Fórmula 1
19 set
-
22 set
Evento encerrado
26 set
-
29 set
Evento encerrado
10 out
-
13 out
Evento encerrado
24 out
-
27 out
Evento encerrado
01 nov
-
03 nov
Evento encerrado
R
GP de Abu Dhabi
28 nov
-
01 dez
Próximo evento em
15 dias

Pilotos podem ficar sem capacetes de nova homologação em testes

compartilhar
comentários
Pilotos podem ficar sem capacetes de nova homologação em testes
Por:
13 de fev de 2019 09:15

Vários pilotos da F1 poderão iniciar os testes de pré-temporada sem capacetes homologados para os novos padrões de segurança de 2019 da FIA.

A F1 terá um novo padrão de segurança em 2019 como resultado de vários anos de trabalho da FIA, o que incluiu testes intensos de balística militar na tentativa de aumentar a proteção à cabeça.

Todas as quatro fornecedoras de capacetes da F1 – Stilo, Bell, Schuberth e Arai – estiveram envolvidas na pesquisa e desenvolvimento para o padrão 8860-2018.

No entanto, a Arai passou há pouco pelos testes de performance da FIA e ainda deve obter a homologação definitiva.

O Motorsport.com apurou que ela não receberá a aprovação a tempo para os testes, já que são necessárias várias avaliações e revisões para que o produto atinja os novos padrões.

A Arai deverá fornecer capacetes para Sebastian Vettel, Max Verstappen, Pierre Gasly e Daniel Ricciardo na temporada.

A empresa espera obter um novo modelo homologado a tempo para a primeira corrida do ano, na Austrália, no dia 17 de março.

No entanto, há pilotos que usam capacetes de outras marcas que também podem não estar em posse de unidades homologadas.

Apenas a Stilo, que produziu o primeiro capacete pronto para competição no ano passado, aparentemente alcançou a homologação para todos os tamanhos de seu modelo, o ST5.

De acordo com a lista mais recente da FIA de capacetes aprovados, a Schuberth (que deverá fornecer capacetes para quatro pilotos) obteve a homologação de seu modelo, o SF3, apenas para o tamanho médio.

A Bell, que fornecerá para 10 pilotos, obteve homologação para tamanhos até o número 56 – no entanto, seu site indica que os tamanhos vão até 61. Isso poderá ter um impacto nos pilotos que desejam usar estes capacetes maiores.

As exigências para os capacetes nos testes de pré-temporada entram em uma área cinzenta.

As equipes e pilotos apenas precisam aderir às exigências no regulamento esportivo da F1, o que não engloba as normas para capacetes.

Ainda não está claro se os pilotos que não terão capacetes e 2019 irão usar peças do ano passado, de outras fabricantes ou um modelo que ainda não foi homologado.

Questionado se um produto de 2018 estaria prestes para uso nos testes de pré-temporada se o de 2019 não estiver aprovado, a Arai disse: “O protótipo do novo modelo já foi fornecido.”

“Ele ainda não foi oficialmente homologado, mas nossos testes internos garantem a qualidade do produto.”

Um risco que estaria associado ao uso de um produto ainda não homologado poderia ser as potenciais consequências se um acidente ocorresse e um piloto se machucasse.

O novo capacete de 2019 tem a abertura da viseira 10mm mais baixa para aumentar a proteção contra detritos e melhorar a absorção.

Fornecedora

Estágio da homologação

Usado em 2018 por...

Stilo

Aprovado em todos os tamanhos

Bottas, Stroll

Bell

Aprovado nos tamanhos 54, 55, 56, 56+

Raikkonen, Leclerc, Magnussen, Hamilton, Grosjean, Albon, Russell, Norris, Kubica, Giovinazzi

Schuberth

Aprovado no tamanho médio

Hulkenberg, Sainz, Perez (Kvyat em 2019)

Arai

Não aprovado

Vettel, Verstappen, Gasly, Ricciardo

Próximo artigo
Red Bull e Toro Rosso terão recursos iguais da Honda

Artigo anterior

Red Bull e Toro Rosso terão recursos iguais da Honda

Próximo artigo

Williams cancela dia de filmagens com novo carro

Williams cancela dia de filmagens com novo carro
Carregar comentários

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Autor Scott Mitchell