F1: Veja cinco razões pelas quais Verstappen é amplamente favorito na Áustria

Depois de uma vitória e um terceiro lugar na França, a Red Bull chega em Spielberg com vantagem de 37 pontos sobre a Mercedes

F1: Veja cinco razões pelas quais Verstappen é amplamente favorito na Áustria

A Fórmula 1 parte para o circuito Red Bull Ring, casa da equipe austríaca, para o GP da Estíria neste final de semana.

Enquanto a Mercedes conseguiu melhorar seu desempenho na França após as corridas de Mônaco e Baku, a escuderia de Christian Horner também deu um passo em frente, colocando sua dupla de pilotos no pódio. 

Leia também:

Depois de uma vitória e um terceiro lugar na França, a Red Bull chega em Spielberg com uma vantagem de 37 pontos sobre o time alemão. 

Falando sobre a oitava etapa da temporada no programa TELEMETRIA do Motorsport.com no YouTube desta quarta-feira (23), com base nas estatísticas dos anos anteriores e devido à característica do traçado, o ex-engenheiro da F1 Rico Penteado acredita que a Red Bull é a grande favorita.

Veja abaixo cinco razões pelas quais Verstappen é amplamente favorito na pista da Áustria. 

1 - Circuito e gerenciamento de pneus

Max Verstappen, da Red Bull, e Lewis Hamilton, da Mercedes

Max Verstappen, da Red Bull, e Lewis Hamilton, da Mercedes

O Circuito Red Bull Ring, localizado em Spielberg, é composto por três retas principais, com poucas curvas de alta. E, justamente por ser um traçado curto e com muitas retas, não é exigido muito dos pneus.

Desta forma, aquecê-los se torna uma tarefa um pouco mais complicada, dando uma vantagem para a Red Bull, que tem apresentado um warm-up melhor em 2021.

É importante salientar que a pista da Áustria é uma das mais rápidas da temporada, chegando a mais de 240 km/h de média.

2 - Desgaste do carro

Max Verstappen, da Red Bull Racing, e Lewis Hamilton, da Mercedes

Max Verstappen, da Red Bull Racing, e Lewis Hamilton, da Mercedes

Devido ao acidente sofrido na corrida de Baku e alguns outros eventos durante a campanha de 2021, Verstappen guiou menos do que Hamilton até o momento - são 4.816 km do piloto da Red Bull contra 5.361 km do britânico, uma diferença equivalente a um sábado e domingo. Hamilton é o terceiro da lista que mais rodou, atrás de Pierre Gasly e Carlos Sainz, que guiaram 5.474 km e 5.394 km, respectivamente. 

Dessa forma, com um carro menos rodado, o RB16B holandês tem peças menos desgastadas, o que potencialmente pode começar fazer diferença a partir de agora no campeonato.

Por se tratar de uma pista de longas retas e "pé embaixo" durante boa parte da volta, em 2020, houve algumas quebras de motores. Portanto, com uma unidade de potência mais preservada a essa altura da temporada em comparação com o piloto da Mercedes, Verstappen tem uma vantagem neste quesito.

3 - Velocidade nas retas

Max Verstappen e Lewis Hamilton

Max Verstappen e Lewis Hamilton

Até agora, a Mercedes era vista como imbatível em traçados com longas retas. No entanto, na França, a Red Bull se mostrou uma rival a altura. 

Toto Wolff disse recentemente que a vantagem que o time alemão tinha sobre o motor, se foi.

Hamilton também se manifestou, dizendo que a melhora do carro da equipe austríaca tornará a vida da Mercedes mais difícil. O britânico disse que não será nada fácil bater os adversários em uma pista de alta como é o caso do Red Bull Ring.

"Eles são rápidos demais agora", disse Hamilton.

"Deram um grande passo adiante neste fim de semana. Estamos perdendo cerca de três décimos apenas nas retas, então acredito que tenham dado um jeito de melhorar".

O speed trap apontou que o heptacampeão registrou 321,2 km/h na reta em Paul Ricard, enquanto Sergio Pérez e Verstappen cravaram 336,4 km/h e 337 km/h, respectivamente - números bem acima dos marcados pelas Mercedes.

Hamilton, portanto, espera uma situação parecida na Áustria.

"É um circuito de alta, com retas longas e podemos acabar vendo algo similar a este fim de semana", disse.

"Obviamente com a velocidade de reta da Red Bull.. mas temos três dias para ver se podemos fazer ajustes e melhoras".

"Quem sabe podemos aproveitar tudo ao máximo e assim podemos fazê-los suar."

 4 - Pouco tempo para grandes mudanças

Lewis Hamilton

Lewis Hamilton

Como a o GP da França marcou o início da rodada tripla da temporada de 2021 da categoria, as equipes têm uma janela de 4 dias para se reorganizarem para a corrida na Áustria. Um tempo apertado para a Mercedes implementar mudanças significativas nos carros afim de melhorar a performance apresentada em Paul Ricard e garantir uma vantagem sobre a escuderia austríaca. 

5 - Previsão do tempo 

Max Verstappen e Lewis Hamilton

Max Verstappen e Lewis Hamilton

Não há previsão de chuva para a corrida, no domingo (27), e para a classificação, no sábado (26), em Spielberg. O gráfico apresentado por Rico Penteado aponta chance de chuva na sexta-feira (25) - e, ainda sim, são baixas. Portanto, com condições boas, é improvável que as equipes contem com o fator "surpresa" para dar uma bagunçada nas posições. 

F1 2021: VERSTAPPEN ou HAMILTON? Quem VENCE na Áustria? Rico Penteado é ENFÁTICO sobre FAVORITO

Assine o canal do Motorsport.com no Youtube

Os melhores vídeos sobre esporte a motor estão no canal do Motorsport.com. Inscreva-se já, dê o like (joinha) nos vídeos e ative as notificações, para sempre ficar por dentro de tudo o que rola em duas ou quatro rodas.

PODCAST: Qual é o tamanho do 'drama' de Bottas e Mercedes em 2021?

 

compartilhar
comentários
F1: Rubinho analisa 'Max x Lewis' e relação de Bottas e Mercedes

Artigo anterior

F1: Rubinho analisa 'Max x Lewis' e relação de Bottas e Mercedes

Próximo artigo

'Guerra' entre Verstappen e Hamilton, Bottas "arriscando tudo", McLaren x Ferrari e mais: a prévia do GP da Estíria

'Guerra' entre Verstappen e Hamilton, Bottas "arriscando tudo", McLaren x Ferrari e mais: a prévia do GP da Estíria
Carregar comentários