Fórmula 1
19 set
-
22 set
Evento encerrado
26 set
-
29 set
Evento encerrado
10 out
-
13 out
Evento encerrado
24 out
-
27 out
Evento encerrado
01 nov
-
03 nov
Evento encerrado
R
GP de Abu Dhabi
28 nov
-
01 dez
Próximo evento em
15 dias

Chefes da F1 culpam Ecclestone por problemas com GPs no calendário

compartilhar
comentários
Chefes da F1 culpam Ecclestone por problemas com GPs no calendário
Por:
12 de mar de 2019 11:16

Liberty Media diz que britânico “drenou promotores” e agora sugere que locais pagam demais para ter a categoria

O CEO da Liberty Media, Greg Maffei, culpou Bernie Ecclestone por criar alguns dos problemas que os novos donos da Fórmula 1 estão enfrentando enquanto tentam renovar os contratos de cada corrida.

Nos últimos dois anos, a nova administração da F1 renovou com sucesso acordos de várias corridas, com o Azerbaijão.

Leia também:

No entanto, os contratos dos GPs da Alemanha, da Espanha, da Itália, do México e da Grã-Bretanha estão todos chegando ao fim, e nenhuma renovação foi acordada até o momento.

Maffei disse que o ex-chefe da F1, Ecclestone, não ajudou em nada ao sugerir que as corridas estavam pagando demais com os acordos que ele montou originalmente.

"Bernie fez um trabalho muito bom, sem dúvida um trabalho muito bom, e drenou os promotores", disse Maffei em uma conferência do Deutsche Bank.

"E tivemos muita repercussão, em parte porque agora somos públicos e eles podem ver os preços, e também em parte porque Bernie sugeriu a muitos deles que estavam pagando demais. Isso não ajudou a causa.”

“É exacerbante que os governos tentem retirar os subsídios, no México e em outros lugares, como a Espanha. Então isso cria alguns desafios.”

Questionado sobre possíveis novos eventos, Maffei sugeriu que uma corrida na África está no topo da agenda.

"Continuamos trabalhando em Miami, mas há obstáculos para muito disso", disse ele. "Nós analisamos outras alternativas nos EUA, incluindo Las Vegas. Nós estamos analisando também outras alternativas na África. Estamos tentando solidificar algumas das corridas da Europa Ocidental e trazê-las”.

“Essa base de fãs é forte, mas há algumas em obras que podem muito bem acontecer em lugares tradicionais da Europa Ocidental.”

"Você está sempre tentando equilibrar a solidificação e o núcleo, que é historicamente a Europa Ocidental. Depois de adicionar outras coisas, como a expansão para o Vietnã e potencialmente uma segunda corrida na China, podemos ter uma corrida na África.”

"Ainda não estamos preparados para anunciar nenhuma, mas há uma mistura cuidadosa ou mistura de onde queremos crescer e nos solidificar."

Em relação ao já confirmado para o GP do Vietnã de 2020, Maffei disse: "será mais emocionante e positivo em relação à Malásia, que não era diferenciada o suficiente de Singapura".

Charles Leclerc, Sauber C37 and Stoffel Vandoorne, McLaren MCL33

Charles Leclerc, Sauber C37 and Stoffel Vandoorne, McLaren MCL33

Photo by: Jerry Andre / Sutton Images

Próximo artigo
Brawn: Ferrari 'reconhece' necessidade de mudanças para 2021

Artigo anterior

Brawn: Ferrari 'reconhece' necessidade de mudanças para 2021

Próximo artigo

Red Bull: Estamos à frente da Mercedes em ritmo de corrida

Red Bull: Estamos à frente da Mercedes em ritmo de corrida
Carregar comentários

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Autor Adam Cooper