser empolgante ou não depende de quão competitivas as equipes estão. E como todo mundo, é algo que estou muito ansioso para ver”, completou.

Ferrari SF90 front wing

Ferrari SF90 front wing

Photo by: Mark Sutton / Sutton Images

Próximo artigo
Red Bull pretende corrigir falhas aerodinâmicas até o GP da Espanha

Artigo anterior

Red Bull pretende corrigir falhas aerodinâmicas até o GP da Espanha

Próximo artigo

Williams tem lucro em 2018 mesmo com pior ano de sua história na F1

Williams tem lucro em 2018 mesmo com pior ano de sua história na F1
Carregar comentários

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Autor Scott Mitchell