Em busca do bi em Daytona, Derani mantém pés no chão: “Pole não significa nada”

Brasileiro que junto com Felipe Nasr conseguiu o lugar de honra das 24 Horas de Daytona falou sobre expectativa da corrida deste sábado

Em busca do bi em Daytona, Derani mantém pés no chão: “Pole não significa nada”

O IMSA WeatherTech SportsCar Championship inicia neste sábado a temporada 2021 com a tradicional 24 Horas de Daytona. A 59ª edição da prova terá na pole position os brasileiros Pipo Derani e Felipe Nasr, que também dividirão o #31 Whelen Engineering Cadillac DPi-V.R da equipe Action Express Racing com o atual campeão da NASCAR, Chase Elliott, e o britânico Mike Conway.

A largada da prova no Daytona International Speedway está prevista para as 17h40 (de Brasília).

Leia também:

No último domingo (24), Nasr e Derani conquistaram a posição de honra no grid ao vencerem a prova classificatória, que teve 1h40 de duração. A dupla, que largou em sexto após uma punição que os tirou da pole nesta corrida, mostrou desde o início muita velocidade para chegar à vitória.

“É maravilhoso estar de volta para uma nova temporada e começar o ano com uma vitória, que nos deu a pole position para a maior corrida do campeonato”, comentou Derani. “Em todos os treinos e durante a corrida, mostramos a nossa força. Mas ainda tem muito trabalho pela frente neste fim de semana. Vamos largar na pole, mas isso não significa nada. É uma corrida de 24 horas e temos de controlar tudo o que podemos”, continuou o brasileiro de 27 anos, que já venceu em Daytona em 2016, quando disputou a prova pela primeira vez.

“Estou muito feliz por voltar a competir mais um ano com a Whelen Engineering, Cadillac e a Action Express Racing. Por dividir o carro com o Felipe (Nasr) novamente, pelo terceiro ano. Acredito que nossa parceria melhora a cada dia”, ressaltou Derani.

“O Mike (Conway) também não é um estranho em nosso time. Ele esteve conosco nas 24 Horas de Daytona do ano passado e já fez parte da equipe em outras oportunidades. Ele soma muito, é um grande profissional. É muito bom tê-lo conosco novamente”, declarou Derani.

“E o Chase (Elliott), que é uma oportunidade fantástica para nós, por termos o atual campeão da NASCAR na maior corrida do ano. Ele vem fazendo um grande trabalho. Nunca é fácil sair de uma categoria com uma disciplina diferente e vir para o mundo do endurance. Mas ele está se adaptando muito rápido, especialmente com o curto tempo que teve com o carro. Ele é um cara muito talentoso. Você não vence um campeonato, como ele fez no ano passado, se você não tem um tremendo talento. Espero que nós quatro possamos dividir uma vitória fantástica no domingo à tarde”, completou Derani.

Campeão do IMSA em 2018, Nasr também mostrou muita confiança para a disputa em Daytona: “Estou muito animado por estar de volta com a equipe Action Express Racing no Cadillac #31. É maravilhoso termos essa formação com um mix de experiências nas pistas, de diferentes categorias do mundo. Sou muito grato por ter companheiros como o Pipo, Conway e Elliott e poder dividir o carro com eles”, disse o brasiliense.

“No último fim de semana, nosso foco era acertar o carro como gostaríamos, entendendo as necessidades de cada piloto em termos de velocidade e adaptação ao carro. E conseguimos transferir isso para o classificatório. Foi muito bom tudo o que aconteceu. Mas ainda temos um longo caminho neste fim de semana. É agora que conta”, completou.

A equipe Whelen Engineering busca seu terceiro título em Daytona (já venceu a prova em 2010 e 2014). Em 2016, Derani foi campeão pela Tequila Patron. Nasr ainda busca sua primeira vitória. Em 2019, os brasileiros chegaram bem perto e ficaram em segundo na corrida.

Atual campeão do IMSA, Hélio Castroneves vai partir da quinta posição do grid, dividindo o carro com Rick Taylor, Filipe Albuquerque e Alexander Rossi. Os demais brasileiros na disputa estarão em outras categorias. Augusto Farfus busca sua terceira vitória consecutiva em Daytona e corre com uma BMW preparada pela Rahal Letterman Lanigan na GT Le Mans.

Na GT Daytona, o Brasil ainda terá Daniel Serra, correndo pela Ferrari da AF Corse, e Marcos Gomes, também com uma Ferrari, mas preparada pela Scuderia Corsa.

Grid da classe DPi para as 24 Horas de Daytona:

1 #31 F. Nasr / P. Derani (Whelen Engineering Racing Cadillac DPi)

2 #55 O. Jarvis / H. Tincknell (Mazda Motorsports Mazda DPi)

3 #5 T. Vautier / L. Duval (Mustang Sampling / JDC-Miller MotorSports Cadillac DPi)

4 #60 D. Cameron / O. Pla (Meyer Shank Racing w/Curb-Agajanian Acura DPi)

5 #10 R. Taylor / F. Albuquerque (Konica Minolta Acura ARX-05 Acura DPi) 

6 #48 J. Johnson / K. Kobayashi (Ally Cadillac Racing Cadillac DPi)

7 01 #R. van der Zande / K. Magnussen (Chip Ganassi Racing Cadillac DPi)

Nova parceria com ThePlayer.com, a melhor opção para apostas e diversão no Brasil

Registre-se gratuitamente no ThePlayer.com e acompanhe tudo sobre Fórmula 1 e outros esportes! Você confere o melhor conteúdo sobre o mundo das apostas e fica por dentro das dicas que vão te render muita diversão e também promoções exclusivas. Venha com a gente!

MCLAREN corre contra o TEMPO e é PRIMEIRA equipe a ligar MOTORES em 2021; veja e entenda o porquê

PODCAST: Vettel, Alonso, Ricciardo, Pérez ou Sainz? Quem entra em 2021 mais pressionado?

 

compartilhar
comentários
IMSA: Classe GTD Pro vai substituir GTLM em 2022

Artigo anterior

IMSA: Classe GTD Pro vai substituir GTLM em 2022

Próximo artigo

Após batalha nos minutos finais, carro de Castroneves vence 24 Horas de Daytona

Após batalha nos minutos finais, carro de Castroneves vence 24 Horas de Daytona
Carregar comentários

Sobre esta matéria

Categoria IMSA
Autor Redação Motorsport.com