Marquez rebate Rossi: "concentre-se em Lorenzo"

Piloto da Honda diz que não tem qualquer preocupação em quem será o campeão mundial

Marquez rebate Rossi: "concentre-se em Lorenzo"
Valentino Rossi, Yamaha Factory Racing
Marc Marquez, Repsol Honda Team, Valentino Rossi, Yamaha Factory Racing, Andrea Iannone, Ducati Team
Marc Marquez, Repsol Honda Team e Valentino Rossi, Yamaha Factory Racing
Marc Marquez, Repsol Honda Team
Marc Marquez, Repsol Honda Team
Marc Marquez, Repsol Honda Team e Jorge Lorenzo, Yamaha Factory Racing
Marc Marquez, Repsol Honda Team
Carregar reprodutor de áudio

Marc Marquez respondeu Valentino Rossi após ser acusado de estar torcendo (e ajudando) o compatriota Jorge Lorenzo a ser campeão mundial de MotoGP.

O piloto da Honda afirmou que Rossi deveria se concentrar apenas em superar o seu companheiro de Yamaha.

Rossi surpreendeu a todos na última quinta-feira, durante a conferência de imprensa, ao dizer que Marquez tentou de forma deliberada ajudar Lorenzo a batê-lo na última corrida, em Phillip Island, na Austrália.

De acordo com o italiano, Marquez ficou o tempo inteiro na prova pressionando-o, como forma de liberar Lorenzo para ter uma prova mais tranquila. No fim, o espanhol passou Rossi e ainda superou Lorenzo na última volta para vencer na Austrália. Com o resultado, Lorenzo, mesmo em segundo, reduziu a vantagem do italiano no campeonato para 11 pontos.

“Ontem, eu acho que ele surpreendeu a todos um pouco. Posso entender que ele esteja preocupado com o campeonato e os 11 pontos (de vantagem), mas no fim ele tem de se concentrar em lutar com Lorenzo, porque é ele quem deve superar para vencer o campeonato.”

“Ele precisa superá-lo na pista, e acho que esse ano tem sido veloz o bastante para fazer isso. Não quero me envolver nesta guerra.”

Marquez afirmou que o episódio não irá reduzir o seu respeito por Rossi, mas insistiu que a sua meta em Sepang será ignorar a luta pelo campeonato e lutar pela vitória na Malásia.

“Sempre tive respeito pelo Valentino, porque ele e o maior piloto da história da MotoGP. Claro que isso me chateia, mas estava a 100% na Austrália, venci e tirei cinco pontos do Jorge, portanto não entendi o que ele disse.”

“Minha meta é sempre tentar vencer. Se eu tivesse potencial para ficar em segundo, eu ficaria com aquela posição. Correrei apenas por mim, porque nem eu nem meu companheiro pode vencer o campeonato.”

compartilhar
comentários
Jorge Lorenzo supera Hondas e é o mais veloz do dia
Artigo anterior

Jorge Lorenzo supera Hondas e é o mais veloz do dia

Próximo artigo

Com sobras, Pedrosa conquista pole em Sepang; Rossi é 3º

Com sobras, Pedrosa conquista pole em Sepang; Rossi é 3º