Fórmula E ePrix de São Paulo

Cofundador da Fórmula E revela presença de Emerson Fittipaldi no eP de SP e celebra corrida no Brasil: "Objetivo prioritário"

Dirigente celebra prova, após anos de tratativas com SP, Rio e Minas, e destaca fato de que categoria terá alcance nacional em TV aberta pela 1ª vez no País

Alberto Longo, Deputy CEO, Chief Championship Officer, Formula E

Neste fim de semana, a Fórmula E desembarca no Brasil pela primeira vez para a disputa do ePrix de São Paulo no Sambódromo do Anhembi, que recebe a sexta etapa da nona temporada da categoria elétrica.

Ao Motorsport.com, o espanhol Alberto Longo, cofundador da F-E, destacou que a presença da competição no País era um "objetivo prioritário" desde antes do primeiro campeonato, no ano de 2014.

O editor recomenda:

De lá para cá, já aconteceram inúmeras tratativas para corridas não só na capital paulista, mas também no Rio de Janeiro e em Belo Horizonte. No fim das contas, as tentativas anteriores não 'vingaram', mas agora o dirigente está otimista para o futuro da F-E na maior cidade brasileira.

"Depois de muitos anos, a F-E está no Brasil. Era um objetivo prioritário desde o princípio [da categoria], mas há muito complexidade para 'abrigar' uma corrida da F-E. Demoramos muito, mas agora estamos aqui... Esperamos que por muito tempo", disse Longo à reportagem.

O contrato entre F-E e a prefeitura paulistana é válido por cinco anos e o ePrix desta temporada terá a participação de dois representantes do País. Um deles é 'de casa': o paulistano Lucas di Grassi, campeão da F-E 2016–17 pela Audi e que atualmente corre pela Mahindra. O piloto está envolvido na categoria desde a sua concepção, antes mesmo do primeiro campeonato. Além dele, Sérgio Sette Câmara, piloto mineiro da equipe NIO 333 e que corre na F-E desde a temporada 2019–20.

Emerson Fittipaldi

Emerson Fittipaldi

Photo by: Mark Sutton / Motorsport Images

Longo também destacou a história brasileira no automobilismo e revelou a presença de nomes ilustres no eP, como Felipe Massa, que correu na F-E, Rubens Barrichello e Emerson Fittipaldi, bicampeão mundial da Fórmula 1.

"O Brasil tem uma grande história no esporte a motor, que poucos países têm. Ayrton Senna, Emerson Fittipaldi, que estará aqui, Felipe Massa também, Rubens Barrichello, outro que vem...", afirmou.

"Além de muitos amantes do esporte e da Bandeirantes, que transmitirá ao vivo, assim como mais de 150 países", completou o espanhol, destacando o alcance internacional da categoria de monopostos elétricos e o fato de que a F-E em 2023 terá, pela primeira vez no Brasil, transmissão em TV aberta com alcance nacional, uma vez que a antiga emissora, a TV Cultura, não chega a todas as cidades do País.

Di Grassi e Sette Câmara falam da Fórmula E no Brasil

Quer fazer parte de um seleto grupo de amantes de corridas, associado ao maior grupo de comunicação de esporte a motor do mundo? CLIQUE AQUI e confira o Clube de Membros do Motorsport.com no YouTube. Nele, você terá acesso a materiais inéditos e exclusivos, lives especiais, além de preferência de leitura de comentários durante nossos programas. Não perca, assine já!

Podcast Motorsport.com debate tamanho do 'buraco' da Ferrari na F1

 

ACOMPANHE NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

Faça parte da comunidade Motorsport

Join the conversation
Artigo anterior Fórmula E: Mortara revela papo sobre comida em restaurante de ex-companheiro Massa
Próximo artigo F-E: Característica do circuito pode deixar decisão do ePrix de São Paulo "para a última volta"

Principais comentários

Cadastre-se gratuitamente

  • Tenha acesso rápido aos seus artigos favoritos

  • Gerencie alertas sobre as últimas notícias e pilotos favoritos

  • Faça sua voz ser ouvida com comentários em nossos artigos.

Motorsport prime

Descubra conteúdo premium
Assinar

Edição

Brasil Brasil