Últimas notícias

Justiça suspende contrato de possível autódromo da F1 no RJ

Julgamento nesta terça-feira exigiu de forma unânime estudo de impacto ambiental na região

Projeto do Autódromo  do Rio de Janeiro

Segundo a ESPN Brasil, a Justiça do Rio de Janeiro suspendeu a assinatura do contrato entre a prefeitura e a Rio Motorsports, empresa que venceu a licitação para a construção de um autódromo em Deodoro, na capital fluminense.

Leia também:

De acordo com a Justiça, o contrato está suspenso até que seja apresentado um estudo do impacto ambiental na região.

A área do Camboatá compreende um espaço verde de 200 hectares, com espécies nativas da Mata Atlântica, algumas ameaçadas de extinção. Também há diversidade na fauna, com aves, saguis, jacarés, capivaras etc.

A assinatura do contrato entre a empresa e a prefeitura do Rio já tinha sido suspensa em decisão liminar de 19 de julho, mas uma decisão da Justiça Federal do Rio de Janeiro, em 3 de agosto, derrubou a liminar.

A licitação teve apenas uma empresa vencedora, a Rio Motorsports, e a ideia era fazer o autódromo no RJ para sediar a Fórmula 1 a partir de 2021.

O Grande Prêmio do Brasil tem contrato com a Fórmula 1 até 2020 em Interlagos. Recentemente, o CEO da categoria, Chase Carey, se reuniu com o presidente, Jair Bolsonaro e com o governador de São Paulo, João Dória, com ambos os lados querendo receber a corrida a partir de 2021.

Por enquanto, Carey não se comprometeu a nenhum dos dois lados entre cariocas e paulistas.

Faça parte da comunidade Motorsport

Join the conversation
Artigo anterior Veja a 'corrida' das atualizações de asa traseira da F1 em 2019
Próximo artigo Análise: 10 coisas a se esperar da 2ª metade da temporada de 2019 da F1

Principais comentários

Cadastre-se gratuitamente

  • Tenha acesso rápido aos seus artigos favoritos

  • Gerencie alertas sobre as últimas notícias e pilotos favoritos

  • Faça sua voz ser ouvida com comentários em nossos artigos.

Motorsport prime

Descubra conteúdo premium
Assinar

Edição

Brasil Brasil