Maldonado: "Mostrei que sou forte também em ritmo de corrida"

Apesar de sair zerado pela nona corrida seguida, venezuelano diz com exclusividade que sai satisfeito de Cingapura

Pastor Maldonado pode ter saído do GP de Cingapura sem pontos, mesma história das últimas nove provas, mas saiu de Marina Bay confiante de que demonstrou não apenas ser um rato de classificação, como também que pode disputar de igual para igual em corrida.

O venezuelano, que largou em segundo, passou a maior parte da prova em quarto, à frente da Ferrari de Fernando Alonso. Foi um dos que foram pegos no contrapé com o Safety Car, pois pusera os pneus supermacios quatro voltas antes, e acabou abandonando com problemas hidráulicos. “Acho que mostramos que somos muito rápidos em classificação, mas também em corrida, cuidando do ritmo e dos pneus”,afirmou em entrevista exclusiva ao TotalRace. “Estamos preparados para sermos fortes. Há altos e baixos durante a temporada, mas é uma equipe que está evoluindo e precisamos de um pouco de tempo.”

Maldonado acredita que era mais rápido, inclusive, que Red Bull e McLaren. “O lado bom era o ritmo que mostramos. Éramos, inclusive, mais rápidos que os pilotos que estavam na nossa frente. É um pecado ter tido os problemas. Acredito que nos equivocamos na estratégia, mas também tivemos problemas de confiabilidade. Quando se tem esse tipo de problema, tudo escapa de nossas mãos. Colocamos os pneus supermacios logo antes de sair o Safety Car. Não é um erro, mas não foi a melhor opção.”

Perguntado sobre a luta com Alonso nas voltas que antecederam o primeiro Safety Car, o venezuelano disse que o espanhol só se aproximou devido ao tráfego. “Eu era mais rápido, mas havia dois carros muito lentos à frente e, por isso, Fernando chegou muito perto de mim. Mas eu tinha boa aderência para me defender. Na verdade, fui mais rápido que Fernando por toda a corrida.”

Be part of Motorsport community

Join the conversation
Artigo anterior “Eu fechei meus olhos!", diz Button sobre susto com Vettel
Próximo artigo McLaren não vê relação entre toque e abandono de Hamilton

Top Comments

Ainda não há comentários. Seja o primeiro a comentar.

Sign up for free

  • Get quick access to your favorite articles

  • Manage alerts on breaking news and favorite drivers

  • Make your voice heard with article commenting.

Motorsport prime

Discover premium content
Assinar

Edição

Brasil