Fórmula E
R
ePrix de Nova York
10 jul
-
11 jul
Canceled

Spark continua como fornecedora de carros da Fórmula E

compartilhar
comentários
Spark continua como fornecedora de carros da Fórmula E
Por:
25 de ago de 2016 18:41

A Spark Racing Technologies (SRT) seguirá suprindo a categoria além de desenhar e construir a próxima geração de carros elétricos que vão estrear em 2018

O 11 Spark-Renault STR_01E cars
Spark-Renault STR_01E powerplant
Spark-Renault STR_01E powerplant
Spark-Renault STR_01E powerplant
Nelson Piquet Jr., NEXTEV TCR Formula E Team
Lucas di Grassi, ABT Schaeffler Audi Sport
Felix Rosenqvist, Mahindra Racing

A SRT (Spark Racing Technologies) seguirá como a fornecedora de carros para a Fórmula E. De acordo com apuração do Motorsport.com, as equipes da categoria foram avisadas em reunião do Grupo de Trabalho Técnico, na quarta-feira, em Donington Park, que a empresa irá desenhar e construir a próxima geração de carros da Fórmula E, previstos para estrear na temporada 2018/19. 

A proposta oficial apresentada é inteiramente sob o nome da Spark. É sabido, porém, que novamente está prevista a participação da Dallara, ao menos no desenho e na produção do monoposto.

Falando ao Motorsport.com esta semana, o diretor técnico da Renault, Vincent Gaillardot, disse que a continuidade da Spark fazia sentido.

“Com certeza foi interessante ver novos conceitos de outras empresas. Mas acho que a Spark entregou um bom produto e fez um bom serviço para as equipes. Portanto, seria um risco mudar". 

“Conhecemos as pessoas e a capacidade da Spark, e com a grande questão do fornecimento de bateria para a quinta temporada, acredito que todos concordam que ficamos com o que conhecemos e confiamos", finalizou.  

As propostas sobre a nova bateria ainda estão sendo analisadas por um painel de especialistas da FIA. A decisão estava prevista para ser anunciada no final de junho, mas foi adiada devido à importância do assunto para o longo prazo da categoria. 

A FIA e a Fórmula E estão cautelosas pois querem evitar os mesmos problemas que colocaram em risco o início da categoria em 2013/14, quando o fornecedor inicial de baterias não estava apto a fornecer em tempo os produtos com a especificação acertada.

Foi quando a Williams Advanced Engineering entrou em cena no último momento para garantir que o campeonato pudesse começar. Agora, nove empresas estão na concorrência, incluindo gigantes como Panasonic e Sony. 

Próximo artigo
Com chuva, Abt é o mais rápido em Donington; di Grassi é 5°

Artigo anterior

Com chuva, Abt é o mais rápido em Donington; di Grassi é 5°

Próximo artigo

Para Lotterer, Fórmula E é "mais filosofia do que esporte"

Para Lotterer, Fórmula E é "mais filosofia do que esporte"
Carregar comentários

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula E
Autor Sam Smith