NASCAR Cup
R
Michigan
Postponed
17 mai
-
17 mai
Evento encerrado
20 mai
-
20 mai
Evento encerrado
23 mai
-
24 mai
Evento encerrado
27 mai
-
28 mai
Evento encerrado
12 jun
-
14 jun
Postponed
19 jun
-
21 jun
Postponed
27 jun
-
27 jun
Evento encerrado
28 jun
-
28 jun
Evento encerrado
R
Indianápolis
05 jul
-
05 jul
Próximo evento em
2 dias
R
Kentucky
12 jul
-
12 jul
Próximo evento em
9 dias
23 jul
-
23 jul
Próximo evento em
20 dias
R
02 ago
-
02 ago
Próximo evento em
30 dias
R
Michigan II
07 ago
-
09 ago
Próximo evento em
35 dias
R
Watkins Glen
14 ago
-
16 ago
Próximo evento em
42 dias
R
Dover II
21 ago
-
23 ago
Próximo evento em
49 dias
R
Daytona II
27 ago
-
29 ago
Próximo evento em
55 dias
R
Richmond II
10 set
-
12 set
Próximo evento em
69 dias
R
Bristol II
17 set
-
19 set
Próximo evento em
76 dias
R
Las Vegas II
25 set
-
27 set
Próximo evento em
84 dias
R
Talladega II
02 out
-
04 out
Próximo evento em
91 dias
R
Charlotte II
09 out
-
11 out
Próximo evento em
98 dias
R
Kansas II
16 out
-
18 out
Próximo evento em
105 dias
R
Texas II
23 out
-
25 out
Próximo evento em
112 dias
R
Martinsville II
30 out
-
01 nov
Próximo evento em
119 dias
R
Phoenix II
06 nov
-
08 nov
Próximo evento em
126 dias

Há 30 anos, morria Tim Richmond por conta da AIDS

compartilhar
comentários
Há 30 anos, morria Tim Richmond por conta da AIDS
Por:
13 de ago de 2019 19:26

Piloto que destoava do cenário da maior categoria do automobilismo norte-americano teve morte polêmica, negando ter o vírus HIV até os últimos dias de vida

Há exatos 30 anos, chegava ao fim a vida de Tim Richmond, piloto da NASCAR, que somou 13 vitórias em toda sua carreira, chegando à terceira colocação no campeonato de 1986, sem melhor ranking.

Mas, a morte precoce do piloto nascido em Ashland, Ohio, não foi por causa de um acidente na pista, como infelizmente acontece no esporte a motor. O falecimento de Richmond sempre foi cercado de mistério em relação ao seu estado de saúde nos últimos anos de vida, com o vírus da AIDS se tornando protagonista sendo um enigma sobre a forma de contágio e os sintomas na época.

Leia também:

Durante boa parte de sua história, pilotos da NASCAR eram caracterizados pela origem sulista, os chamados “rednecks” ou “caipiras”, com este cenário mudando nas últimas duas décadas. Durante os anos 1980 um “intruso” invadiu este espaço, com um estilo de vida diferente, sendo um playboy no meio da turma tão estereotipada para o mundo.

Tim Richmond destoava dos outros pilotos do grid, morando em um barco, com roupas de grife e sempre bem humorado, especialmente em frente às câmeras, não escondendo o charme com as mulheres.

Com uma pequena passagem pela Indy no início da década, ele conseguia aos poucos crescer na NASCAR, chegando a uma das principais equipes do grid, a Hendrick Motorsports, que viria a ser uma das gigantes da categoria nos anos seguintes, abrigando nomes como Jeff Gordon, Jimmie Johnson, Dale Earnhardt Jr., entre outros.

Em 1986, Richmond teve o seu melhor ano, conseguindo sete vitórias - mais do que qualquer outro oponente - e conquistando a terceira colocação no campeonato. Mas naquele mesmo ano, começaram a surgir boatos sobre seu estado de saúde, por conta de problemas respiratórios. No dia seguinte ao banquete anual da categoria, que homenageia os principais pilotos de cada temporada em Nova York, ele chegou a ser internado. Nas 500 Milhas de Daytona de 1987 era reportado que ele ainda tinha um quadro de pneumonia dupla, e os boatos sobre ele ter adquirido o vírus HIV começavam a surgir.

Richmond conseguiu voltar ainda em 1987, e de forma arrebatadora, ao vencer em Pocono e no circuito misto de Riverside, na Califórnia, no que parecia se desenhar uma história de superação. Mas foi por pouco tempo. Após mais seis corridas, ele acabou se desligando da Hendrick Motorsports.

Tim Richmond comemora vitória em Riverside, no que se tornaria a última da carreira

Tim Richmond comemora vitória em Riverside, no que se tornaria a última da carreira

Photo by: NASCAR Media

Novo ano e nova tentativa de voltar às pistas da maior categoria do automobilismo norte-americano, mas sem sucesso, já que Richmond testou positivo para substâncias proibidas pela NASCAR, como Sudafed e Advil, sem ter tido autorização médica. Mais tarde, o piloto processou a categoria por conta da suspensão.

Enquanto lutava para voltar a correr, os rumores sobre seu estado de saúde só aumentavam, com o piloto sempre negando. Já em 1989, Richmond foi morar na Flórida onde acabou hospitalizado definitivamente e morrendo no dia 13 de agosto.

Dez dias depois, a família organizou uma coletiva de imprensa, afirmando que Richmond havia morrido em decorrência das complicações do vírus HIV. O piloto teria adquirido a doença de uma mulher desconhecida. Mais tarde naquele ano, mais de 90 pilotos e membros de equipes fizeram testes do vírus da AIDS.

Confira imagens da carreira de Tim Richmond na pista

Galeria
Lista

Tim Richmond comemorando vitória na corrida de 400 milhas em Daytona

Tim Richmond comemorando vitória na corrida de 400 milhas em Daytona
1/10

Foto de: RacingOne/Getty Images

Tim Richmond

Tim Richmond
2/10

Foto de: NASCAR Media

Tim Richmond

Tim Richmond
3/10

Foto de: NASCAR Media

Tim Richmond

Tim Richmond
4/10

Foto de: NASCAR Media

Tim Richmond

Tim Richmond
5/10

Foto de: NASCAR Media

Tim Richmond

Tim Richmond
6/10

Foto de: NASCAR Media

Tim Richmond

Tim Richmond
7/10

Foto de: NASCAR Media

Tim Richmond

Tim Richmond
8/10

Foto de: NASCAR Media

Carro de Tim Richmond no memorial da Hendrick Motorsports

Carro de Tim Richmond no memorial da Hendrick Motorsports
9/10

Foto de: Eric Gilbert

Tim Richmond

Tim Richmond
10/10

Foto de: Goddard Marketing Group

 

 

 

Próximo artigo
Harvick acerta na estratégia de combustível e vence em Michigan

Artigo anterior

Harvick acerta na estratégia de combustível e vence em Michigan

Próximo artigo

Dale Jr. sobrevive a acidente de avião nos Estados Unidos

Dale Jr. sobrevive a acidente de avião nos Estados Unidos
Carregar comentários

Sobre esta matéria

Categoria NASCAR Cup
Autor Erick Gabriel