Últimas notícias

Marciello culpa Arrivabene por saída da Ferrari

Ex-piloto do programa de desenvolvimento da escuderia italiana acredita que foi mandado embora por causa de Maurizio Arrivabene

Raffaele Marciello, Ferrari Academy Driver

Raffaele Marciello, Ferrari Academy Driver

Rainier Ehrhardt

Raffaele Marciello, Ferrari Academy Driver
Raffaele Marciello, Ferrari SF15-T piloto de teste
Raffaele Marciello, piloto reserva da Sauber F1 Team
Raffaele Marciello, Sauber C34 Test And Reserve Driver
Maurizio Arrivabene, Ferrari Team Principal in the FIA Press Conference
Roberto Merhi, Manor Marussia F1 Team com Raffaele Marciello, Sauber

Raffaele Marciello entrou para o programa da Ferrari em 2010 e se tornou campeão da F3 europeia em 2013, além de já ter conseguido uma vitória na GP2 ano passado.

Mesmo assim, os resultados não foram suficientes para agradar a cúpula do time italiano, que acabou desligando o piloto inclusive dos serviços prestados para a Sauber.

Segundo o suíço naturalizado italiano, o responsável pela saída da equipe tem nome.

"Maurizio (Arrivabene) nunca confiou em mim", declarou ao MOTORSPORT.COM. "Nunca trabalhamos bem juntos, então ele decidiu que eu não era a pessoa certa para a Ferrari."

"Acredito que ele não gostava de mim. É normal, você pode gostar ou não de uma pessoa. Então ele não me quis e me mandou embora."

Sonho da F1 ainda vivo

Apesar do revés sofrido por uma das principais forças da F1, o piloto de 21 anos ainda acredita que pode fazer parte da categoria.

"Estive na Ferrari por cinco anos e graças a eles aprendi muito. Nunca tive uma chance de ir para a F1, então para mim, o correto a fazer é seguir em frente. Acredito que terei mais chances no futuro."

E acrescentou: "não é fácil chegar à F1 por uma série de razões. Mas se você faz uma boa temporada na GP2, talvez algumas portas se abram. Tentarei fazer meu melhor ano para chegar lá em 2017.

Depois de realizar testes na Mercedes no DTM e impressionar o veterano Gary Paffett, Marciello confirmou que a F1 não é a única opção que tem para a carreira.

"F1 é sempre um sonho, mas não é fácil conseguir. Sempre estarei de olho em outras categorias como DTM e Indy. Há vida fora da F1."

"Acho que fiz bons testes no DTM e talvez no futuro eu possa competir por lá, mas sei que não será fácil também." 

Entrevistado por Oleg Karpov

Be part of Motorsport community

Join the conversation
Artigo anterior Senna me queria para fazer filme de sua vida, conta Stallone
Próximo artigo Análise: games podem ajudar F1 recuperar popularidade

Top Comments

Ainda não há comentários. Seja o primeiro a comentar.

Sign up for free

  • Get quick access to your favorite articles

  • Manage alerts on breaking news and favorite drivers

  • Make your voice heard with article commenting.

Motorsport prime

Discover premium content
Assinar

Edição

Brasil