Fórmula 1
24 out
-
27 out
Evento encerrado
01 nov
-
03 nov
Evento encerrado
14 nov
-
17 nov
Evento encerrado
28 nov
-
01 dez
Evento encerrado

PLACAR F1: 'Na sorte', Hamilton amplia vantagem sobre Bottas

compartilhar
comentários
PLACAR F1: 'Na sorte', Hamilton amplia vantagem sobre Bottas
27 de jul de 2019 17:00

Pentacampeão mundial se beneficiou de problemas da Ferrari para rumar à pole position do GP da Alemanha de Fórmula 1

Como diz o ditado: a sorte é uma mistura de oportunidade e competência. E Lewis Hamilton fez jus à máxima neste sábado, quando conquistou a pole position para o GP da Alemanha de Fórmula 1 (veja curiosidades históricas sobre a prova, incluindo briga de Nelson Piquet, em galeria especial no fim desta matéria).

O piloto da Mercedes voou baixo em Hockenheim, mas não teve a concorrência de seus dois principais rivais em solo germânico: Sebastian Vettel e Charles Leclerc. A dupla da Ferrari teve problemas no motor e não pôde fazer frente ao dominante pentacampeão, que dá mais um passo rumo ao hexa.

Leia também:

Piloto da casa, Vettel teve defeitos no turbo e sequer registrou volta, de modo que largará em último neste domingo. Já o monegasco Leclerc teve problemas no sistema de combustível e não conseguiu ir à pista no Q3, o que o deixa no décimo posto do grid de largada.

Em meio a tudo isso, Valtteri Bottas saiu derrotado mais uma vez. Sem a concorrência dos pilotos do time de Maranello, o finlandês poderia ter batido o companheiro Hamilton na Alemanha, mas acabou apenas em terceiro, atrás do holandês Max Verstappen, da Red Bull.

No fim das contas, os principais pilotos das três equipes da elite se saíram melhor, exceto Vettel, que vê Leclerc cada vez mais próximo nas disputas internas da temporada 2019. Veja como está o placar na tabela abaixo:

Lewis Hamilton 7 4 Valtteri Bottas
Sebastian Vettel  6 5 Charles Leclerc
Max Verstappen 10 1 Pierre Gasly
Daniel Ricciardo 8 3 Nico Hulkenberg
Kevin Magnussen 6 5 Romain Grosjean
Carlos Sainz 5 6 Lando Norris
Sergio Pérez 11 0 Lance Stroll
Kimi Raikkonen 8 3 Antonio Giovinazzi
Daniil Kvyat 6 5 Alex Albon
Robert Kubica 1 10 George Russell

Inferno verde, briga de Piquet e redenção brasileira: GP da Alemanha de F1

Galeria
Lista

Um dos mais tradicionais do calendário da F1, o GP da Alemanha deixou de ser realizado em 1950, 1955, 1960, 2007, 2015 e 2017.

Um dos mais tradicionais do calendário da F1, o GP da Alemanha deixou de ser realizado em 1950, 1955, 1960, 2007, 2015 e 2017.
1/12

Foto de: Sam Bloxham / Motorsport Images

As edições de 1950, vencida por Alberto Ascari, e 1960, ganhada por Joakim Bonnier, não valeram pelo campeonato.

As edições de 1950, vencida por Alberto Ascari, e 1960, ganhada por Joakim Bonnier, não valeram pelo campeonato.
2/12

Foto de: LAT Images

Hockenheim, Nurburgring e Avus (foto) foram os palcos que já receberam o GP da Alemanha.

Hockenheim, Nurburgring e Avus (foto) foram os palcos que já receberam o GP da Alemanha.
3/12

Foto de: LAT Images

O recordista de vitórias do GP da Alemanha nunca triunfou em uma corrida válida pelo campeonato da F1. Rudolf Caracciola subiu ao lugar mais alto do pódio em seis oportunidades: 1926, 1928, 1931, 1932, 1937 e 1939.

O recordista de vitórias do GP da Alemanha nunca triunfou em uma corrida válida pelo campeonato da F1. Rudolf Caracciola subiu ao lugar mais alto do pódio em seis oportunidades: 1926, 1928, 1931, 1932, 1937 e 1939.
4/12

Foto de: LAT Images

Contando provas pela F1, Michael Schumacher e Lewis Hamilton são os recordistas, com quatro triunfos cada um.

