Hamilton admite conversas com Ferrari no passado: “Nossas posições nunca se alinharam”

compartilhar
comentários
Hamilton admite conversas com Ferrari no passado: “Nossas posições nunca se alinharam”
Por:

Piloto inglês acredita que as visões de ambos nunca coincidiram, mas que tudo acontece por um motivo

Heptacampeão mundial de Fórmula 1, Lewis Hamilton admitiu em entrevista ao jornal Gazzetta dello Sport que já conversou com a Ferrari sobre uma vaga na equipe ao longo de sua carreira. As negociações, no entanto, nunca foram muito à frente.

“Conversamos ocasionalmente, mas não fomos além de entender quais opções estavam sobre a mesa e não eram as certas”, disse Hamilton, que passou por apenas duas equipes na Fórmula 1, McLaren e Mercedes.

Leia também:

A união entre um dos melhores pilotos da história e a equipe mais tradicional da F1 certamente agradaria muitos fãs, mas Hamilton acredita que as visões de ambos nunca coincidiram.

“Nossas posições nunca se alinharam”, disse ele. “Acho que o tempo é importante e as coisas acontecem no final por um motivo.Nas últimas temporadas o meu contrato expirou sempre em anos diferentes do de todos os outros pilotos. No final das contas foi assim”, completou.

Hamilton chegou à F1 em 2007, e logo de cara foi vice-campeão com a McLaren em seu ano de estreia e chegou ao topo da categoria no ano seguinte, em 2008.

Após o emocionante título, conquistado na última curva do GP do Brasil, o piloto inglês ficou até 2014 sem terminar entre os três primeiros do Mundial de Pilotos. Desde então, conquistou uma hegemonia histórica com a Mercedes.

Ativista social, Hamilton também falou sobre como sempre deixou claro seu papel na Mercedes e afirmou que o ambiente neste quesito era bem diferente na McLaren. Neste ano, inclusive, o heptacampeão mundial também criticou a Ferrari por “não se responsabilizar” pela diversidade na equipe.

“Na McLaren, cresci muito, mas eles tinham certas expectativas sobre como um piloto deveria se comportar e contrastavam com o fato de que sempre fui um estranho, um inconformado”, disse Hamilton.

“Antes de assinar com a Mercedes eu disse:‘ Olha, sou diferente dos outros. Deixe-me ser eu mesmo, deixe-me experimentar [coisas] porque eu tenho que descobrir quem eu sou. Em todo caso, te ajudo e faço a marca crescer melhor no mundo dos jovens ’. E foi o que aconteceu”, completou.

Nova parceria com ThePlayer.com, a melhor opção para apostas e diversão no Brasil

Registre-se gratuitamente no ThePlayer.com e acompanhe tudo sobre Fórmula 1, MotoGP e outros esportes! Você confere o melhor conteúdo sobre o mundo das apostas e fica por dentro das dicas que vão te render diversão e também promoções exclusivas. Venha com a gente!

Entenda como Racing Point deixou de ser apenas a ‘Mercedes rosa'

Podcast #076 – Hamilton x Schumacher: a comparação entre os campeões da F1

 

Ricciardo afirma que 2020 foi sua temporada de F1 mais divertida desde 2016

Artigo anterior

Ricciardo afirma que 2020 foi sua temporada de F1 mais divertida desde 2016

Próximo artigo

Briatore: "Os novos pilotos nem são conhecidos; Alonso é a novidade"

Briatore: "Os novos pilotos nem são conhecidos; Alonso é a novidade"
Carregar comentários

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Autor Redação Motorsport.com