Em prova épica, Verstappen aproveita erros da Mercedes e vence na Alemanha; Vettel é 2º

Dupla da equipe germânica errou em frente à torcida, assim como Leclerc, que bateu com a Ferrari, enquanto companheiro brilhou

Em prova épica, Verstappen aproveita erros da Mercedes e vence na Alemanha; Vettel é 2º
Carregar reprodutor de áudio

Em prova espetacular marcada por chuva, surpresas e batidas das Mercedes e de Charles Leclerc, Max Verstappen fez a volta mais rápida e venceu o GP da Alemanha de Fórmula 1 com a Red Bull. O segundo foi Sebastian Vettel, que fez grande corrida de recuperação com a Ferrari após largar em último. Uma das zebras da etapa de Hockenheim, Daniil Kvyat levou a Toro Rosso ao segundo pódio de sua história na categoria.

Leia também:

Após largar da pole position, Lewis Hamilton errou algumas vezes e foi atrapalhado por 'pataquada' nos boxes, terminando apenas em 11º com a Mercedes, mas subindo para nono após punição à dupla da Alfa Romeo. Já seu companheiro Valtteri Bottas errou quando buscava o pódio e bateu na curva 1, abandonando a prova na parte final. Pouco antes, Leclerc sucumbiu à pista molhada e deu adeus à disputa pelo top-3 na Alemanha.

 

A corrida

Na largada, Verstappen patinou e perdeu uma posição, caindo para quarto. Quem se deu bem foi Kimi Raikkonen, que saiu de quinto para terceiro com a Alfa Romeo. Pierre Gasly caiu para oitavo com a Red Bull. Bottas saltou para segundo, mas Hamilton despontou à frente.

Um pouco atrás, Nico Hulkenberg pulou bem e foi para quinto com a Renault, logo à frente de Leclerc, que ganhou quatro posições na primeira volta. Com saldo ainda melhor, Vettel saiu de último do grid para 14º, dando fôlego à corrida de recuperação da Ferrari.

Na segunda volta, Sergio Pérez errou na entrada da reta e bateu. Com o acidente do piloto da Racing Point, safety car na pista. Quem aproveitou foi Vettel, que logo foi para os boxes e trocou de pneus de chuva extrema para intermediários. Pouco depois, o alemão já aparecia em oitavo.

Outro que se beneficiou da bandeira amarela foi Leclerc, que passou Hulkenberg nos boxes, também na troca para compostos intermediários. Hamilton, Bottas e Verstappen também fizeram a troca, assim como a maioria do grid.

Drama dos pneus

Da 10ª volta em diante, a pista começou a secar e o dilema chegou: trocar para pneus slicks ou manter os intermediários. Em meio aos cálculos das equipes, o motor da Renault de Daniel Ricciardo estourou e ele teve que abandonar, causando safety car virtual (VSC).

No VSC, Leclerc e Hulkenberg foram rápidos, mas conservadores: fizeram nova troca de pneus, mas mantiveram os intermediários. Pouco depois, Carlos Sainz escapou com a McLaren, sem bater.

Três voltas depois, a Haas ousou e colocou pneus macios no carro de Kevin Magnussen. Foi o cobaia para a Ferrari, que também optou por compostos moles para Vettel, apostando na melhora da pista.

Na sequência, Verstappen e Bottas optaram por pneus médios. Entretanto, as apostas se mostraram errôneas: pouco antes de Lando Norris bater e abandonar com a McLaren, Verstappen rodou. Depois, o holandês voltaria aos boxes para mais um jogo de intermediários.

O VSC aplicado pelo incidente de Norris serviu para Leclerc arriscar o macio. Pouco depois, Hamilton fez o mesmo. Na sequência, porém, ficou provado que as apostas foram erradas: Leclerc bateu e abandonou, enquanto Hamilton bateu um pouco antes, mas conseguiu voltar à corrida.

 

O pentacampeão bateu um pouco antes da entrada dos boxes e atravessou a pista para ir para o pit, entrando no pitlane pelo ponto errado. A infração rendeu punição de cinco segundos ao piloto da Mercedes. E a equipe fez lambança na parada de Hamilton: atrapalhou-se com os pneus (intermediários) e demorou para trocar o bico estragado.

 

Na sequência, Bottas também pôs intermediários e voltou em terceiro, atrás de Hulkenberg e Verstappen, com os mesmos compostos. Em seguida, Bottas passou Hulkenberg, que também seria batido por Hamilton logo após. Para piorar, o piloto da Renault bateu no mesmo ponto de Leclerc e teve que abandonar na volta 41.

 

Safety car na pista e Verstappen e Vettel nos boxes: pneus intermediários novamente. A bandeira amarela 'estabilizou' a prova por um tempo, mas não muito. Perto da 47ª volta, a pista voltou a secar e Lance Stroll arriscou compostos macios com a Racing Point. 

Desta vez, a aposta foi acertada e todos os pilotos fizeram o mesmo, promovendo Stroll a uma breve liderança. Hamilton demorou um pouco para fazer a parada e caiu para o meio do bolo. Já Verstappen restabeleceu a ponta logo em seguida, à frente da Toro Rosso de Daniil Kvyat, que também passou Stroll.

