Fórmula 1
10 out
-
13 out
Evento encerrado
24 out
-
27 out
Evento encerrado
01 nov
-
03 nov
Evento encerrado
14 nov
-
17 nov
Evento encerrado
28 nov
-
01 dez
Evento encerrado

Gasly: Pneus da F1 "não estão fáceis" graças aos novos limites

compartilhar
comentários
Gasly: Pneus da F1 "não estão fáceis" graças aos novos limites
Por:
26 de mar de 2019 15:57

Francês acredita que pilotos terão dificuldades em aquecer pneus quando saírem dos boxes em pistas com temperaturas amenas, devido aos novos limites nos cobertores

Para a temporada 2019, a temperatura máxima que os pneus traseiros podem ser aquecidos nos cobertores baixou de 100 para 80 graus centígrados.

Os pilotos tiveram dificuldades nos testes de inverno quando saiam dos boxes graças a essa alteração, e foi notório que no GP da Austrália que alguns deles tiveram mais dores de cabeça em suas voltas iniciais.

Pierre Gasly perdeu a chance de pontuar quando foi ultrapassado por Daniil Kvyat na volta seguinte após a parada nos boxes, enquanto enfrentava dificuldades para colocar seus pneus na temperatura ideal.

Leia também:

Perguntado pelo Motorsport.com se Kvyat o ultrapassou porque os pneus dele estavam muito frios, Gasly disse: "Sim, basicamente eu freei e pude sentir já na curva 1 que quase os travei.”

"Então, entrando na curva 3, tentei frear mais tarde e travei um pouco a frente. Acho que pneus mais quentes o ajudaram [Kvyat] a fazer a manobra."

Com os pilotos tendo algumas dificuldades na Austrália, com temperaturas altas, Gasly acha que as coisas poderiam ser especialmente complicadas nos dias mais frios.

"Claramente há um impacto, porque eu poderia me sentir fora da caixa, as primeiras duas, três curvas são claramente mais complicadas.”

"Acho que foi um pouco difícil, apesar da Austrália ser mais quente. Acho que em condições frias não será fácil."

Kevin Magnussen foi outro piloto que reconheceu o desafio adicional que havia chegado graças aos novos limites de temperatura dos pneus.

"Sim, os traseiros ficaram muito difíceis saindo dos boxes", disse ele.

Mas nem todos os pilotos estavam convencidos de que isso causou um grande impacto. Lewis Hamilton disse que seu Mercedes não se sentiu muito mal quando saiu dos boxes.

"A volta não foi um problema", disse ele. "Os pneus, em geral, funcionaram muito bem. Provavelmente as temperaturas que costumávamos ter no passado eram muito altas, de qualquer maneira."

Próximo artigo
Hamilton critica vaias racistas a jogador inglês pelo Instagram

Artigo anterior

Hamilton critica vaias racistas a jogador inglês pelo Instagram

Próximo artigo

Confira 14 curiosidades dos 14 GPs do Bahrein F1 realizados até hoje

Confira 14 curiosidades dos 14 GPs do Bahrein F1 realizados até hoje
Carregar comentários

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Pilotos Pierre Gasly
Equipes Red Bull Racing Compre Agora
Autor Jonathan Noble