Contando provas pela F1, Michael Schumacher e Lewis Hamilton são os recordistas, com quatro triunfos cada um.
5/12

Foto de: Ercole Colombo

Nelson Piquet e Ayrton Senna têm três vitórias cada. O Brasil esteve na frente em uma sequência que foi de 1986 a 1990, com ambos os pilotos.

Nelson Piquet e Ayrton Senna têm três vitórias cada. O Brasil esteve na frente em uma sequência que foi de 1986 a 1990, com ambos os pilotos.
6/12

Foto de: LAT Images

A sequência também valeu para a Honda, que esteve com Piquet na Williams nas vitórias de 1986 e 1987, e nas de Senna de 1988, 1989 e 1990. O outro triunfo de Piquet foi em 1981, mas ele utilizava o motor Ford, da Brabham.

A sequência também valeu para a Honda, que esteve com Piquet na Williams nas vitórias de 1986 e 1987, e nas de Senna de 1988, 1989 e 1990. O outro triunfo de Piquet foi em 1981, mas ele utilizava o motor Ford, da Brabham.
7/12

Foto de: Sutton Motorsport Images

A última vez que um brasileiro venceu na Alemanha também foi especial. Em 2000, Rubens Barrichello encerrava um jejum de sete anos sem vitórias brasileiras na F1.

A última vez que um brasileiro venceu na Alemanha também foi especial. Em 2000, Rubens Barrichello encerrava um jejum de sete anos sem vitórias brasileiras na F1.
8/12

Foto de: Sutton Motorsport Images

A Ferrari é a equipe com maior número de vitórias na Alemanha: 21.

A Ferrari é a equipe com maior número de vitórias na Alemanha: 21.
9/12

Foto de: Sutton Motorsport Images

O traçado antigo de Nurburgring chegou a ser o segundo maior em comprimento, com 22.8 km. Após a adequação em 1984, o traçado passou a ter 5.14 km. A última vez que a F1 esteve por lá foi em 2013.

O traçado antigo de Nurburgring chegou a ser o segundo maior em comprimento, com 22.8 km. Após a adequação em 1984, o traçado passou a ter 5.14 km. A última vez que a F1 esteve por lá foi em 2013.
10/12

Foto de: Glenn Dunbar / Motorsport Images

Foi durante um GP da Alemanha, em Nurburgring, que Niki Lauda sofreu o maior acidente de sua carreira, quando teve parte de seu corpo queimado, deixando marcas pelo resto da vida. O episódio foi bem retratado no filme “Rush, no limite da emoção”.

Foi durante um GP da Alemanha, em Nurburgring, que Niki Lauda sofreu o maior acidente de sua carreira, quando teve parte de seu corpo queimado, deixando marcas pelo resto da vida. O episódio foi bem retratado no filme “Rush, no limite da emoção”.
11/12

Foto de: Uncredited

Foi no GP da Alemanha de 1982 que aconteceu o famoso episódio da briga entre Nelson Piquet e Eliseo Salazar. O brasileiro liderava a prova quando chegou no chileno para colocar uma volta. Ele não deu espaço e Piquet se chocou com o piloto da ATS e foi parar nos pneus. Ao sair do carro, Nelson foi de encontro a Salazar, empurrando seu capacete e tentando chutá-lo. Memorável.

Foi no GP da Alemanha de 1982 que aconteceu o famoso episódio da briga entre Nelson Piquet e Eliseo Salazar. O brasileiro liderava a prova quando chegou no chileno para colocar uma volta. Ele não deu espaço e Piquet se chocou com o piloto da ATS e foi parar nos pneus. Ao sair do carro, Nelson foi de encontro a Salazar, empurrando seu capacete e tentando chutá-lo. Memorável.
12/12

Foto de: David Phipps

Próximo artigo
Fórmula 1: Norris lamenta eliminação no Q1 do GP da Alemanha

Artigo anterior

Fórmula 1: Norris lamenta eliminação no Q1 do GP da Alemanha

Próximo artigo

Verstappen lamenta perda de potência que arruinou sua estratégia

Verstappen lamenta perda de potência que arruinou sua estratégia
Carregar comentários

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Evento GP da Alemanha