Fórmula 1
11 jun
-
14 jun
Próximo evento em
74 dias
25 jun
-
28 jun
Próximo evento em
88 dias
R
GP da Áustria
02 jul
-
05 jul
Próximo evento em
95 dias
30 jul
-
02 ago
Próximo evento em
123 dias
R
GP da Bélgica
27 ago
-
30 ago
Próximo evento em
151 dias
03 set
-
06 set
Próximo evento em
158 dias
R
GP de Singapura
17 set
-
20 set
Próximo evento em
172 dias
24 set
-
27 set
Próximo evento em
179 dias
08 out
-
11 out
Próximo evento em
193 dias
R
GP dos Estados Unidos
22 out
-
25 out
Próximo evento em
207 dias
29 out
-
01 nov
Próximo evento em
214 dias
12 nov
-
15 nov
Próximo evento em
228 dias
R
GP de Abu Dhabi
26 nov
-
29 nov
Próximo evento em
242 dias

Hamilton critica vaias racistas a jogador inglês pelo Instagram

compartilhar
comentários
Hamilton critica vaias racistas a jogador inglês pelo Instagram
26 de mar de 2019 15:54

Único piloto negro da história da F1, pentacampeão usa redes sociais para apoiar compatriota alvo de cantos preconceituosos

O incidente racista ocorrido na partida da última segunda-feira entre Inglaterra e Montenegro – que o time inglês venceu por 5 a 1 – repercutiu com o piloto britânico Lewis Hamilton.

No final do jogo, após um pequeno tumultuo, o juiz mostrou um cartão amarelo para o lateral-esquerdo Danny Rose. Em seguida, ele foi alvo de vaias e cantos racistas de parte da torcida montenegrina.

Leia também:

Os gritos levaram técnico e jogadores do time inglês à indignação.

Lewis Hamilton ofereceu sua solidariedade a Rose nesta terça-feira por um post em suas redes sociais.

“Parabéns à Inglaterra pela vitória de 5 a 1 sobre Montenegro na noite passada, vocês estão nos deixando orgulhosos”, iniciou Hamilton.

“O que vocês enfrentaram com os cantos foi desprezível. Completamente inaceitável, não há espaço para esse comportamento em qualquer esporte.”

Lewis Hamilton chegou a sofrer na pele na Fórmula 1 o que é ser alvo de racismo. Após sua briga dentro da McLaren com Fernando Alonso em 2007 - que levou o espanhol a se desligar do time - nos anos seguintes o britânico foi alvo da ira de torcedores espanhóis nos testes e corridas na Espanha com gritos racistas.

Até hoje Hamilton critica a F1 por falta de diversidade dentro de seu paddock, com poucos membros de equipes negros.

Nenhum piloto negro além de Hamilton largou em uma prova de Fórmula 1 desde sua criação, em 1950.

 
Próximo artigo
Cinco equipes que a Fórmula 1 deve mirar para a temporada 2021

Artigo anterior

Cinco equipes que a Fórmula 1 deve mirar para a temporada 2021

Próximo artigo

Gasly: Pneus da F1 "não estão fáceis" graças aos novos limites

Gasly: Pneus da F1 "não estão fáceis" graças aos novos limites
Carregar comentários

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1