MotoGP GP da Índia

MotoGP: Pilotos comparam circuito da Índia como pilotar “no gelo”

Apesar de pista ter sido homologada na quinta-feira, pilotos aprovaram novidade da temporada de 2023

Aleix Espargaro, Aprilia Racing Team

Foto de: Gold and Goose / Motorsport Images

A primeira ação da MotoGP na pista do Circuito Internacional de Buddh para o GP da Índia foi recebida com opiniões positivas dos pilotos, embora a Curva 1 tenha provado ser um desafio.

Este fim de semana marca o primeiro evento da MotoGP na Índia, com a equipe VR46 Ducati liderando as duas sessões de treinos livres na sexta-feira, com Marco Bezzecchi no TL1 e Luca Marini no TL2. A pista foi oficialmente homologada nesta quinta-feira, depois de os pilotos terem dado a sua aprovação, tendo chegado ao evento com preocupações de segurança devido às recentes atualizações do circuito. 

Leia também:

E embora alguns pontos da pista tenham sido considerados preocupantes por alguns pilotos, a impressão geral foi positiva. No entanto, a curva 1 provou ser um grande desafio para o pelotão, com várias quedas ocorrendo ali e muitos casos de pilotos que fugiram ao frear.

“É muito difícil frear a moto na curva 1”, disse Bezzecchi. “Também porque depois de ter a curva 2, toda vez que você corre por fora, você entra na curva 2 e é difícil para caralho.”

“Cometi tantos erros hoje para ter uma referência perfeita e não foi fácil. Acho que é o ponto mais fácil para cometer erros, mas não é a parte mais difícil da pista. O setor três é mais difícil. Tem que ser preciso e tem muitas curvas em sequência, que se você errar na primeira você fode todo o setor.”

Joan Mir da Honda acrescentou: “Merda de curva 1, em cinco voltas, perdi o traçado duas vezes. É uma curva difícil. É difícil parar a moto lá. Acho que todo mundo foi longe muitas vezes. Além disso, o muro está bem próximo. Depois de errar a frenagem algumas vezes, vi que estava bem perto da parede. Mas sabemos que esta pista está no limite em termos de segurança em muitas áreas. Mas, no momento, em condições secas está tudo bem. Será diferente no molhado.”

Aleix Espargaró, que sente que sem as curvas 1/2/3, a Aprilia poderia ser tão dominante como foi em Barcelona, disse que é fácil cometer um erro na curva 1 porque a aderência é “como gelo”.
“Saí 10 vezes fora da pista”, ele disse. “É estranho porque na primeira curva, se você frear um metro depois da referência, você paga 100 m, você vai muito, muito longe. É difícil, a primeira curva é como gelo.”

O atual campeão mundial, Francesco Bagnaia, elogiou as condições do circuito, mas observou que a curva 1 é “bastante intensa” para acertar.

“Esperávamos menos aderência e piores condições, mas assim que começámos esta manhã já estava bom”, observou o piloto da Ducati. “Não acho que vamos diminuir o tempo da volta amanhã, talvez mais um segundo, mas não muito. Isso é bom, eles [os organizadores] fizeram um bom trabalho na lavagem da pista."

“Algumas partes da pista estão muito difíceis, como a primeira curva, porque você só faz uma linha e pode frear em um ponto. Se você frear logo depois, você sai. Então, é muito intenso para ser muito preciso.”

Bagnaia também destacou como tem sido difícil controlar o calor na Índia, revelando na sexta-feira que “você sente que está queimando nas costas retas, começa a sentir a garganta queimando, as pernas queimando”. Vários pilotos disseram que o calor na Índia foi pior do que em lugares como Malásia e Tailândia.

A maioria dos pilotos sentiu após a ação de sexta-feira que a quantidade de saídas ao longo da pista foi suficiente, embora Jorge Martin, da Pramac, acredite que não há espaço suficiente na curva 10 para a esquerda.

“Sinto que apenas a curva 10 está um pouco no limite”, disse ele. “Felizmente ninguém caiu lá, mas chegamos tão, tão rápido em terceira marcha quase no limite. Se você cair lá, é muito perigoso. Agora não podemos fazer nada, mas com certeza na próxima temporada vamos pedir que melhore. Mas é o que é."

SEXTA-LIVRE: Programa debate primeiro dia de atividades de pista para o GP do Japão

Faça parte do Clube de Membros do Motorsport.com no YouTube

Quer fazer parte de um seleto grupo de amantes de corridas, associado ao maior grupo de comunicação de esporte a motor do mundo? CLIQUE AQUI e confira o Clube de Membros do Motorsport.com no YouTube. Nele, você terá acesso a materiais inéditos e exclusivos, lives especiais, além de preferência de leitura de comentários durante nossos programas. Não perca, assine já!

Podcast #248 – Ferrari ‘passa pano’ para Leclerc e subestima Sainz?

 

ACOMPANHE NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

 

Faça parte da comunidade Motorsport

Join the conversation
Artigo anterior MotoGP: Marini lidera sexta-feira na Índia e dupla da Honda chega ao Q2
Próximo artigo MotoGP: Bezzecchi faz a pole para o GP da Índia com Martín e Bagnaia na primeira fila

Principais comentários

Ainda não há comentários. Seja o primeiro a comentar.

Cadastre-se gratuitamente

  • Tenha acesso rápido aos seus artigos favoritos

  • Gerencie alertas sobre as últimas notícias e pilotos favoritos

  • Faça sua voz ser ouvida com comentários em nossos artigos.

Motorsport prime

Descubra conteúdo premium
Assinar

Edição

Brasil