Miguel Paludo Charity Race tem domínio de Cristiano Bohessef

Prova de homenagem ao piloto BRANDT na NASCAR Xfinity Series promoveu arrecadação para Instituto da Criança com Diabetes

Miguel Paludo Charity Race tem domínio de Cristiano Bohessef

A rotina de Miguel Paludo, visando sua segunda corrida pela NASCAR Xfinity Series em 2021 segue a todo vapor. Assim como fez em Daytona, o piloto brasileiro patrocinado pela BRANDT usou do automobilismo virtual para se familiarizar com o Circuito das Americas (COTA). O traçado de Austin é o mesmo que recebe o GP dos Estados Unidos de Fórmula 1 e pela primeira vez será palco de uma prova da Xfinity Series.

O recurso do AV para a preparação do hexacampeão da Porsche Cup diante dos desafios da NASCAR funcionou no início da temporada. Depois de disputar as 24 Horas virtuais de Daytona, Paludo foi sétimo colocado em sua estreia no “roval”. Sem treinos livres nem classificatório, ele mostrou habilidade para escalar o pelotão duas vezes. Chegou a ficar uma volta atrás dos líderes com um furo no pneu ao disputar a quarta posição -e no fim foi capaz de levar um top-10 para casa.

Paludo usou mais uma vez dos simuladores para se preparar para uma corrida. Com intuito de conhecer o traçado de COTA, onde nunca competiu, Miguel aliou os treinamentos com uma causa de extrema importância para a qual costuma chamar atenção nas pistas: a conscientização sobre o diabetes. O piloto e seu filho Oliver são diabéticos e todo valor angariado com a inscrição foi integralmente revertido para o Instituto da Criança com Diabetes.

O evento foi realizado pela Virtual Challenge Esports e alinhou os carros da NASCAR Xfinity Series. Paludo foi para a pista com o mesmo layout que utiliza nas corridas reais com as cores da BRANDT e preparado pela equipe JR Motorsports.

Miguel Paludo Charity Race

Miguel Paludo Charity Race

Photo by: Ferrari Promo

A corrida previa quali de 10 minutos e duas baterias, uma de 19 e outra de 13 voltas, com inversão dos 15 primeiros colocados ao final da primeira corrida.

O quali já deu mostras de uma noite brilhante de Cristiano Bohessef, autor da pole para a primeira bateria da noite.

Bohessef largou bem e manteve a primeira posição depois da luz verde. Ele conseguiu boa vantagem para Marcos Bicca, que era segundo.

Em nono no grid, Paludo largou bem e ganhou duas posições no giro inaugural.

Bohessef abriu vantagem na frente, enquanto o piloto BRANDT batia roda dentro do top10.

No melhor estilo NASCAR, os carros vinham se esfregando na disputa pelas posições durante toda a prova. O Camaro #8 recebeu alguns toques, e um deles inclusive o fez rodar. Mas retornou sem danos e escalou o pelotão até o terceiro lugar novamente. Recebeu a bandeirada em sexto, em bateria vencida por Bohessef à frente de Gabriel Mauricio e Endrigo de Castro.

Marcos Bicca assumiu a liderança ainda no começo da segunda prova, mas Bohessef que largara de 15º, já aparecia em quinto após quatro voltas. Foi questão de tempo até ele assumir a liderança. O pódio da prova final repetiu o da primeira.

Paludo novamente mostrou habilidade para negociar posições, largando de décimo para terminar em quinto com o carro da BRANDT.

O piloto gaúcho segue sua intensa preparação para o segundo de três desafios na NASCAR Xfinity Series em 2021. Depois de correr em Daytona, o #8 da BRANDT acelera em COTA no dia 21 de maio e volta à ação em junho em Mid-Ohio.

“Queria agradecer a todos que me ajudaram a tornar esse evento possível, foi muito bacana ver um evento tão bonito acontecendo”, comentou Paludo. “Me sinto honrado em poder ajudar o ICD, que me ajudou muito também quando eu fui diagnosticado, eles fazem um trabalho fantástico. Agradeço também aos pilotos que participaram e me ajudaram nessa preparação para a corrida daqui a 10 dias em COTA. Espero poder fazer uma boa prova no Texas. O carro no iRacing é muito difícil de guiar. Na vida real, é um pouco menos complicado. Foi legal que tentaram ao máximo simular as situações de corrida com o tempo da largada e condições de pista.”

F1: TRETA de MERCEDES e RED BULL ganha novo capítulo após BRONCA de Hamilton; entenda ASA FLEXÍVEL

PODCAST: Mercedes X Red Bull já pode ser considerada uma das maiores rivalidades da F1?

 

compartilhar
comentários
Miguel Paludo alia treino para NASCAR a ação em prol do Instituto da Criança com Diabetes

Artigo anterior

Miguel Paludo alia treino para NASCAR a ação em prol do Instituto da Criança com Diabetes

Próximo artigo

NASCAR: Paludo vê “expectativa alta” para brigar na frente em Austin

NASCAR: Paludo vê “expectativa alta” para brigar na frente em Austin
Carregar comentários