Quais recordes da F1 ainda pertencem a Schumacher?

Mesmo 11 anos após sua aposentadoria da principal categoria do automobilismo mundial, heptacampeão ainda detém marcas importantes

Ferrari celebrate as Michael Schumacher, Ferrari F2004, finishes in 2nd position and clinches his 7th Drivers World Championship

Ferrari celebrate as Michael Schumacher, Ferrari F2004, finishes in 2nd position and clinches his 7th Drivers World Championship

Steve Etherington / Motorsport Images

Em 25 de novembro de 2012, o mundo da Fórmula 1 via Michael Schumacher se despedir pela segunda vez das pistas, após uma boa performance no GP do Brasil, terminando na sétima posição após largar em 14º.

Nesses 11 anos que se seguiram, a F1 viu três grandes eras de dominadores: Sebastian Vettel, que vivia seu auge na época da aposentadoria de Michael, Lewis Hamilton e, mais recentemente, Max Verstappen.

Leia também:

E mesmo com esses três multicampeões reescrevendo os recordes da F1 ao longo dos anos, algumas marcas de Michael se mantêm imbatíveis após tanto tempo. O Motorsport.com relembra neste especial quais recordes ainda pertencem ao heptacampeão após a conclusão da temporada 2023 (de forma solo ou compartilhado com outros pilotos).

Sete títulos mundiais de pilotos

Sem dúvidas a marca mais conhecida de Schumacher. Com dois títulos com a Benetton em 1994 e 1995 e mais cinco consecutivos com a Ferrari entre 2000 e 2004, o alemão é o maior campeão da história da F1.

Após Schumacher igualar e ultrapassar os cinco títulos de Juan Manuel Fangio, muitos achavam que seria impossível ver mais alguém atingindo a mesma marca do alemão, mas isso se repetiu 15 anos depois, com Hamilton, com quem divide o recorde.

100% de aproveitamento de pódios em uma temporada

Até hoje, Michael é o único piloto a subir no pódio em todas as corridas de uma mesma temporada. Este feito foi conquistado em 2002, quando ele terminou no top 3 em todas as 17 provas disputadas daquele ano.

A caminho do pentacampeonato, Schumacher começou o ano com a vitória na Austrália, triunfando ainda outras 10 vezes na temporada (Brasil, San Marino, Espanha, Áustria, Canadá, Grã-Bretanha, França, Alemanha, Bélgica e Japão). Em outros seis GPs foi segundo colocado (Mônaco, Europa – Nurburgring, Hungria, Itália e EUA) e, apenas na Malásia terminou no último degrau do pódio.

Em 2023, Max Verstappen chegou próximo da marca de Michael. O holandês venceu 19 das 22 corridas da temporada, terminando em segundo nos GPs da Arábia Saudita e do Azerbaijão, mas ficou de fora do pódio em Singapura. Já Sebastian Vettel e Lewis Hamilton ficaram duas provas fora do pódio, em 2011 para o alemão (P4 na Alemanha e abandono em Abu Dhabi) e 2015 para o britânico (P6 na Hungria e abandono em Singapura).

Podium: race winner Michael Schumacher, Ferrari

Photo by: Ercole Colombo

Podium: race winner Michael Schumacher, Ferrari

Maior antecedência na conquista de um título

Max Verstappen pode ter dominado a temporada 2023 de forma absoluta, mas, mesmo assim, ele não foi capaz de igualar um recorde histórico de Schumacher.

Em 2002, o alemão vivia um campeonato quase perfeito, e a sua oitava vitória do ano, no GP da França, o permitiu garantir o pentacampeonato com seis corridas de antecedência (Alemanha, Hungria, Bélgica, Itália, EUA e Japão). Curiosamente, nas provas restantes, ele e Rubens Barrichello dividiram os louros, com três triunfos para cada.

Temporadas consecutivas com vitórias

Entre 1992 e 2006, Schumacher conseguiu o feito de vencer pelo menos uma vez por ano na F1, totalizando 15 temporadas consecutivas. Ao longo de toda sua carreira na categoria, ele deixou de obter vitórias apenas em 1991, seu ano de estreia, e entre 2010 e 2012, quando correu pela Mercedes.

Ele divide essa marca com Hamilton, que somou triunfos entre 2007, seu ano de estreia na F1, e 2021.

Vitórias em um mesmo GP

Schumacher é o maior vencedor da história do GP da França, com oito triunfos em Magny Cours. Com Lewis Hamilton tendo o mesmo número de vitórias nos GPs da Hungria (Hungaroring) e da Grã-Bretanha (Silverstone), os dois heptacampeões são os maiores vencedores de uma mesma prova do calendário.

Hat Tricks

Na F1, um piloto conquista um hat trick quando ele faz, no mesmo GP, pole, vitória e volta mais rápida. Ele é diferente do Grand Chelem, quando o piloto faz esses mesmos três feitos, além de liderar a prova de ponta a ponta.

Quando falamos apenas dos hat tricks, Schumacher segue como o líder absoluto, com 22 ao longo de sua carreira. Seu rival mais próximo é Hamilton, com 19, enquanto Jim Clark e Verstappen dividem o top 3 com 11 cada. Nos Chelems, mais difíceis de serem conquistados, Schumacher é “apenas” o terceiro com 5, empatado com Alberto Ascari, um atrás de Hamilton e com três a menos que o recordista Clark.

Esnobado por Senna, Massa usou episódio para 'dar lição' em Schumacher

Podcast #262 – No que a série sobre a Brawn GP acertou e errou?

 

ACOMPANHE NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

Faça parte do nosso canal no WhatsApp: clique aqui e se junte a nós no aplicativo!

Be part of Motorsport community

Join the conversation
Artigo anterior Com seu estado de saúde sob sigilo, quem tem acesso a Schumacher 10 anos após o acidente?
Próximo artigo F1 divulga resultado dos melhores de 2023 segundo chefes de equipe

Top Comments

Ainda não há comentários. Seja o primeiro a comentar.

Sign up for free

  • Get quick access to your favorite articles

  • Manage alerts on breaking news and favorite drivers

  • Make your voice heard with article commenting.

Motorsport prime

Discover premium content
Assinar

Edição

Brasil