F1: Vitória na Turquia mostra "papel vital" de Bottas na Mercedes, diz Wolff

Chefe da equipe alemã rasgou elogios ao piloto finlandês, que voltou a vencer após jejum de mais de um ano

F1: Vitória na Turquia mostra "papel vital" de Bottas na Mercedes, diz Wolff

O chefe da Mercedes, Toto Wolff, acredita que a vitória dominante de Valtteri Bottas na Turquia pode não ser a última com a equipe alemã, e que a performance mostra o "papel vital" que ele tem em ambas as lutas pelos títulos da Fórmula 1 em 2021.

Bottas venceu pela primeira vez em mais de um ano após uma exibição controlada na frente do pelotão no GP da Turquia do último domingo, cruzando a linha de chegada 14 segundos à frente de Max Verstappen e a Red Bull em condições úmidas.

Leia também:

Ao impedir a vitória de Verstappen, Bottas garantiu que seu companheiro de equipe, Lewis Hamilton, sai da Turquia apenas seis pontos atrás do holandês no Mundial de Pilotos, tendo largado em 11º antes de terminar em quinto.

A performance veio após um dos momentos mais baixos de Bottas com a Mercedes, rodando seis vezes no mesmo GP da Turquia, em 2020. Também representou uma afirmação do finlandês próximo de sua saída da equipe no fim do ano, garantindo pelo menos uma vitória em sua última temporada com as flechas.

O chefe da Mercedes acredita que a vitória de Bottas "pode não ser a última nesta temporada", elogiando sua exibição "inacreditável" ao longo de todo fim de semana na Turquia.

"Ele saiu da pole com facilidade e já abriu. Ele foi o mais rápido da pista, o melhor em termos de gerenciamento de pneus. Ele sempre manteve o controle, fez a volta mais rápida. Foi nota 10. Isso pode ter um papel vital no Mundial de Construtores, mas também pode ajudar Lewis".

"Porque hoje, apenas a performance de Valtteri que impediu Max de fazer oito ponto a mais".

Valtteri Bottas, Mercedes W12

Valtteri Bottas, Mercedes W12

Photo by: Charles Coates / Motorsport Images

A vitória de Bottas com o ponto extra da volta mais rápida também garantiu que a Mercedes aumentasse sua vantagem para a Red Bull no Mundial de Construtores, apesar de Verstappen e Sergio Pérez irem ao pódio.

Com 159 pontos em jogo nas seis corridas finais da temporada, a Mercedes tem 36 de vantagem para a Red Bull, em busca do octacampeonato consecutivo. Isso marca uma volta por cima do início da temporada, quando a equipe austríaca parecia ter o melhor ritmo.

Enquanto Wolff sente que a equipe entende o W12 melhor hoje, ele não achava que seria possível dizer que tem o carro mais rápido "com absoluta convicção".

"Acredito que temos um bom pacote agora. O carro é competitivo e foi muito competitivo [na Turquia] e, se não fosse pela penalização, tínhamos chance de fazer uma dobradinha, com oito pontos a mais".

"Tenho um olhar otimista, mas cuidadoso com o futuro. Austin é uma pista que gostamos e é outra oportunidade. Mas tenho certeza que o Mundial de Pilotos irá até o fim".

F1: POLÊMICA do MOTOR MERCEDES, POR QUE a equipe DOMINOU GP e razões para MAX/RED BULL ficarem AQUÉM

Assine o canal do Motorsport.com no YouTube

Os melhores vídeos sobre esporte a motor estão no canal do Motorsport.com. Inscreva-se já, dê o like ('joinha') nos vídeos e ative as notificações, para sempre ficar por dentro de tudo o que rola em duas ou quatro rodas.

Podcast #136 – Ju Cerasoli faz raio-X da rivalidade Hamilton X Verstappen de quem acompanha direto do paddock

 

SIGA NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

compartilhar
comentários
F1: Ferrari diz que correu riscos ao introduzir atualização no motor

Artigo anterior

F1: Ferrari diz que correu riscos ao introduzir atualização no motor

Próximo artigo

F1: Red Bull deve usar logo da Acura, marca do grupo Honda, no GP dos Estados Unidos

F1: Red Bull deve usar logo da Acura, marca do grupo Honda, no GP dos Estados Unidos
Carregar comentários