Conteúdo especial

Mudança na Red Bull divide opiniões na Rússia e Holanda

Editores do Motorsport.com da Holanda e Rússia opinam sobre a notícia que chocou o mundo da F1 nesta semana

Daniil Kvyat, Red Bull Racing RB12
Daniil Kvyat, Red Bull Racing RB12 crashes into Sebastian Vettel, Ferrari SF16-H at the start
Daniil Kvyat, Red Bull Racing RB12 crashes into Sebastian Vettel, Ferrari SF16-H at the start
Daniil Kvyat, Red Bull Racing RB12 crashes into Sebastian Vettel, Ferrari SF16-H at the start
Daniil Kvyat, Red Bull Racing RB12 crashes into Sebastian Vettel, Ferrari SF16-H at the start
Daniil Kvyat, Red Bull Racing
Max Verstappen, Red Bull Racing visits the factory
Max Verstappen, Red Bull Racing visits the factory
Max Verstappen, Red Bull Racing visits the factory
Start crash with Sebastian Vettel, Ferrari SF16-H, Daniil Kvyat, Red Bull Racing RB12, Daniel Ricciardo, Red Bull Racing RB12 and Sergio Perez, Sahara Force India F1 VJM09

Assim que a bandeira quadriculada foi agitada no GP da Rússia no último domingo uma série de especulações começaram a surgir sobre o futuro de Daniil Kvyat, um dos principais personagens daquela prova. Em baixa na Red Bull e vendo a cotação de Max Verstappen subir cada vez mais na Toro Rosso, uma mudança que aparentemente poderia acontecer somente a partir de 2017 começou a ganhar força.

Na manhã desta quinta-feira veio a confirmação da troca já para o GP da Espanha, pegando muitos de surpresa. 

O Motorsport.com Brasil ouviu dois especialistas dos países envolvidos com a mudança repentina da equipe austríaca. Erwin Jaeggi, editor de F1 da Holanda e Oleg Karpov editor do Motorsport.com Rússia analisaram a situação, convivendo mais de perto com os principais envolvidos.

"Estou certo de que esta decisão não veio de agora e não foi baseada puramente no que aconteceu nas primeiras curvas do GP da Rússia", disse Jaeggi, da Holanda. 

"Provavelmente eles já haviam considerando esta possibilidade há um bom tempo, talvez desde quando Max terminou em sexto no Bahrein."

"Daniil vem fazendo um trabalho sólido desde que chegou ao time, mas não era segredo que Helmut Marko não se satisfazia somente com um trabalho sólido. Ele procura o próximo campeão do mundo. E Max mostrou grandes qualidades já em sua primeira temporada e sua promoção era questão de tempo."

"Com a crescente pressão em cima da Red Bull sobre a temporada 2017 e da possibilidade da Ferrari buscar Verstappen, parece que a equipe optou por essa decisão radical a fim de não perder o seu 'menino de ouro', depois de fazer alguns grandes investimentos em sua carreira." 

"Verstappen está pronto para uma equipe de ponta? O mesmo tipo de pergunta foi feita antes de sua estreia na F1. Verstappen provou ser um aprendiz rápido e mostrou que pode se adaptar a novos ambientes muito rapidamente. A Red Bull pode precisar dar algum tempo, já que ele não está familiarizado com o RB12, mas eu não ficaria surpreso se ele puder chegar perto do desempenho de Daniel Ricciardo muito rapidamente e até brigar por pódios também."

Já Oleg Karpov, falou sobre o sentimento do também jovem piloto russo, que aos olhos do mundo enfrenta a maior queda de sua carreira. O jornalista, porém, acredita que isso possa trazer algo de positivo.

"Sempre foi assim na Red Bull e Kvyat sabe disso perfeitamente. Ele sabia desde o início, quando se juntou ao programa júnior. Ele sabia quando foi promovido para a Toro Rosso, quando quase todos no paddock estavam convencidos de que Antonio Felix da Costa conseguiria o assento."

"Este ano não correu como planejado e Kvyat não pode reclamar. É uma decisão da Red Bull e antes de tudo, sem a Red Bull, ele provavelmente não estaria onde está agora. No final, ele ainda tem um volante nas mãos e um par de pedais sob os pés."

"Pode parecer o seu fim agora. E existem milhares de razões para pensar assim, incluindo as dezenas de exemplos de ex-pilotos de Red Bull. Mas estou mais do que certo disso, Daniil está ansioso para provar que é capaz. Não para provar que seus chefes estavam errados, mas que ele tem o potencial ainda para ser campeão do mundo. Seu objetivo é ser o melhor."

"Você pode argumentar que se trata de uma equipe que se livra dos pilotos que não entregam bons resultados, mas ainda há uma chance. E ele vai tentar dar o seu melhor. Claro, não houve ninguém que teve uma segunda chance na Red Bull na F1, mas, ao mesmo tempo, eles nunca colocaram um piloto de volta para a STR."

Faça parte da comunidade Motorsport

Join the conversation
Artigo anterior Análise técnica: as armas da Ferrari para chegar na Mercedes
Próximo artigo Análise: mudança na Red Bull não foi por erro em Sochi

Principais comentários

Cadastre-se gratuitamente

  • Tenha acesso rápido aos seus artigos favoritos

  • Gerencie alertas sobre as últimas notícias e pilotos favoritos

  • Faça sua voz ser ouvida com comentários em nossos artigos.

Motorsport prime

Descubra conteúdo premium
Assinar

Edição

Brasil Brasil