Mitos e a realidade sobre a mobilidade elétrica

compartilhar
comentários
Mitos e a realidade sobre a mobilidade elétrica
6 de set de 2019 09:57

Saiba o que é verdade ou mentira quando o assunto é mobilidade elétrica

A Fórmula-E e a Moto-E são corridas de veículos elétricos, que vêm ganhando popularidade e despertando a curiosidade de muitos fãs do automobilismo. O tema mobilidade elétrica é a grande novidade que impulsiona estas competições cheias de competitividade, potência e emoção!

Assim como a F-1 e o Moto GP, seus "irmãos mais novos", são verdadeiros laboratórios de inovação, trazendo avanços de tecnologia que vão tornar ainda mais incríveis a experiência de uso nas ruas dos veículos elétricos em: potência, autonomia, velocidade de recarga, economia e sustentabilidade.

Para falar mais sobre isso, separamos os mitos comuns e o que já é realidade sobre a mobilidade elétrica que você precisa conhecer hoje!

MITO – A POTÊNCIA DE VEÍCULOS ELÉTRICOS É BAIXA

O primeiro mito é talvez o mais comum de todos! A potência de um carro à combustão ou de um carro elétrico depende de sua engenharia, ou seja, varia de modelo para modelo. Então, não dá pra dizer se um carro é mais potente que o outro, a não ser com uma comparação usando os mesmos critérios. Os carros elétricos da Fórmula-E, por exemplo, aceleram de 0-100 km/h em 2.8 segundos, e chegam a uma velocidade máxima de 280 km/h, bem próxima à velocidade média de um modelo de F-1.

VERDADE – A RECARGA PODE SER FEITA EM CASA

Enel

Enel

Photo by: Divulgacao

Quer mais conveniência que isso? Esqueça os dias que você precisava ir a um posto de gasolina! Adaptando uma tomada e instalando o aparelho de recarga, você pode recarregar o seu carro ou moto em casa mesmo. Para rodar a média brasileira de 37 km por dia, o consumo de um carro elétrico é de 184 kWh por mês, o que custa em cerca de R$ 0,05 por km.

MITO – A AUTONOMIA É UMA LIMITAÇÃO DOS VEÍCULOS ELÉTRICOS

A maioria das pessoas vivem em cidades e rodam no máximo até 64 km por dia e a média nacional não chega a mais que 37 km. Isso significa que a autonomia dos veículos elétricos não é um problema. A maior parte das baterias disponíveis no mercado têm capacidade para percorrer 200 km com uma única recarga, e alguns modelos superam a média, como o Tesla Model, que possui autonomia de 565 km e o Nissan Leaf, que anda 370 km com uma única carga.

Enel

Enel

Photo by: Divulgacao

VERDADE – A REDE DE RECARGA PÚBLICA CRESCE ACELERADAMENTE

Vários países apostam na mobilidade elétrica como forma de atingir suas metas em termos de sustentabilidade, diminuindo a emissão de gases e a poluição sonora nas cidades. Por isso, empresas e governos têm atuado em conjunto para aumentar a rede de recarga pública para veículos elétricos, que são estações em vias públicas para “abastecer” mediante a um pagamento em plataformas digitais. Isso já é uma realidade na Itália, por exemplo, onde a Enel X pretende instalar mais 2.000 estações até 2020. Aqui no Brasil, as estações de recarga são poucas, mas a transição já está acontecendo.

MITO – A MANUTENÇÃO É MAIS CARA

Pelo contrário, os elétricos não exigem mudanças regulares de óleo, e possuem menos peças que possam necessitar de substituição ao longo do uso. Diga adeus a problemas com as velas de ignição, válvulas, tanque de combustível, tubo de escape, distribuidor e até para correias de transmissão!

VERDADE – VEÍCULOS ELÉTRICOS EXIGEM MENOS ENERGIA

Por incrível que pareça, carros e motos elétricos exigem até 3x menos energia se comparados com os modelos à combustão. Isso porque a eficiência no uso da energia no veículo convencional não passa de 19%, enquanto nos elétricos ela chega a sensacionais 52%.

 

Próximo artigo
VÍDEO: Audi mostra pintura para temporada 2019/20 da Fórmula E

Artigo anterior

VÍDEO: Audi mostra pintura para temporada 2019/20 da Fórmula E

Próximo artigo

BMW confirma substituição de Da Costa por Gunther para 2019/2020

BMW confirma substituição de Da Costa por Gunther para 2019/2020
Carregar comentários

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula E