Conteúdo especial

GALERIA: Canadá entra na lista de corridas com fim prematuro

Devido a um erro da direção de prova, o GP do Canadá de 2018 teve distância reduzida em relação ao previsto; veja outros exemplos

Ayrton Senna, McLaren MP4/6

Sutton Motorsport Images

GP do Canadá de 2018
A corrida em Montreal durou menos do que se esperava, já que uma confusão da direção de prova fez com que a bandeirada fosse dada uma volta antes do previsto.
GP do Canadá de 2018
Com isso, os resultados contabilizados no fim da corrida foram os da volta 68, como determina o regulamento.
Outros exemplos
Não é raro ver corridas durando menos do que o previsto, pelos mais diversos motivos. Por exemplo, quando há imprevistos na volta de apresentação e é necessário um giro extra (como em Silverstone, 2017), a corrida normalmente é encurtada em uma volta.
GP do Japão de 2014
A última vez em que uma corrida foi encurtada foi em uma circunstância trágica: o acidente de Jules Bianchi no temporal em Suzuka provocou bandeira vermelha, sendo que o GP não foi retomado dali em diante.
GP da China de 2014
Quatro anos antes do episódio de Montreal, a F1 já havia tido algo idêntico na China. Os comissários se atrapalharam e deram a bandeirada uma volta antes, sendo que os resultados foram estabelecidos duas voltas antes do que o previsto.
GP da Malásia de 2009
Mais uma prova atrapalhada pelo mau tempo. O céu desabou ainda no estágio inicial em Sepang, e não havia chances de melhora. Assim, a prova foi encerrada prematuramente e apenas metade dos pontos foi distribuída.
GP do Brasil de 2003
Interlagos viveu prova caótica em 2003. Acidentes com Webber e Alonso deixaram a pista cheia de detritos, o que provocou o encerramento prematuro. Também houve confusão nos resultados: primeiro, Raikkonen foi declarado vencedor; semanas depois, houve a correção que deu o triunfo a Fisichella.
GP do Canadá de 1997
Há 21 anos, a corrida de Montreal terminou antecipadamente por um susto. A 15 voltas para o fim, Panis sofreu um forte acidente e provocou a interrupção por bandeira vermelha.
GP da Austrália de 1991
É popularmente conhecida como a corrida mais curta da história da F1. Após somente 14 voltas (ou 24 minutos), o GP em Adelaide foi interrompido pelo mau tempo. Somente metade dos pontos foi distribuída.
GP de Portugal de 1990
Alex Caffi sofreu um forte acidente a 13 voltas para o fim em Portugal. Assim, houve nova bandeira vermelha, com a corrida sendo interrompida antes do esperado.
GP de Mônaco de 1984
Quem não se lembra dessa? O temporal em Mônaco interrompeu a corrida antes de sua metade e impossibilitou que Senna alcançasse Prost na luta pela vitória. Apenas metade dos pontos foi distribuída, e Prost perdeu o título daquele ano por meio ponto.
GP da Bélgica de 1981
Um evento absolutamente confuso e caótico. Depois de vários contratempos no fim de semana (incluindo a morte de um mecânico), a corrida foi interrompida pela chuva a 15 voltas para o fim.
GP da Áustria de 1975
Adivinha por que a corrida teve fim prematuro? Isso mesmo, pela chuva. O GP foi interrompido após 29 voltas pelo aguaceiro, e até o vencedor, Vittorio Brambilla, se espatifou no guard-rail depois do desfecho.
13

Faça parte da comunidade Motorsport

Join the conversation
Artigo anterior Rosberg: Equipes não querem Alonso por seus jogos políticos
Próximo artigo Bottas revela que quase ficou sem combustível no fim do GP

Principais comentários

Ainda não há comentários. Seja o primeiro a comentar.

Cadastre-se gratuitamente

  • Tenha acesso rápido aos seus artigos favoritos

  • Gerencie alertas sobre as últimas notícias e pilotos favoritos

  • Faça sua voz ser ouvida com comentários em nossos artigos.

Motorsport prime

Descubra conteúdo premium
Assinar

Edição

Brasil