Na volta 54, Hamilton voltou a errar e rodou, caindo para último. Péssima corrida para o líder do campeonato, que fez nova parada após dechapar os pneus. Na sequência, mais uma decepção para a Mercedes: na perseguição a Stroll, Bottas errou e bateu na curva 1, tendo que abandonar. Novo safety car e nova parada de Hamilton.

 

A bandeira verde foi dada faltando cinco voltas do total de 64 e Vettel, em grande corrida de recuperação, passou Sainz para chegar a quarto. À frente, Stroll, Kvyat e Verstappen, líder da corrida. Vettel ainda correu para ganhar duas posições e chegar em segundo, em brilhante prova em seu país natal.

 

Resultado completo do GP da Alemanha de F1 (após punição à dupla da Alfa Romeo):

1. Max Verstappen, Red Bull Racing RB15
1. Max Verstappen, Red Bull Racing RB15
1/20

Foto de: Zak Mauger / Motorsport Images

2. Sebastian Vettel, Ferrari SF90
2. Sebastian Vettel, Ferrari SF90
2/20

Foto de: Zak Mauger / Motorsport Images

3. Daniil Kvyat, Toro Rosso STR14
3. Daniil Kvyat, Toro Rosso STR14
3/20

Foto de: Mark Sutton / Motorsport Images

4. Lance Stroll, Racing Point RP19
4. Lance Stroll, Racing Point RP19
4/20

Foto de: Sam Bloxham / Motorsport Images

5. Carlos Sainz Jr., McLaren MCL34
5. Carlos Sainz Jr., McLaren MCL34
5/20

Foto de: Sam Bloxham / Motorsport Images

6. Alexander Albon, Toro Rosso STR14
6. Alexander Albon, Toro Rosso STR14
6/20

Foto de: Sam Bloxham / Motorsport Images

7. Romain Grosjean, Haas F1 Team VF-19
7. Romain Grosjean, Haas F1 Team VF-19
7/20

Foto de: Zak Mauger / Motorsport Images

8. Kevin Magnussen, Haas F1 Team VF-19
8. Kevin Magnussen, Haas F1 Team VF-19
8/20

Foto de: Joe Portlock / Motorsport Images

9. Lewis Hamilton, Mercedes AMG F1 W10
9. Lewis Hamilton, Mercedes AMG F1 W10
9/20

Foto de: Joe Portlock / Motorsport Images

10. Robert Kubica, Williams FW42
10. Robert Kubica, Williams FW42
10/20

Foto de: Jerry Andre / Motorsport Images

11. George Russell, Williams Racing FW42
11. George Russell, Williams Racing FW42
11/20

Foto de: Zak Mauger / Motorsport Images

12. Kimi Raikkonen, Alfa Romeo Racing C38
12. Kimi Raikkonen, Alfa Romeo Racing C38
12/20

Foto de: Steven Tee / Motorsport Images

13. Antonio Giovinazzi, Alfa Romeo Racing C38
13. Antonio Giovinazzi, Alfa Romeo Racing C38
13/20

Foto de: Zak Mauger / Motorsport Images

14. Pierre Gasly, Red Bull Racing RB15 (não terminou)
14. Pierre Gasly, Red Bull Racing RB15 (não terminou)
14/20

Foto de: Sam Bloxham / Motorsport Images

Valtteri Bottas, Mercedes AMG W10 (não terminou)
Valtteri Bottas, Mercedes AMG W10 (não terminou)
15/20

Foto de: Zak Mauger / Motorsport Images

Nico Hulkenberg, Renault F1 Team R.S. 19 (não terminou)
Nico Hulkenberg, Renault F1 Team R.S. 19 (não terminou)
16/20

Foto de: Zak Mauger / Motorsport Images

Charles Leclerc, Ferrari SF90 (não terminou)
Charles Leclerc, Ferrari SF90 (não terminou)
17/20

Foto de: Zak Mauger / Motorsport Images

Lando Norris, McLaren MCL34 (não terminou)
Lando Norris, McLaren MCL34 (não terminou)
18/20

Foto de: Zak Mauger / Motorsport Images

Daniel Ricciardo, Renault F1 Team R.S.19 (não terminou)
Daniel Ricciardo, Renault F1 Team R.S.19 (não terminou)
19/20

Foto de: Zak Mauger / Motorsport Images

Sergio Perez, Racing Point RP19 (não terminou)
Sergio Perez, Racing Point RP19 (não terminou)
20/20

Foto de: Andy Hone / Motorsport Images

compartilhar
comentários
Pirelli: GP da Alemanha com chuva será um "passo no desconhecido"
Artigo anterior

Pirelli: GP da Alemanha com chuva será um "passo no desconhecido"

Próximo artigo

“Foi complicado fazer as escolhas certas”, diz Verstappen após vitória

“Foi complicado fazer as escolhas certas”, diz Verstappen após vitória