Miller acerta mudança para a Pramac Ducati em 2018

Segundo apurou o Motorsport.com, australiano deu sua resposta positiva ao time no último domingo para garantir vaga

Miller acerta mudança para a Pramac Ducati em 2018
Takaaki Nakagami, Idemitsu Honda Team Asia,
Alvaro Bautista, Aspar Racing Team
Scott Redding, Pramac Racing
Hector Barbera, Reale Avintia Racing
Tito Rabat, Estrella Galicia 0,0 Marc VDS
Takaaki Nakagami, Idemitsu Honda Team Asia
Scott Redding, Pramac Racing
Sam Lowes, Aprilia Racing Team Gresini
Jack Miller, Estrella Galicia 0,0 Marc VDS
Cal Crutchlow, Team LCR Honda
Tito Rabat, Estrella Galicia 0,0 Marc VDS
Scott Redding, Pramac Racing
Jack Miller, Estrella Galicia 0,0 Marc VDS

Jack Miller acertou sua mudança para a Pramac Ducati para a temporada de 2018 da MotoGP, assumindo a vaga de Scott Redding, apurou o Motorsport.com.

O acordo de Miller com a Honda expira ao fim deste ano, mas não deverá ser renovado – a empresa japonesa escolheu voltar seu apoio a Cal Crutchlow, da LCR.

Isso significa que Miller precisou negociar diretamente com a Marc VDS, mas, em vez disso, optou por se juntar à Pramac, que vinha sondando o australiano há alguns meses.

O Motorsport.com apurou que Miller teve de informar a sua decisão à equipe italiana no domingo à tarde – caso contrário, a Pramac teria fechado com Tito Rabat para a próxima temporada.

Em momento algum a Pramac considerou renovar o acordo com Redding, sendo que sua melhor opção no momento parece ser um retorno à Marc VDS, por onde correu em 2015.

Miller seria uma espécie de número dois na Pramac, com uma moto do ano anterior, enquanto que Danilo Petrucci receberia a 2018 Desmosedici após garantir sua permanência.

Rabat de mudança para a Avintia

Atual parceiro de Miller na Marc VDS, Rabat está determinado a se mudar para a Avintia Ducati, onde deve utilizar uma das motos de 2017. Hector Barbera e Loris Baz estão entre os candidatos à outra vaga.

Na Aspar, Alvaro Bautista finalizou seu acordo para permanecer, apesar de ter sido sondado pela Aprilia. Contudo, ainda não está claro quem estará na segunda vaga, mesmo que Karel Abraham tenha suporte para permanecer.

Também ainda não se sabe quem será o parceiro de Aleix Espargaro na Aprilia. Tanto Bautista quanto Petrucci recusaram a chance de se juntar à equipe de Noale, mas Sam Lowes segue vulnerável, apesar de ter um contrato de dois anos.

Uma das últimas dúvidas sobre o grid de 2018 é se a LCR irá usar uma segunda Honda. Caso isso aconteça, o japonês Takaaki Nakagami, da Moto2, provavelmente se tornaria o parceiro de Crutchlow no time monegasco.

O grid de 2018 da MotoGP até agora:

EquipePiloto
Repsol Honda

 Marc Marquez

 Dani Pedrosa

Movistar Yamaha

 Valentino Rossi

 Maverick Vinales

Ducati

 Andrea Dovizioso

 Jorge Lorenzo

Suzuki

 Andrea Iannone

 Alex Rins

Aprilia

 Aleix Espargaro

 Sam Lowes*

KTM

 Pol Espargaro

 Bradley Smith

LCR Honda

 Cal Crutchlow

 Takaaki Nakagami

Marc VDS Honda

 Franco Morbidelli

 Scott Redding?

Tech 3 Yamaha

 Johann Zarco

 Jonas Folger

Pramac Ducati

 Danilo Petrucci

 Jack Miller

Aspar Ducati

 Alvaro Bautista

A ser anunciado

Avintia Ducati

 Tito Rabat

A ser anunciado

* Ainda sob contrato, mas vaga segue em dúvida

compartilhar
comentários
Clima esquenta entre Iannone e Schwantz em Sachsenring
Artigo anterior

Clima esquenta entre Iannone e Schwantz em Sachsenring

Próximo artigo

Acidente mata filho de lenda da motovelocidade

Acidente mata filho de lenda da motovelocidade
Carregar comentários