Pedro Piquet é confirmado na Charouz e disputará temporada 2020 da F2

compartilhar
comentários
Pedro Piquet é confirmado na Charouz e disputará temporada 2020 da F2

Brasileiro chega à categoria após vitórias na F3, vice-campeonato na Toyota Racing Series e bicampeonato na F3 Brasil

Pedro Piquet foi confirmado nesta quarta-feira como piloto da Charouz Racing System no campeonato 2020 da Fórmula 2. Ele vai disputar as 12 rodadas duplas da próxima temporada. O campeonato tem início no Bahrein, em março, e termina em Abu Dhabi, em novembro.

Leia também:

O jovem, filho do tricampeão Nelson Piquet, já havia testado com a equipe nos testes coletivos da F2 em Yas Marina, no começo do mês. Exceto pela pista de abertura do campeonato e pelos circuitos urbanos de Mônaco e Baku, Pedro Piquet já competiu em todas as pistas do calendário ao longo de seus quatro anos no automobilismo europeu.

O mais jovem representante do clã Piquet nas pistas chega à F2 credenciado por vitórias pela F3 e GP3 em pistas icônicas como Silverstone, Monza e Spa-Francorchamps, onde venceu em 2019..

A F2 é a sucessora da GP2, categoria fundada em 2005 e que teve Nelson Piquet Jr, irmão mais velho de Pedro, como primeiro brasileiro a vencer corridas e vice-campeão para Lewis Hamilton em 2006. Onze dos 12 campeões da GP2 entre 2005 e 2016 assumiram postos de titulares da F1.

Em 2017 a categoria mudou de nome para FIA F2 e consagrou o hoje ferrarista Charles Leclerc como campeão; no ano seguinte o título ficou com o atual piloto da Williams George Russel. Em 2019, o campeão foi o holandês Nyck de Vries, titular de um dos carros da Mercedes na Fórmula E.

Pedro Piquet acelerou pela Charouz Racing System há duas semanas, nos três dias de testes coletivos realizados em Yas Marina após o término da temporada 2019. Mostrou rápida adaptação com o equipamento e percorreu um total de 245 voltas (ou 1.360,7 km). 

Veja imagens de Pedro Piquet na F3 em 2019:

Pedro Piquet, Trident

Pedro Piquet, Trident
1/14

Foto de: Joe Portlock / Motorsport Images

Robert Shwartzman, PREMA Racing Pedro Piquet, Trident Jehan Daruvala, PREMA Racing

Robert Shwartzman, PREMA Racing Pedro Piquet, Trident Jehan Daruvala, PREMA Racing
2/14

Foto de: Gareth Harford / Motorsport Images

Pedro Piquet, Trident Robert Shwartzman, PREMA Racing and Jehan Daruvala, PREMA Racing

Pedro Piquet, Trident Robert Shwartzman, PREMA Racing and Jehan Daruvala, PREMA Racing
3/14

Foto de: Joe Portlock / Motorsport Images

Pedro Piquet, Trident

Pedro Piquet, Trident
4/14

Foto de: Gareth Harford / Motorsport Images

Pedro Piquet, Trident

Pedro Piquet, Trident
5/14

Foto de: Gareth Harford / Motorsport Images

Pedro Piquet, Trident

Pedro Piquet, Trident
6/14

Foto de: Joe Portlock / Motorsport Images

Pedro Piquet, Trident

Pedro Piquet, Trident
7/14

Foto de: Joe Portlock / Motorsport Images

Pedro Piquet, Trident

Pedro Piquet, Trident
8/14

Foto de: Gareth Harford / Motorsport Images

Pedro Piquet, Trident

Pedro Piquet, Trident
9/14

Foto de: Joe Portlock / Motorsport Images

Pedro Piquet, Trident

Pedro Piquet, Trident
10/14

Foto de: Joe Portlock / Motorsport Images

Pedro Piquet, Trident

Pedro Piquet, Trident
11/14

Foto de: Gareth Harford / Motorsport Images

Pedro Piquet, Trident

Pedro Piquet, Trident
12/14

Foto de: Gareth Harford / Motorsport Images

Pedro Piquet, Trident

Pedro Piquet, Trident
13/14

Foto de: Joe Portlock / Motorsport Images

Pedro Piquet, Trident

Pedro Piquet, Trident
14/14

Foto de: Joe Portlock / Motorsport Images

Piquet volta ao carro da última categoria de acesso antes da F1 a partir de 1º de março do próximo ano na pista de Sakhir para mais uma jornada de testes coletivos.

“Estou muito contente em subir para a F2 com a Charouz Racing System", celebrou o brasileiro. "A experiência nos testes de Abu Dhabi foi muito positiva e me senti em casa desde o primeiro contato com o carro, tanto nas simulações de classificação quanto de corrida".

"É um carro de 620 cavalos, muito veloz comparado com o F3 e freia muito mais também, com o sistema de freios de carbono. Vamos com motivação em alta para o campeonato", afirmou Piquet.

