Organização do GP da Turquia de F1 anuncia recorde de vendas: 40 mil ingressos em seis horas

compartilhar
comentários
Organização do GP da Turquia de F1 anuncia recorde de vendas: 40 mil ingressos em seis horas
Por:

Pretensão do evento é abrir as portas para 100 mil pessoas, menos da metade da capacidade do circuito

Após nove anos fora, o GP da Turquia está de volta ao calendário da Fórmula 1. E a prova, marcada para 15 de novembro, tem os planos mais ousados com relação à presença de público no circuito de Istambul. A venda de ingressos já começou, e registrou recordes: 40 mil em apenas seis horas.

A Turquia é uma das pistas novas ou que retornam ao calendário, sendo adições tardias ao cronograma devido ao impacto da pandemia, se juntando a Mugello, Ímola, Portimão e Nurburgring.

Leia também:

Vural Ak, presidente da Intercity, promotora do evento, disse em uma coletiva no mês passado que o público estará presente no evento, e que eles esperavam ter cerca de 100 mil espectadores no domingo da corrida, pouco menos da metade da capacidade de 220 mil pessoas.

Os ingressos estão sendo vendidos a um preço baixo, cerca de 30 liras turcas por dia (cerca de R$19) por um período limitado de tempo, e houve uma enorme demanda já na abertura da bilheteria.

A Intercity anunciou que vendeu 10 mil ingressos na primeira hora e outros 30 mil nas cinco horas seguintes, totalizando 40 mil em seis horas. Apesar do último GP da Turquia, em 2011, não ter atraído um grande público, Ak está certo que a organização atingirá o objetivo de 100 mil pessoas.

"Planejávamos preencher a capacidade total de 220 mil lugares sob circunstâncias normais, mas isso não é possível com a Covid-19", disse Ak. "Antes de nós, essa organização não tinha um dono. Mas somos apaixonados e entusiastas do esporte, e podemos organizar isso com sucesso. Sabemos que há a Covid, e, por isso, projetamos as 100 mil pessoas".

Apesar de não descartar uma mudança de planos caso o país enfrente um aumento no número de casos de Covid, Ak disse que acredita que os protocolos darão segurança.

"Temos que estar preparados para tudo. Se a doença entrar em um patamar pior que hoje, então a corrida será feita sem público. Porém, sabemos a capacidade da pista. Cerca de 220 mil pessoas podem assistir a corrida nas arquibancadas e áreas abertas".

"No momento, por razões de segurança, se fecharmos algumas seções, 100 mil pessoas poderão assistir a corrida seguindo regras de distanciamento social".

VÍDEO: Entenda como quebras da Honda deixam Verstappen tenso na Red Bull

PODCAST: Motorsport.com debate a crise sem fim da Ferrari na temporada 2020 da F1

 

Vettel detona ideia de grid invertido na F1 e a compara com "loteria”

Artigo anterior

Vettel detona ideia de grid invertido na F1 e a compara com "loteria”

Próximo artigo

F1: Latifi diz que mudança das luzes do safety car não teria evitado engavetamento

F1: Latifi diz que mudança das luzes do safety car não teria evitado engavetamento
Carregar comentários

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Evento GP da Turquia Ingressos
Autor Abdullah Çelik