Ferrari busca melhorar ritmo de classificação

Desde 2009, equipe italiana conquistou apenas quatro pole positions em 77GPs, enquanto a Red Bull tem 48

Ferrari busca melhorar ritmo de classificação
Carregar reprodutor de áudio

O diretor técnico da Ferrari, Pat Fry, garantiu que a equipe foca em melhorar sua performance em classificações nas próximas provas. O time conquistou a pole position em apenas quatro oportunidades nas últimas 77 corridas, desde que o atual pacote de regras foi adotado. Para efeito de comparação, a Red Bull, no mesmo período, largou em primeiro em 48 oportunidades. Ainda que Felipe Massa tenha colocado um carro da Scuderia na primeira fila no GP da Malásia pela primeira vez desde a prova do Canadá de 2011, o resultado foi atribuído em parte pela chuva na classificação.

“Mostramos um ritmo razoável com todos os tipos de pneus que usamos até o momento, contudo ainda temos chão pela frente para sermos os mais rápidos em classificação e estamos trabalhando duro nisso no momento”, afirmou Fry. “Nos concentramos nos stints mais longos, ainda que, com o aumento no número de paradas, eles não sejam tão longos quanto ano passado, mas não ignoramos nosso ritmo de classificação.”

O engenheiro, contratado da McLaren em meados de 2010 com a missão de reorganizar o funcionamento da fábrica, está satisfeito com a agilidade do processo de desenvolvimento do carro. “Até agora, todo o processo, do desenho à manufatura, está funcionando bem e temos melhorado o que fizemos ano passado em termos de colocar peças novas no carro. Além disso, nossa correlação [entre os dados do túnel de vento e de pista] é melhor.”

Para o GP da China, no qual a Ferrari sofreu ano passado, conquistando apenas um nono e 13º lugares, Fry espera comprovar a boa interação do carro com todos os compostos de pneus. Afinal, apenas o macio, que vai estrear em Xangai, ainda não foi utilizado nesta temporada. “No final deste GP, teremos mais clareza de como todos os pneus funcionam. De certa forma, Xangai será uma prova de aprendizado para todos, ainda que possamos dizer que nosso ritmo, em relação aos demais, tem sido bom com os compostos usados até agora.” 

compartilhar
comentários
Após perder aposta, bilionário ex-F-1 vira comissário de bordo
Artigo anterior

Após perder aposta, bilionário ex-F-1 vira comissário de bordo

Próximo artigo

McLaren corre atrás do prejuízo com pacote extenso de mudanças

McLaren corre atrás do prejuízo com pacote extenso de mudanças
Carregar comentários