IndyCar
12 jul
-
14 jul
Evento encerrado
18 jul
-
20 jul
Evento encerrado
26 jul
-
28 jul
Evento encerrado
16 ago
-
18 ago
Evento encerrado
22 ago
-
24 ago
Evento encerrado
R
Portland
30 ago
-
01 set
Próximo evento em
4 dias
R
Laguna Seca
20 set
-
22 set
Próximo evento em
25 dias

Rossi diz que decisão de onde vai correr em 2020 está “nas mãos de Deus”

compartilhar
comentários
Rossi diz que decisão de onde vai correr em 2020 está “nas mãos de Deus”
Por:
24 de jun de 2019 19:11

Depois de vitória dominante em Road America, piloto da Andretti se esquivou sobre qual time ele correrá na próxima temporada

Em uma prova sem bandeiras amarelas, Alexander Rossi liderou do início ao fim a etapa de Road America da Indy, recebendo a bandeira quadriculada quase meio minuto à frente de seu adversário mais próximo, Will Power.

Em três das quatro corridas anteriores, Rossi perdeu por pouco para os pilotos da Penske, e como Roger Penske contratou Rossi como o "terceiro integrante" no Acura #7 para provas de endurance do IMSA, os rumores sobre o piloto de 27 anos aumentam. A especulação era de que Simon Pagenaud seria transferido em tempo integral para o IMSA ou liberado após uma decepcionante temporada de 2018.

Leia também:

No entanto, a vitória do francês nas 500 Milhas de Indianápolis - à frente de Rossi - significa que ele se manterá na Penske por pelo menos um ano, de modo que se a equipe quiser adicionar Rossi, ele estará em um quarto carro.

Dado que Rossi deixou os carros da Penske muito para trás em Road America, assim como fez em Long Beach em abril, o Motorsport.com perguntou se isso pesava em suas considerações de onde iria correr em 2020.

Ele respondeu: "Eu não tenho considerações."

O Motorsport.com perguntou a ele se a decisão estava nas mãos de outra pessoa, e ele sorriu e disse: "Está nas mãos de Deus".

Perguntado se esse Deus era Roger Penske, Rossi sorriu e balançou a cabeça.

A vitória de Rossi em Road America foi a segunda do ano e a sétima de sua carreira. O atual dono de sua equipe, Michael Andretti, está ansioso para mantê-lo, mas uma fonte interna informou ao Motorsport.com que o patrocínio da NAPA no carro #27 é o menos lucrativo dos quatro carros Andretti, e é por isso que Rossi correu com a pintura da GESS - Harding Steinbrenner Racing no Texas Motor Speedway, no início deste mês.

Tanto Power quanto Newgarden disseram que receberiam Rossi como companheiro de equipe na Penske.

Questionado sobre como eles reagiriam à sua chegada, Newgarden respondeu: "Isso seria legal, acho que seria incrível".

Power acrescentou: "Sim, Josef realmente quer que ele seja nosso companheiro de equipe", e quando foi questionado sobre seus próprios pensamentos, Power encolheu os ombros: "fico bem com o que acontecer, cara."

Newgarden interveio: "Contanto que você não esteja me expulsando!" E Power concluiu: "Sim, contanto que ele não esteja me substituindo!"

Próximo artigo
Rossi "passeia" em Road America e vence segunda prova em 2019

Artigo anterior

Rossi "passeia" em Road America e vence segunda prova em 2019

Próximo artigo

Conheça Colton Herta, o novato que coleciona recordes na Indy

Conheça Colton Herta, o novato que coleciona recordes na Indy
Carregar comentários

Sobre esta matéria

Categoria IndyCar
Pilotos Alexander Rossi
Autor David Malsher