Di Grassi diz que retorno a Le Mans em 2017 é “provável”

compartilhar
comentários
Di Grassi diz que retorno a Le Mans em 2017 é “provável”
Por:

Piloto de fábrica da Audi, Lucas está entre as categorias LMP1 e GTE Pro para participar pela quinta vez da prova

#8 Audi Sport Team Joest Audi R18: Lucas di Grassi, Loic Duval, Oliver Jarvis
Lucas di Grassi, ABT Schaeffler Audi Sport
Lucas di Grassi, ABT Schaeffler Audi Sport
#8 Audi Sport Team Joest Audi R18: Lucas di Grassi, Loic Duval, Oliver Jarvis
#8 Audi Sport Team Joest Audi R18: Lucas di Grassi, Loic Duval, Oliver Jarvis
The 24 Hours of Le Mans trophy

Depois da saída da Audi do Mundial de Endurance no fim do ano passado, Lucas di Grassi pode retornar ao campeonato para as 24 Horas de Le Mans deste ano.

Di Grassi disse ao Motorsport.com que uma quinta aparição em La Sarthe na edição 2017 das 24h é "altamente provável em qualquer LMP1 ou GTE Pro”, que são as duas únicas categorias que o interessam.

Se ocorrer na LMP1, Lucas pode ser um dos pilotos no terceiro Toyota TS 050 Hybrid, que atualmente tem apenas Stephane Sarrazin confirmado no trio.

O Motorsport.com entende que algum diálogo entre a Toyota e a Audi tenha ocorrido, no entanto um lugar na classe GTE Pro é o mais provável.

"Existem limitações sobre para quem Lucas poderia dirigir", disse o chefe do automobilismo da Audi, Dieter Gass, ao Motorsport.com.

"Obviamente, é muito mais fácil para nós liberar um piloto para uma entrada em um time privado do que uma entrada em um time de fábrica. Nós também analisamos o nível de concorrência, por isso não queremos que ele corra para uma marca rival.”

"Le Mans em qualquer carro vai depender do tipo de carro que for. Nós liberamos pilotos como Marcel (Fassler) e Mike (Rockenfeller) para os Corvette em Daytona e eles poderiam fazer outras corridas nesta temporada."

O contrato da Audi com Di Grassi para o WEC ia até o fim de 2017, o que pode dificultar o piloto de participar da prova pela LMP1.

"O contrato de Lucas no WEC não foi cancelado, então ele ainda tem um contrato com a Audi. Ao mesmo tempo, ele tem outro contrato com a ABT para a Fórmula E. Então, atualmente estamos trabalhando em fazer tudo em um, mas ainda não finalizamos o novo contrato para que ele possa fazer coisas além da Fórmula E.”

"Nós temos o acordo com ele, que continuará como um piloto de fábrica da Audi, mas nós apenas precisamos colocar no formato direito."

Um regresso a Macau para Di Grassi, que correu pela última vez na pista de rua asiática em 2012 e venceu o evento de F3 lá em 2005, também pode acontecer ainda este ano.

"Estamos olhando para a possibilidade de usar Di Grassi em nosso programa de GT", disse Gass.

"Sempre nos lembramos de que ele é um dos pilotos mais rápidos em Macau. São coisas que estamos vendo.”

Hulkenberg não pretende voltar a Le Mans em 2017

Artigo anterior

Hulkenberg não pretende voltar a Le Mans em 2017

Próximo artigo

Audi nega pedido da Penske para andar com LMP1 em Le Mans

Audi nega pedido da Penske para andar com LMP1 em Le Mans
Carregar comentários

Sobre esta matéria

Categoria Le Mans
Pilotos Lucas di Grassi
Equipes Team Joest
Autor Sam Smith