O diretor da equipe, fundada na República Tcheca em 1985, destacou o progresso do brasileiro ao longo da última temporada e nos testes deste mês.

“Estamos empolgados em receber o Pedro em nosso time e motivados para proporcionar todo o apoio necessário neste passo tão importante em sua carreira", disse Bob Vavrik, diretor da Charouz Racing System.

"Acompanhamos de perto seu progresso durante a F3 na temporada passada e ele nos impressionou ao testar o F2 pela primeira vez em Abu Dhabi nos testes pós-temporada. Pedro aprendeu rápido, mostrou ritmo e se adaptou no time com facilidade. Vamos trabalhar forte para ajudá-lo a atingir os melhores resultados possíveis em 2020 neste campeonato, que tradicionalmente é muito disputado”

Quer ver Fórmula 2, Fórmula 3, Indy e Superbike de graça? Inscreva-se no DAZN e tenha acesso grátis por 30 dias a uma série de eventos esportivos. Cadastre-se agora clicando aqui.

Carreira na F1?

Enquanto Pedro dá mais um passo para carreira na F1, o pai, Nelson, é mais do que consagrado na maior categoria do automobilismo mundial. Confira os 10 maiores momentos de 'Nelsão' na F1.

GP da Alemanha – 1981

GP da Alemanha – 1981
1/10

Foto de: LAT Images

Depois de um começo de campeonato complicado, Piquet se superou na pista de Hockenheim e mesmo com seu carro danificado, superou Alain Prost e Alan Jones para dar o pontapé inicial para seu primeiro título na F1

GP da Europa – 1983

GP da Europa – 1983
2/10

Foto de: BMW AG

Na prova disputada em Brands Hatch, na Inglaterra, Piquet largou em quarto e depois de uma disputa acirrada com Prost, venceu a prova e abriu caminho para o bicampeonato

GP da África do Sul – 1983

GP da África do Sul – 1983
3/10

Foto de: BMW AG

Para não depender dos resultados de Alain Prost e René Arnoux, Piquet precisava vencer o GP da África do Sul, mas após a quebra do motor do carro de Prost, bastou chegar em terceiro para comemorar seu segundo título na F1

GP do Canadá – 1984

GP do Canadá – 1984
4/10

Foto de: LAT Images

Vencedor de ponta a ponta, Nelson Piquet enfrentou, além dos rivais Niki Lauda e Alain Prost, queimaduras nos pés causadas pelos pedais superaquecidos de sua Brabham

GP da França – 1985

GP da França – 1985
5/10

Foto de: LAT Images

Quinto do grid, Piquet superou Keke Rosberg, Ayrton Senna, Michele Alboreto e Alain Prost e venceu a prova sob forte calor

GP do Brasil – 1986

GP do Brasil – 1986
6/10

Foto de: LAT Images

Logo após a largada, Piquet tomou a ponta de Ayrton Senna e, soberano na pista, cruzou a linha de chegada em primeiro e 35 segundos à frente do então piloto da Lotus

GP da Hungria – 1986

GP da Hungria – 1986
7/10

Foto de: LAT Images

Era a primeira vez da F1 na Hungria. Após uma grande batalha contra Ayrton Senna, Piquet acabou prevalecendo e subindo ao andar mais alto do pódio

GP da Itália - 1987

GP da Itália - 1987
8/10

Foto de: LAT Images

Em mais um duelo contra Ayrton Senna, Piquet conquistou sua terceira e última vitória na temporada do tricampeonato

GP dos Estados Unidos – 1987

GP dos Estados Unidos – 1987
9/10

Foto de: Sutton Motorsport Images

No circuito de rua de Detroit, Piquet largou em terceiro atrás de Senna, mas na terceira volta o pneu traseiro esquerdo furou e jogou o brasileiro para a 22ª posição. Após a parada para troca do pneu, Piquet fez uma espetacular corrida de recuperação e completou a corrida em segundo

GP da Austrália – 1990

GP da Austrália – 1990
10/10

Foto de: LAT Images

Sétimo do grid com sua Benetton, Piquet protagonizou uma de suas corridas mais inspiradas. Após superar as Ferraris e a McLaren de Gerhard Berger e assumir a segunda posição, herdou a ponta após problemas na McLaren de Senna e venceu a prova segurando ainda o furioso Leão Nigel Mansell na reta final

 

Siga o Motorsport.com Brasil no Twitter, Facebook, Instagram e Youtube.

 

Delétraz domina testes em Abu Dhabi, brasileiros têm bom desempenho

Artigo anterior

Delétraz domina testes em Abu Dhabi, brasileiros têm bom desempenho

Próximo artigo

Pedro Piquet fala de expectativa na F2 e nega interesse na Indy

Pedro Piquet fala de expectativa na F2 e nega interesse na Indy
Carregar comentários

Sobre esta matéria

Categoria FIA F2