F1: Williams anuncia saída do chefe de equipe

Jost Capito deixa o cargo após dois anos no comando; diretor técnico também deixa cargo

Jost Capito, CEO, Williams Racing, in the team principals Press Conference

A Williams anunciou nesta segunda-feira que Jost Capito não será mais o chefe nem CEO da equipe na Fórmula 1 após dois anos no comando. Além dele, o diretor técnico FX Demaison também deixará o cargo.

Leia também:

O ex-chefe da Volkswagen Motorsport, Capito, assumiu a Williams no final de 2020, após a Dorilton Capital comprar a equipe da família Williams. No comunicado, o time anunciou que seu novo chefe de equipe e diretor técnico serão confirmados "no devido tempo".

“Tem sido um grande privilégio liderar a Williams Racing nas duas últimas temporadas e lançar as bases para a reviravolta desta grande equipe”, disse Capito. “Estou ansioso para ver a equipe continuar em seu caminho para o sucesso futuro.”

Matthew Savage, presidente da Dorilton Capital, agradeceu a Capito por seus esforços na Williams enquanto a equipe “embarcou em um grande processo de transformação para iniciar a jornada de reviver a Williams Racing”.

 

Desde que Capito assumiu o cargo, a Williams se recuperou de uma vaga no fundo do grid para marcar seus primeiros pontos em dois anos na Hungria no ano passado, bem como um pódio surpreendente no GP da Bélgica encurtado pela chuva.

“Estamos gratos por Jost ter adiado sua aposentadoria planejada para enfrentar esse desafio e agora ele passará as rédeas para a próxima parte desse processo”, disse Savage. “Também gostaríamos de agradecer a FX por sua contribuição e desejar a ele tudo de melhor para seu futuro enquanto segue em frente”.

Capito aproveitou o auge de seu sucesso nas corridas enquanto supervisionava a divisão de automobilismo da VW quando dominou o Campeonato Mundial de Rally antes de ingressar na McLaren como seu CEO na F1.

 

Mas Jost saiu depois de apenas alguns meses como parte de uma remodelação administrativa após a chegada de Zak Brown e a saída de seu chefe de longa data, Ron Dennis. Ele então voltou à Fórmula 1 com a Williams para substituir Simon Roberts, que atuou como chefe de equipe interino depois que Claire Williams saiu em setembro de 2020.

Capito é o segundo chefe de equipe da F1 a deixar seu cargo desde o final da temporada de 2022 em Abu Dhabi, no mês passado, sendo Mattia Binotto, da Ferrari, o primeiro deles. A Williams caiu para o último lugar no campeonato este ano depois de subir para nono em 2021, mas conseguiu somar oito pontos ao longo da temporada.

A equipe assinou um contrato de longo prazo com Alex Albon após sua chegada neste ano, tendo liderado seus esforços ao longo da temporada, além de convocar o piloto de Fórmula 2 Logan Sargeant para substituir Nicholas Latifi em 2023.

Faça parte do Clube de Membros do Motorsport.com no YouTube

Quer fazer parte de um seleto grupo de amantes de corridas, associado ao maior grupo de comunicação de esporte a motor do mundo? CLIQUE AQUI e confira o Clube de Membros do Motorsport.com no YouTube. Nele, você terá acesso a materiais inéditos e exclusivos, lives especiais, além de preferência de leitura de comentários durante nossos programas. Não perca, assine já!

Podcast: 'era Verstappen' tem prazo de validade na F1?

 

ACOMPANHE NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

Faça parte da comunidade Motorsport

Join the conversation
Artigo anterior Fim da maldição: Título da Stock Car faz Rubinho apagar passado doloroso em Interlagos
Próximo artigo RETA FINAL: Dança das cadeiras dos chefes de equipe de F1, Rubinho bi da Stock e finais de F4, GTSR e HB20

Principais comentários

Ainda não há comentários. Seja o primeiro a comentar.

Cadastre-se gratuitamente

  • Tenha acesso rápido aos seus artigos favoritos

  • Gerencie alertas sobre as últimas notícias e pilotos favoritos

  • Faça sua voz ser ouvida com comentários em nossos artigos.

Motorsport prime

Descubra conteúdo premium
Assinar

Edição

Brasil